CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

NO EXÍLIO DA MEMÓRIA

No mar alto da minha vida
Há um marulhar incessante
Que me deixa esquecida
Numa solidão gritante.
Minhas horas solitárias
e fugidias
Povoadas de sombras
e agonias.

Mas as sombras se vão!
Foi apenas um sonho ruim,
agora tudo é leve.
Tudo floresce nos canteiros
secretos de mim.
Lembrei meu riso inundado
de pureza
Adormecido numa fotografia
Trazendo a mim a certeza
Que a vida já foi macia.
Se agora a vida definha
desabrida
Semeando no meu corpo
sinais.
Deixando minha pele ressequida
Já me iluminou o coração
por demais.

Confesso que sonhei
E nada mais há para ser contado
Neste meu silêncio entardecido
Da saudade não falarei
Fechá-la-ei no coração a cadeado.
Já nada do que escrevo faz sentido.
E à medida do que esqueço
No exílio da memória adormeço.

Neste silêncio empedrenido,
nas palavras me aninho.
Sou como um menino perdido,
Ou pássaro sem ninho.

rosafogo
natalia nuno 

Submited by

segunda-feira, março 19, 2012 - 22:34

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

natalianuno

imagem de natalianuno
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 8 semanas 8 horas
Membro desde: 12/17/2009
Conteúdos:
Pontos: 697

Comentários

imagem de Nostalgia

As lembranças são o filme da

As lembranças são o filme da nossa vida. Pessoas há, que nem esse filme conseguem vislumbrar.

Quando nos confrontamos
Com o que resta da vida,
De tudo nos lembramos
Se a memória não é esquecida.

Felizes os que ainda a têm,
ou os que vivem no vazio,
Memórias vão e vêm,
Somos terreno baldio.

imagem de natalianuno

O meu obrigada

A saudade nos acompanha sim Poeta, sempre refloresce no coração
umas vezes trazendo-nos boas recordações, outras nem tanto, mas a vida
é isso mesmo.

Grata p'la leitura.

imagem de apsferreira

O tempo passa, a vida

O tempo passa, a vida passa,

e, olhando para trás, avistamos a saudade.

Apenas, a saudade...

:-)

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of natalianuno

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Desilusão adeus ao que não volta mais... 1 93 07/23/2019 - 17:47 Português
Fotos/História Templo de Ho Che Minh/Camboja 0 115 07/23/2019 - 15:41 Português
Fotos/Cidades Hong Kong 0 69 07/23/2019 - 15:33 Português
Poesia/Geral palavras d'água... 0 165 04/07/2019 - 13:18 Português
Poesia/Desilusão foi ao espelho e nunca mais voltou... 0 312 04/14/2016 - 17:46 Português
Poesia/Desilusão não matem os pássaros 0 277 04/14/2016 - 17:41 Português
Poesia/Desilusão pequena prosa poética 0 252 04/07/2016 - 00:11 Português
Poesia/Amor palavras por dizer... 0 305 04/05/2016 - 18:25 Português
Poesia/Amor passo o tempo a desejar-te 0 377 04/05/2016 - 18:18 Português
Poesia/Desilusão já não me sei... 2 413 04/05/2016 - 18:13 Português
Poesia/Geral tantas ilusões... 0 427 04/02/2016 - 17:29 Português
Poesia/Geral um resto de sonho... 0 590 01/25/2013 - 12:29 Português
Fotos/Cidades MOSCOVO-METRO 0 1.029 01/23/2013 - 01:13 Português
Fotos/História CHINA-MURALHA 0 1.083 01/23/2013 - 01:06 Português
Poesia/Meditação sonho dum momento só meu 6 684 01/23/2013 - 00:19 Português
Poesia/Geral desafio o silêncio 4 522 01/22/2013 - 00:58 Português
Poesia/Amor MEU AMOR 5 879 01/21/2013 - 16:36 Português
Poesia/Dedicado gosto de coisas simples 1 941 08/11/2012 - 20:19 Português
Poesia/Desilusão NO EXÍLIO DA MEMÓRIA 3 890 06/01/2012 - 19:44 Português
Poesia/Desilusão ESPELHO D'ÁGUA 1 716 04/26/2012 - 23:04 Português
Poesia/Tristeza ENTRE O SONHO E O VAZIO 5 682 04/19/2012 - 22:13 Português
Poesia/Geral GOTAS DE ORVALHO 3 685 04/17/2012 - 19:03 Português
Poesia/Geral ALGUÉM ME ABRIU OS BRAÇOS 4 492 04/17/2012 - 18:53 Português
Fotos/Monumentos CATEDRAL D'UOMO MILÃO 0 3.919 04/13/2012 - 15:27 Português
Fotos/Monumentos Catedral de Milão 0 1.103 04/13/2012 - 15:22 Português