CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Realidade Cruel. (Desafio Poético)

Nesse país tropical, lindo de morrer
Eis apenas a casca, irei mostrar-lhe agora
A parte podre da maçã, e você irá ver
Aqui acontece desde pedofilia à tráfico de drogas.

E agora, revelarei as verdadeiras lendas urbanas desse povo
Porque eis tão sujo assim? Tudo tão explícito
Criança, porque vendestes o teu corpo?
Tua mãe queres alimentar o vício?

Mãe, porque abandonastes o teu filho?
Não tem condições de amamentar o sangue do teu sangue, o sangue puro?
Pai, não tem coragem de assumir seu próprio espermatozóide?
Porque trazestes então, uma criança inocente ao mundo?

Amigo, porque matastes uma vida?
Porque roubastes? Sei que não eis pela comida
Porque está todo acelerado na avenida?
Esperando as pérolas amarelas que alimentam sua fantasia?

Amigo, porque eis tão violento, porque eis assim, tão desumano?
Porque estas assim, tão estressado, porque eis assim tão banal?
Saca sua arma e mete um tiro na cabeça de um ser humano
E alimente o remorço de tirar uma vida, morra com essa fatalidade fatal!

Porque estas na rua meu amigo?
Sei bem como é, eles tiram tudo o que você tem
Te deixam perdido no mundo
Mas o que eu não entendo, é que você ajoelha, e ainda diz amém!

Rico? Pobre? Classe média? Classe alta?
O que isso significa?
Isso faz tanta diferença assim?
Eu não entendo, me explica?

Porque tanta desigualdade assim amigos e amigas?
Porque tanto preconceito?
Só pobre que rouba? O nome disso não é sofisma?
E onde se encaixa ai, o centro das roubalheiras que estas hoje denominado Brasília?

E essa é a realidade cruel em que vivemos
Toda fachada é linda, mas procure saber o que há por dentro
Porque o mundo não é assim tão perfeito
A vida não é só comodismo, consumismo, a vida é cheia de defeitos
Há coisas mais importantes do que uma bela casa e um belo carro
Há coisas mais importantes do que uma roupa de marca e um caríssimo sapato
Princezinha dos sapatos de cristal, príncipe do casaco fino
Chegou a hora de acordar, pois o mundo não é assim tão lindo
Não eis assim tão colorido, eis cinza, eis escuro, escuridão
Matança, roubalheira, assassinato, alguns simples exemplos de toda essa podridão.

Poesia nada patriota. (do jeito que eu gosto)

Submited by

quarta-feira, abril 28, 2010 - 00:38

Poesia :

No votes yet

Giovane

imagem de Giovane
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 9 anos 10 semanas
Membro desde: 02/01/2010
Conteúdos:
Pontos: 351

Comentários

imagem de Henrique

Re: Realidade Cruel. (Desafio Poético)

Bom poema!!!

:-)

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Giovane

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Soneto Hipertensão (Hipertenluz). 1 672 04/19/2011 - 23:31 Português
Fotos/ - 3002 0 926 11/23/2010 - 23:53 Português
Fotos/ - 3003 0 1.069 11/23/2010 - 23:53 Português
Fotos/ - 3001 0 1.206 11/23/2010 - 23:53 Português
Fotos/ - Assis, Giovane 0 1.060 11/23/2010 - 23:53 Português
Poesia/Amor O Pobre Poeta Pintado De Várias Faces. 0 535 11/18/2010 - 15:31 Português
Poesia/Geral Proibido Proibir. 0 570 11/18/2010 - 15:04 Português
Poesia/Paixão De Acordo Com a Música. 0 542 11/18/2010 - 15:01 Português
Poesia/Desilusão Desiludido e Solitário. 0 599 11/18/2010 - 15:01 Português
Poesia/Desilusão A Tea From My Tears. 1 434 05/30/2010 - 13:01 Português
Poesia/Paixão Coração Perpétuo. 1 730 05/17/2010 - 23:08 Português
Poesia/Paixão Garota Rara. 1 553 05/10/2010 - 01:17 Português
Poesia/Amor Eis Aqui e Agora, O Meu Conceito De Amor. 2 674 05/06/2010 - 20:39 Português
Poesia/Pensamentos Perguntas Sem Respostas? 1 570 05/06/2010 - 20:39 Português
Poesia/Amor Meus Dons. 2 896 05/04/2010 - 21:33 Português
Poesia/Amor Cosmopolita Dos Amores. 1 629 04/30/2010 - 21:53 Português
Poesia/Geral Pra Longe Dessa Paranóia. 1 709 04/30/2010 - 21:20 Português
Poesia/Desilusão Realidade Cruel. (Desafio Poético) 1 765 04/29/2010 - 00:03 Português
Poesia/Geral Oh! Minha Terra. 1 589 04/29/2010 - 00:02 Português
Poesia/Pensamentos O Martelo Do Poder. 1 621 04/21/2010 - 15:57 Português
Poesia/Paixão Vem e Acaba Comigo. 1 805 04/21/2010 - 15:57 Português
Poesia/Paixão Quem Sabe Um Dia? 2 689 04/21/2010 - 15:56 Português
Poesia/Amor Ah! O Amor. 1 676 04/17/2010 - 04:25 Português
Poesia/Geral Comodismo Fatal. 1 670 04/14/2010 - 17:43 Português
Poesia/Desilusão Alarme Falso. 0 1.008 04/14/2010 - 07:00 Português