O Gebo e o Sonho.

Quero morrer de vez e interpretado pra sempre,
Não terei na cartola o axioma do sonho
Nem tirarei qualquer máxima à pena,
Mas morar de mim fora, d’ora
Em diante e apenas, sim, tenho,

Tenho paladar do infinito ao etéreo, insólito
O lugar em que mais sinto imenso, indulto
No ser, é no ser apenso do ser Ser, que invicto
Será, ou talvez seja mau pensar, pensei sendo
Advento meu doutro pressentir desmedido dom.

Como pensei, o facto de escrever e a facilidade
Com que vulgarizo a opinião, fazem duma saudável
Imaginação, uma censurável ofensa do meu jargão
Grosso, ao ser que suspenso, no coração crivo, sirvo
Do apocalipse numa velha batedeira de bolos,

Instigo e contradigo por covardia, como fosse eu
Aliado a um deus adenda, pra me parecer ninguém
Ou Génio desempregado da Albina lâmpada.
Tanto do que já senti, sonhei-o sem mãos, tantos
Sonhos irmãos tive em criança, sabidos ,espertos,

Eram meus, sem os querer por horto de mosteiro.
Quando morrer de vez, para sempre interpretado,
Quero olhar particularmente a realidade,
Nítida e peculiar da matéria que me escravizou,
Do mesmo modo que situo um gebo, na sombra da rua.

Joel Matos (11/2014)
http://namastibetpoems.blogspot.com

Submited by

Viernes, Febrero 23, 2018 - 17:46

Ministério da Poesia :

Su voto: Nada Promedio: 5 (1 vote)

Joel

Imagen de Joel
Desconectado
Título: Membro
Last seen: Hace 1 semana 19 horas
Integró: 12/20/2009
Posts:
Points: 40650

Comentarios

Imagen de Joel

.

.

Imagen de Joel

.

.

Imagen de Joel

.

.

Imagen de Joel

.

.

Imagen de Joel

.

.

Imagen de Joel

.

.

Imagen de Joel

.

.

Imagen de Joel

.

.

Imagen de Joel

.

.

Imagen de Joel

.

.

Add comment

Inicie sesión para enviar comentarios

other contents of Joel

Tema Título Respuestas Lecturas Último envíoordenar por icono Idioma
Poesia/General Nada tenho pra dizer ... 285 972 05/18/2019 - 15:54 Portuguese
Ministério da Poesia/General Tudo isso me dói e odeio… 124 661 05/17/2019 - 11:42 Portuguese
Ministério da Poesia/General Governador de mim… 416 1.078 05/16/2019 - 14:46 Portuguese
Ministério da Poesia/General Atrás de mim Gigantes 200 825 05/16/2019 - 10:16 Portuguese
Ministério da Poesia/General Qual viagem… 390 1.048 05/11/2019 - 15:37 Portuguese
Poesia/General Morto vivo eu já sou … 496 1.981 05/09/2019 - 10:06 Portuguese
Poesia/General Tesoureiros da luz, 677 8.725 05/09/2019 - 09:59 Portuguese
Ministério da Poesia/General Na extrema qu’esta minh’alma possui. 156 471 04/24/2019 - 19:03 Portuguese
Ministério da Poesia/General Como rei deposto numa nação de rosas ... 266 1.388 04/23/2019 - 08:37 Portuguese
Ministério da Poesia/General Por amor ao meu país… 230 1.175 04/23/2019 - 08:05 Portuguese
Ministério da Poesia/General Posso soltar as asas… 330 922 04/14/2019 - 18:58 Portuguese
Ministério da Poesia/General Frágil 353 1.333 04/14/2019 - 18:53 Portuguese
Ministério da Poesia/General O Cavaleiro da Dinamarca. 780 790 04/14/2019 - 18:52 Portuguese
Poesia/General (Vive la France) 465 2.282 04/14/2019 - 18:48 Portuguese
Ministério da Poesia/General Calmo 332 937 04/14/2019 - 18:46 Portuguese
Poesia/General A ilusão do Salmão ... 544 844 04/14/2019 - 18:45 Portuguese
Ministério da Poesia/General Sofro por não ter falta , 612 1.175 04/13/2019 - 10:39 Portuguese
Ministério da Poesia/General Ridículo q.b. 509 1.158 04/12/2019 - 15:22 Portuguese
Ministério da Poesia/General À dimensão do horto … 347 659 04/11/2019 - 08:45 Portuguese
Ministério da Poesia/General Trago em mim dentro 771 1.891 04/10/2019 - 09:53 Portuguese
Poesia/General Último Poema 435 1.985 04/10/2019 - 09:50 Portuguese
Ministério da Poesia/General Colossal o Oceano, 434 1.364 04/10/2019 - 09:49 Portuguese
Ministério da Poesia/General O Gebo e o Sonho. 404 1.516 04/10/2019 - 09:48 Portuguese
Ministério da Poesia/General Convenço, convencei, convençai… 491 1.109 04/09/2019 - 11:00 Portuguese
Poesia/General Certidão de procedência 406 944 04/09/2019 - 10:58 Portuguese