CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Como se fosse a primeira vez

Uma vida se resume em ser feliz
Ou buscar essa felicidade
Isso é o mundo que diz
Mas na verdade o que fazemos já não condiz

Se me vejo hoje: calmo, tranqüilo, racional
Mal se pode observar que ontem estive ansioso
Tratava tudo com frieza, calculava cada passo, isso era o mais normal
Mas desvia do percurso, o caminho se via incerto, buscava a reta final

Por um beijo era capaz de quase tudo
Esquecia amigos, esquecia o mundo
Fazia o que tinha vontade
Resumia minha mediocridade

Fazia minha vida ser de uma pessoa
E não minha! Absurdo, mas era verdade
O que vivia era reflexo de alguém que me desprezava
Não me dava a mínima atenção, só me decepcionava

Quando enfim cai na real
O sentimento já era grande o suficiente pra seguir sozinho
Já era tarde, já suspirava pelos cantos, por onde seguia indo
E em meio à raiva me via calmo e sorrindo

Não consegui perdoar a atitude insana e ríspida
Não pude perdoar a pessoa que causa dor
Mas não consigo me afastar
Por mais que eu queira o sentimento só quer aumentar

Hoje é um novo dia
Assim como ontem e como será amanhã
Tentarei buscar formas de te esquecer
Pra quem sabe por outra pessoa sofrer

Quero uma dor diferente
Uma que venha e eu pense em outra intensidade
Queria conhecer outro sentimento
Mas o que move é esse repentino sofrimento

Eu sei que pode abrandar
Mas creio jamais acabar
Quando pensa em mudança, quando acredita nela
O ser humano demonstra sua pequenez
E insensato repete tudo como se fosse a primeira vez!
 

Submited by

sexta-feira, janeiro 28, 2011 - 23:19

Poesia :

No votes yet

L.S. Paiva

imagem de L.S. Paiva
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 8 anos 17 semanas
Membro desde: 01/28/2011
Conteúdos:
Pontos: 526

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of L.S. Paiva

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Aforismo Eterno teatro 7 1.056 06/03/2019 - 21:22 Português
Anúncios/Outros - Oferece-se Fragmentos - Uma nova forma de poesia... (1º Livro do Autor) 0 1.084 03/08/2011 - 04:18 Português
Poesia/Aforismo Suindara' 4 1.586 02/25/2011 - 15:31 Português
Poesia/Aforismo Voluntários 2 1.005 02/17/2011 - 15:15 Português
Poesia/Dedicado Impossível tradução 2 975 02/17/2011 - 15:11 Português
Poesia/Dedicado Não é tarde 2 921 02/17/2011 - 15:09 Português
Poesia/Dedicado Desabafo 2 732 02/17/2011 - 15:07 Português
Poesia/Geral Um novo desafio 4 981 02/17/2011 - 15:04 Português
Poesia/Geral Reflexos e reflexões 1 993 02/17/2011 - 05:56 Português
Poesia/Dedicado Pequeno presente 2 1.019 02/17/2011 - 05:16 Português
Poesia/Dedicado Abraço coletivo 2 958 02/17/2011 - 05:14 Português
Poesia/Dedicado Revelação 2 633 02/17/2011 - 05:00 Português
Poesia/Dedicado Revelação 2 705 02/17/2011 - 04:54 Português
Poesia/Geral É quando o jogo vira 2 938 02/17/2011 - 04:46 Português
Poesia/Aforismo A vida e seus conceitos 2 873 02/17/2011 - 04:44 Português
Poesia/Aforismo O que move o poeta 2 815 02/17/2011 - 04:42 Português
Poesia/Geral Não insista 2 734 02/17/2011 - 04:40 Português
Poesia/Geral Erros... 2 801 02/17/2011 - 04:37 Português
Poesia/Dedicado Esta declaração se procede 2 803 02/17/2011 - 04:33 Português
Poesia/Dedicado Surpresas 2 752 02/17/2011 - 04:30 Português
Poesia/Dedicado Surpresas 2 819 02/17/2011 - 04:28 Português
Poesia/Amor Inestimável é o poder de amar 2 810 02/17/2011 - 04:26 Português
Poesia/Geral Antecipação 2 972 02/17/2011 - 04:22 Português
Poesia/Geral A pior dor humana 2 664 02/17/2011 - 04:20 Português
Poesia/Dedicado Espero-te 2 832 02/17/2011 - 04:17 Português