CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

À VIDA

E ela estava ali perto de mim
Bruscamente me afligi
Nas horas de solidão sem fim
Maravilham-me as lembranças de ti.
E as lembranças me acodem com insistência
Ora me fazem feliz, ora me entregam à tristeza
É escusado oferecer resistência
Que mais tem a vida senão incerteza?!

Não conto as horas, hoje as esqueci
Ouço o rio que corre, a água leva ligeira
Também eu me entrego a ti
Toda a vida minha companheira.

Mas hoje não conto as horas
Estou verde de esperança
Vermelha como as amoras
Feliz em cada retalho da lembrança.
E na saudade me deixo e esqueço
O tempo que por mim não espera
Já contigo às vezes me aborreço
Deixaste que o tempo me roubasse a Primavera.

Já se me acelera o bater do coração
Ao fim de tantos anos, num entretecer de dias
Já meu corpo tantas vezes me diz NÃO!
Luto com o tempo que só me dá arrelias.

E assim se esgota a Vida
Já a trago quase perdida!

natalia nuno

Submited by

quinta-feira, dezembro 30, 2010 - 19:20

Poesia :

No votes yet

natalianuno

imagem de natalianuno
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 13 semanas 16 horas
Membro desde: 12/17/2009
Conteúdos:
Pontos: 697

Comentários

imagem de Susan

A vida que se esvai pelos

A vida que se esvai pelos dedos

conto a ela todos os meu segredos

cansei de ter medos , não sou mais criança

trago o peito dorido e cheio de esperança ....

Muito bom te ler !!!!

Beijos

Susan

imagem de natalianuno

Bom mesmo é ter o teu

Bom mesmo é ter o teu carinho.

Beijo Susan

da natalia

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of natalianuno

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Desilusão adeus ao que não volta mais... 1 177 07/23/2019 - 16:47 Português
Fotos/História Templo de Ho Che Minh/Camboja 0 264 07/23/2019 - 14:41 Português
Fotos/Cidades Hong Kong 0 197 07/23/2019 - 14:33 Português
Poesia/Geral palavras d'água... 0 238 04/07/2019 - 12:18 Português
Poesia/Desilusão foi ao espelho e nunca mais voltou... 0 363 04/14/2016 - 16:46 Português
Poesia/Desilusão não matem os pássaros 0 429 04/14/2016 - 16:41 Português
Poesia/Desilusão pequena prosa poética 0 414 04/06/2016 - 23:11 Português
Poesia/Amor palavras por dizer... 0 373 04/05/2016 - 17:25 Português
Poesia/Amor passo o tempo a desejar-te 0 422 04/05/2016 - 17:18 Português
Poesia/Desilusão já não me sei... 2 458 04/05/2016 - 17:13 Português
Poesia/Geral tantas ilusões... 0 459 04/02/2016 - 16:29 Português
Poesia/Geral um resto de sonho... 0 650 01/25/2013 - 11:29 Português
Fotos/Cidades MOSCOVO-METRO 0 1.145 01/23/2013 - 00:13 Português
Fotos/História CHINA-MURALHA 0 1.210 01/23/2013 - 00:06 Português
Poesia/Meditação sonho dum momento só meu 6 758 01/22/2013 - 23:19 Português
Poesia/Geral desafio o silêncio 4 1.219 01/21/2013 - 23:58 Português
Poesia/Amor MEU AMOR 5 991 01/21/2013 - 15:36 Português
Poesia/Dedicado gosto de coisas simples 1 1.010 08/11/2012 - 19:19 Português
Poesia/Desilusão NO EXÍLIO DA MEMÓRIA 3 931 06/01/2012 - 18:44 Português
Poesia/Desilusão ESPELHO D'ÁGUA 1 755 04/26/2012 - 22:04 Português
Poesia/Tristeza ENTRE O SONHO E O VAZIO 5 844 04/19/2012 - 21:13 Português
Poesia/Geral GOTAS DE ORVALHO 3 730 04/17/2012 - 18:03 Português
Poesia/Geral ALGUÉM ME ABRIU OS BRAÇOS 4 561 04/17/2012 - 17:53 Português
Fotos/Monumentos CATEDRAL D'UOMO MILÃO 0 4.064 04/13/2012 - 14:27 Português
Fotos/Monumentos Catedral de Milão 0 1.334 04/13/2012 - 14:22 Português