CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

DECLINAR DO DIA


DECLINAR DO DIA

Ando pesada de tanto passado
Mas não ouso fraquejar
Coragem trago ainda um punhado
Na torrente da vida, aprendi a nadar.

Olho o meu tempo redondo
Sou uma vaga sombra na parede
A luz enfraquece, vai-se a noite impondo,
Fica a saudade a matar minha sede.
E a bom rítmo me traz memórias
Surge agora o sino tocando à oração
Me vejo no altar das oratórias
Entregando a Deus meu coração.

Vai a vida deslizante
Vou eu fingindo prazer
Centelha que arde num instante
Sinto-a perdida a morrer.

Vivo nas teias da saudade
Deste lado sou bola de sabão,
Às margens da eternidade?!
Sou fiozinho traçado a lápis de carvão.

Assim, meu anseio não é de amanhã
Mas sim do ontem!
De ver os pássaros p'la manhã
Em liberdade a esvoaçar
Prefiro até que não me contem!?
Que viram o tempo, por mim a passar.

 

natalia nuno

Submited by

quinta-feira, janeiro 6, 2011 - 13:56

Poesia :

No votes yet

natalianuno

imagem de natalianuno
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 31 semanas 6 dias
Membro desde: 12/17/2009
Conteúdos:
Pontos: 697

Comentários

imagem de rainbowsky

    Os dias declinam,

 

 

Os dias declinam, passam e quando nos apercebemos já estamos no final de outro que teima em ser da mesma forma ou ainda mais intenso.

 

Vivo nas teias da saudade
Deste lado sou bola de sabão,
Às margens da eternidade?!
Sou fiozinho traçado a lápis de carvão.

 

A desilusão é tanta e isso fica visível nos últimos versos:

Prefiro até que não me contem!?
Que viram o tempo, por mim a passar.

 

Não deveria ser assim, mas a verdade é que muitos de nós vivemos nas teias da saudade.

Beijo

 

Rainbowsky

imagem de natalianuno

Há que saber aceitar, na vida

Há que saber aceitar, na vida se perde e se ganha,

o problema é quando começamos a desistir, vendo a caminhada quase a terminar.

Beijo, obrigada pelo carinho.

imagem de apsferreira

Tomada pela melancolia

Um poema pleno em melancolia.

Um coração, que se agarrra ao passado, longínquo,

pois, que outro se constituiu numa muralha,

que cerca a alma e não a deixa vislumbrar

luz no horizonte, num belo texto.

:-)

 

 

imagem de natalianuno

A saudade que nos acompanha,

A saudade que nos acompanha, e o tempo que passa

virtiginosamente, deixam-nos um amargo no mais fundo de nós.

Grata pelo carinho

abraço

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of natalianuno

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Desilusão adeus ao que não volta mais... 1 318 07/23/2019 - 17:47 Português
Fotos/História Templo de Ho Che Minh/Camboja 0 436 07/23/2019 - 15:41 Português
Fotos/Cidades Hong Kong 0 354 07/23/2019 - 15:33 Português
Poesia/Geral palavras d'água... 0 342 04/07/2019 - 13:18 Português
Poesia/Desilusão foi ao espelho e nunca mais voltou... 0 414 04/14/2016 - 17:46 Português
Poesia/Desilusão não matem os pássaros 0 543 04/14/2016 - 17:41 Português
Poesia/Desilusão pequena prosa poética 0 507 04/07/2016 - 00:11 Português
Poesia/Amor palavras por dizer... 0 477 04/05/2016 - 18:25 Português
Poesia/Amor passo o tempo a desejar-te 0 476 04/05/2016 - 18:18 Português
Poesia/Desilusão já não me sei... 2 519 04/05/2016 - 18:13 Português
Poesia/Geral tantas ilusões... 0 517 04/02/2016 - 17:29 Português
Poesia/Geral um resto de sonho... 0 709 01/25/2013 - 12:29 Português
Fotos/Cidades MOSCOVO-METRO 0 1.268 01/23/2013 - 01:13 Português
Fotos/História CHINA-MURALHA 0 1.336 01/23/2013 - 01:06 Português
Poesia/Meditação sonho dum momento só meu 6 868 01/23/2013 - 00:19 Português
Poesia/Geral desafio o silêncio 4 1.278 01/22/2013 - 00:58 Português
Poesia/Amor MEU AMOR 5 1.091 01/21/2013 - 16:36 Português
Poesia/Dedicado gosto de coisas simples 1 1.104 08/11/2012 - 20:19 Português
Poesia/Desilusão NO EXÍLIO DA MEMÓRIA 3 980 06/01/2012 - 19:44 Português
Poesia/Desilusão ESPELHO D'ÁGUA 1 814 04/26/2012 - 23:04 Português
Poesia/Tristeza ENTRE O SONHO E O VAZIO 5 927 04/19/2012 - 22:13 Português
Poesia/Geral GOTAS DE ORVALHO 3 799 04/17/2012 - 19:03 Português
Poesia/Geral ALGUÉM ME ABRIU OS BRAÇOS 4 676 04/17/2012 - 18:53 Português
Fotos/Monumentos CATEDRAL D'UOMO MILÃO 0 4.336 04/13/2012 - 15:27 Português
Fotos/Monumentos Catedral de Milão 0 1.484 04/13/2012 - 15:22 Português