papagaio de papel

Hesitei: Será que há vida depois de ti?
Ao espelho, a aparição de mim própria.
Nem mais sozinha, nem menos feliz.
Uma sequência de dias iguais.
Só mais um sonho que ardeu, na engrenagem da realidade.
Fogo-fátuo de momentos. Guilhotina de ilusões.

Das cinzas, a Fénix em voo picado
Rasando a superfície do teu ser.
Temi pela tua existência amordaçada.
Quis soltar-te as amarras, largar-te no vento.
Papagaio de papel manipulado.

Recordo as tuas cores em fuga pelo azul,
Voavas comigo.
Nem o destino nos poupou.
Nem a estratégia estudada, planeada ao pormenor.
Adivinhei. Não percebeste?
Que a nossa esperança era o veneno que havia de nos consumir?
Que o tornado, no horizonte, vinha para nos destruir?
Nunca existiu lugar para nós.

Voa, então.
Pinta-me assim, nas tuas asas.
Tatuagem ancestral.
De mim para ti, o infinito.

Não penses que são as minhas lágrimas -já as esgotei.
Nem sequer a poeira luminosa das estrelas
Que se soltou dos meus cabelos.
É apenas tinta, tinta que escorre com a chuva…

Não deixes desvanecer a minha imagem.
(Se algum dia me esqueceres, será como se nunca tivesse existido…)

Submited by

Martes, Febrero 17, 2009 - 23:37

Poesia :

Sin votos aún

JillyFall

Imagen de JillyFall
Desconectado
Título: Membro
Last seen: Hace 31 semanas 15 horas
Integró: 03/07/2008
Posts:
Points: 874

Comentarios

Imagen de Henrique

Re: papagaio de papel

Um poema bem escrito, gostei!!! :-)

Imagen de Anonymous

Re: papagaio de papel

Jilly,

" guilhotina de ilusões" ... simplesmente fabuloso, adorei.

bj

breizh

Imagen de Anonymous

Re: papagaio de papel

"O papagaio de papel é uma invenção importante da China antiga, é o veículo voador mais antigo do mundo..."

.…Simbolizava a ascensão do homem ao reino dos céus e libertar do espírito para algo superior.
...Já não necessito dizer que adoro a tua escrita, carregada de melancolia, por vezes dramática e sempre rica em imagens vivas. Tens, sem dúvida, uma união entre a alma, o viver e os dedos da escrita. Abraços

Add comment

Inicie sesión para enviar comentarios

other contents of JillyFall

Tema Título Respuestas Lecturas Último envíoordenar por icono Idioma
Poesia/Amor miragem 8 938 12/10/2011 - 16:27 Portuguese
Prosas/Contos Oásis 0 943 07/09/2011 - 02:08 Portuguese
Prosas/Contos Madrugada 2 1.036 07/08/2011 - 01:31 Portuguese
Prosas/Contos Estrela da Manhã 2 1.658 04/19/2011 - 22:21 Portuguese
Prosas/Contos Estrela da Manhã 0 1.710 04/15/2011 - 04:16 Portuguese
Fotos/Perfil 3322 0 1.972 11/24/2010 - 00:54 Portuguese
Fotos/Perfil 942 0 2.130 11/24/2010 - 00:37 Portuguese
Anúncios/Varios - Se busca angariador de publicidade à comissão 0 2.027 11/19/2010 - 15:38 Portuguese
Poesia/Aforismo fuga 0 1.108 11/17/2010 - 18:31 Portuguese
Poesia/Fantasía saudade 0 2.127 11/17/2010 - 18:31 Portuguese
Poesia/General fuga 0 1.917 11/17/2010 - 18:31 Portuguese
Poesia/Amor era uma vez... 7 1.211 03/28/2010 - 17:44 Portuguese
Prosas/Contos A Borboleta 1 999 03/28/2010 - 11:47 Portuguese
Poesia/Amor viagem 2 1.042 03/27/2010 - 04:04 Portuguese
Poesia/Amor diz-me.. 2 1.123 03/27/2010 - 03:58 Portuguese
Poesia/Meditación think pink! 2 1.071 03/04/2010 - 16:11 Portuguese
Poesia/General reflexo 3 912 03/04/2010 - 13:49 Portuguese
Poesia/Amor disseste 6 897 03/04/2010 - 13:28 Portuguese
Poesia/Amor papagaio de papel 3 1.038 03/03/2010 - 16:47 Portuguese
Poesia/Tristeza melodrama 3 1.116 03/03/2010 - 16:36 Portuguese
Poesia/Dedicada hoje morri 5 1.106 03/03/2010 - 16:07 Portuguese
Poesia/Dedicada dia de rosas vermelhas 6 994 03/03/2010 - 16:03 Portuguese
Poesia/Dedicada manhã 7 857 03/03/2010 - 15:14 Portuguese
Poesia/Amor estranho poder.. 4 395 03/03/2010 - 15:13 Portuguese
Poesia/Amor paramos de fingir? 8 502 03/02/2010 - 18:26 Portuguese