CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Balanço os sons da mente

Estendo o olhar
para o cerne do corpo
vagueio parada
no movimento intenso
do infinito
que em mim se inquieta.

A noite começa a vestir-se
neste fim de tarde
com uma brisa fresca,
o horizonte toca os soluços
das pestanas serradas.

Entrego as mãos
ao lusco-fusco
para sentir o teu aroma,
o bálsamo que me embala.

Balanço os sons da mente
as veias fervem
na tua presença,
o revigorar que me faz tocar
mais uma vez
a volúpia dos anjos,
alicerces da tua morada
onde me encontro
para mais uma caminhada!


 

Submited by

sexta-feira, janeiro 7, 2011 - 20:50

Poesia :

No votes yet

AnaCoelho

imagem de AnaCoelho
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 6 anos 11 semanas
Membro desde: 11/14/2008
Conteúdos:
Pontos: 1789

Comentários

imagem de Nanda

Aninha

Este teu poema é por demais sublime.

Beijinhos

Nanda

imagem de natalianuno

Mais uma caminhada ao

Mais uma caminhada ao encontro do amor.

Sinto esse fogo louco... belo!

imagem de Henrique

que em mim se inquieta

Alicerces poéticos,

palavras que caminham lado a lado com brisas frescas...

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of AnaCoelho

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Meditação Densidade do olhar 2 1.304 03/15/2018 - 09:38 Português
Poesia/Amor Contigo aprendi a sonhar 2 1.333 03/15/2018 - 09:37 Português
Poesia/Meditação Onde as nuvens pousam 1 804 11/07/2015 - 11:14 Português
Poesia/Meditação Lágrimas quentes 0 1.052 12/22/2012 - 20:02 Português
Poesia/Amor Juntos galgaremos as margens 0 1.383 12/20/2012 - 02:10 Português
Poesia/Aforismo Há uma pauta aberta 0 934 10/08/2012 - 06:36 Português
Poesia/Intervenção Fazer das letras os gestos 0 1.618 07/21/2012 - 21:14 Português
Poesia/Meditação Os vales da realidade 3 821 07/09/2012 - 08:10 Português
Poesia/Meditação Um oásis que flutua 0 535 06/25/2012 - 16:33 Português
Poesia/Dedicado Não há lábios nem lágrimas 0 1.112 06/24/2012 - 12:16 Português
Poesia/Meditação Num grito estagnado 1 1.102 06/21/2012 - 18:21 Português
Poesia/Amizade Amigo...preenchimento do verbo amar 1 1.088 06/20/2012 - 20:54 Português
Poesia/Meditação Cadências cálidas 1 907 06/14/2012 - 10:10 Português
Poesia/Meditação Esquina da palavra 1 1.619 06/13/2012 - 08:40 Português
Poesia/Intervenção Pura ilusão cega 3 1.003 04/15/2012 - 17:35 Português
Poesia/Meditação Esquina de cada utopia 1 1.209 01/06/2012 - 17:32 Português
Poesia/Meditação Os braços sonham ser asas 0 1.593 12/31/2011 - 01:49 Português
Poesia/Meditação Mar de nada 1 1.275 12/11/2011 - 19:44 Português
Poesia/Meditação Traição do destino 0 1.272 12/04/2011 - 22:41 Português
Poesia/Meditação Caminho aberto 0 1.153 11/30/2011 - 22:23 Português
Poesia/Meditação Desígnios da vida 0 1.033 11/29/2011 - 21:06 Português
Poesia/Amor Amor entre poetas 2 2.190 10/20/2011 - 13:08 Português
Poesia/Dedicado Agora Setembro Renasce 0 2.579 09/23/2011 - 05:35 Português
Poesia/Meditação Os argumentos de um poema 0 1.912 09/22/2011 - 03:49 Português
Poesia/Meditação EXCERTOS DA ALMA 1 1.696 09/19/2011 - 15:25 Português