CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

O Retrato - Capítulo VI

VI
"João tivera um dia extenuante. Parecia que o mundo inteiro se tinha unido para lhe dificultar a vida.
O dia começara com um furo na carrinha quando se dirigia à quinta do Dr. Pereira em Lordelo e acabara com o parto da Fifi, a gatinha Persa da Sra. Dona Maria Felismina, que teve que ser posta fora da clínica, não fosse o pobre animal ficar sem tímpanos com os gritinhos histéricos da dona.
Só lhe apetecia chegar a casa, tomar um longo e relaxante banho e dormir durante um ano, ou talvez mais. Infelizmente o destino tinha outros planos para ele.
Quem lhe dissera que ser veterinário era só andar de batinha branca ou pijama cirúrgico dentro duma clínica imaculadamente esterilizada? Ser veterinário é muito mais do que isso.
É ser motorista, atleta, montanhista, filósofo, jornalista. É ter um relógio biológico sem pilhas, horas de sono atrasadas e milhares de noites mal dormidas. Ser veterinário é ter no coração o orgulho de salvar vidas.
A vida de veterinário era difícil, mas ele era o que se podia chamar um homem feliz.
Aos quarenta e seis anos, era um conceituado veterinário de província! Tinha os clientes mais importantes da região. Sendo o destaque para a Tia Filomena, que fazia uns bolinhos de bacalhau de se lhes tirar o chapéu.
Ainda não acabara de dar a volta à chave da porta de casa, quando ouve um familiar mugido. Com um suspiro exasperado, tira o telemóvel do bolso para ver quem lhe ligava. Se fosse aquela mulher histérica outra vez, jurava que enfiava o telemóvel dentro da caixa de areia do gato. Parecia-lhe que ainda, agora, sentia um certo zumbido esquisito nos ouvidos.
No entanto, o visor do telemóvel mostrava-lhe o nome de Marta piscando freneticamente.
- Estou. - atendeu com o seu habitual tom sério.
- Olá tio. Tudo bem? - apesar da aparente calma nas palavras, João conhecia suficientemente bem a sobrinha para saber que algo se passava.
- O que é que se passa?
- Nada. Olha posso ir aí ver o Pirata?
- Claro que sim, que pergunta! - o tio sorriu para sim próprio.
Conhecia muito bem aquele velho troque de Marta. Desde pequena, sempre que esta queria fugir a algo ou alguém, pedia-lhe para ir ver o velho e obeso gato. Aí, em sua casa, sabia estar segura das perguntas indiscretas de quem quer que fosse. Ali estava segura, até de si própria."

(in O Retrato - Autora: Luzia Gomes - Corpos Editora)

Submited by

domingo, junho 28, 2009 - 11:59

Prosas :

No votes yet

Luzia

imagem de Luzia
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 8 semanas 4 dias
Membro desde: 03/08/2008
Conteúdos:
Pontos: 114

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Luzia

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Desilusão Sabes como é? 8 422 03/23/2011 - 22:55 Português
Fotos/ - 1250 0 1.751 11/24/2010 - 00:38 Português
Videos/Poesia O Retrato - Video 0 741 11/19/2010 - 23:20 Português
Prosas/Mistério O Retrato - Capítulo X 0 484 11/18/2010 - 23:48 Português
Prosas/Mistério O Retrato - Capítulo VIII - continuação 0 463 11/18/2010 - 23:48 Português
Prosas/Mistério O Retrato - Capítulo VII 0 377 11/18/2010 - 23:48 Português
Prosas/Mistério O Retrato - Capítulo VI - Continuação 0 274 11/18/2010 - 23:47 Português
Prosas/Comédia O Retrato - Capítulo VI 0 368 11/18/2010 - 23:47 Português
Prosas/Mistério O Retrato - Capítulo III - continuação 0 339 11/18/2010 - 23:47 Português
Prosas/Mistério O Retrato - Capítulo IV 0 312 11/18/2010 - 23:47 Português
Prosas/Mistério O Retrato - Capítulo III 0 346 11/18/2010 - 23:47 Português
Prosas/Mistério Querido Luís 0 491 11/18/2010 - 23:47 Português
Prosas/Mistério O Retrato - Capítulo I 0 419 11/18/2010 - 23:47 Português
Prosas/Mistério O Retrato - Capítulo II 0 374 11/18/2010 - 23:47 Português
Prosas/Mistério O Retrato - Capítulo V 0 343 11/18/2010 - 23:45 Português
Poesia/Dedicado Cidade linda, Vila Real! 2 2.824 05/01/2010 - 14:25 Português
Poesia/Amor Fujo 2 462 03/05/2010 - 04:08 Português
Poesia/Poetrix Poeta desmedido 3 333 03/02/2010 - 04:21 Português
Poesia/Geral A alegria de um estudante 2 534 02/27/2010 - 16:26 Português
Poesia/Amor As Palavras Amantes São 1 435 02/24/2010 - 03:10 Português
Poesia/Geral NADA 1 575 02/07/2010 - 15:17 Português
Prosas/Mistério O Retrato - Capítulo VIII 2 482 07/15/2009 - 16:56 Português
Prosas/Mistério O Retrato - Capítulo IX 1 374 07/14/2009 - 17:05 Português
Prosas/Mistério O Retrato - Capítulo V - continuação II 1 446 06/27/2009 - 14:28 Português
Prosas/Mistério O Retrato - Capítulo V - continuação 0 402 06/23/2009 - 11:56 Português