CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Cinzas do destino

Assim de repente
Termina esta viagem
Num vento que consome o ânimo
…Devora sem mácula.

Tudo decai
Em porções que não se embebem
A utopia é mera filosofia
No regaço do cansaço,
Todas as palavras são meros acasos.

No cume da chaga
Tudo se encobre
Na força que nos move…
Um sopro de ópio
Em ziguezagues
Nestas veredas certas
Mas nunca esperadas
Muito menos preparadas…
Constrange todas as artérias
Em velocidade fugaz
Relâmpagos envergados de escuridão
Nas cinzas deste destino…

Submited by

domingo, novembro 22, 2009 - 23:03

Poesia :

No votes yet

AnaCoelho

imagem de AnaCoelho
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 6 anos 20 semanas
Membro desde: 11/14/2008
Conteúdos:
Pontos: 1789

Comentários

imagem de mariamateus

Re: Cinzas do destino

Ana querida :-)

Excelente!!!

Abraço luz,
com ternura,
da fã! e... amiga
mm
;-)

imagem de csantos

Re: Cinzas do destino

parabens adorei
todos os acasos são destinos,
as cinzas são restos,
A utopia é mera filosofia

um beijo
ps:adorei conhece-la na festa,pena foi não termos tido tenpo para um mesa redonda de discução poetica
:pint: :pint:

imagem de MarneDulinski

Re: Cinzas do destino

Em velocidade fugaz
Relâmpagos envergados de escuridão
Nas cinzas deste destino…
GOSTEI,
MarneDulinski

imagem de danyfilipa

Re: Cinzas do destino

Ai destino esse..que tanto o interrogamos..será destino já definido ou nos é que as linhas traçamos?!

belo poema

beijo

imagem de Henrique

Re: Cinzas do destino

Relâmpagos envergados de uma grande poesia!!!

;-)

imagem de jopeman

Re: Cinzas do destino

Quem se perde no destino vê a vida consumir-se nas cinzas do sonho que ainda mal havia nascido
Gostei bastante
Bjos

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of AnaCoelho

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Meditação Densidade do olhar 2 1.460 03/15/2018 - 09:38 Português
Poesia/Amor Contigo aprendi a sonhar 2 1.475 03/15/2018 - 09:37 Português
Poesia/Meditação Onde as nuvens pousam 1 962 11/07/2015 - 11:14 Português
Poesia/Meditação Lágrimas quentes 0 1.157 12/22/2012 - 20:02 Português
Poesia/Amor Juntos galgaremos as margens 0 1.530 12/20/2012 - 02:10 Português
Poesia/Aforismo Há uma pauta aberta 0 992 10/08/2012 - 06:36 Português
Poesia/Intervenção Fazer das letras os gestos 0 1.701 07/21/2012 - 21:14 Português
Poesia/Meditação Os vales da realidade 3 971 07/09/2012 - 08:10 Português
Poesia/Meditação Um oásis que flutua 0 563 06/25/2012 - 16:33 Português
Poesia/Dedicado Não há lábios nem lágrimas 0 1.241 06/24/2012 - 12:16 Português
Poesia/Meditação Num grito estagnado 1 1.228 06/21/2012 - 18:21 Português
Poesia/Amizade Amigo...preenchimento do verbo amar 1 1.222 06/20/2012 - 20:54 Português
Poesia/Meditação Cadências cálidas 1 1.037 06/14/2012 - 10:10 Português
Poesia/Meditação Esquina da palavra 1 1.690 06/13/2012 - 08:40 Português
Poesia/Intervenção Pura ilusão cega 3 1.179 04/15/2012 - 17:35 Português
Poesia/Meditação Esquina de cada utopia 1 1.361 01/06/2012 - 17:32 Português
Poesia/Meditação Os braços sonham ser asas 0 1.667 12/31/2011 - 01:49 Português
Poesia/Meditação Mar de nada 1 1.390 12/11/2011 - 19:44 Português
Poesia/Meditação Traição do destino 0 1.386 12/04/2011 - 22:41 Português
Poesia/Meditação Caminho aberto 0 1.276 11/30/2011 - 22:23 Português
Poesia/Meditação Desígnios da vida 0 1.109 11/29/2011 - 21:06 Português
Poesia/Amor Amor entre poetas 2 2.316 10/20/2011 - 13:08 Português
Poesia/Dedicado Agora Setembro Renasce 0 2.692 09/23/2011 - 05:35 Português
Poesia/Meditação Os argumentos de um poema 0 2.087 09/22/2011 - 03:49 Português
Poesia/Meditação EXCERTOS DA ALMA 1 1.795 09/19/2011 - 15:25 Português