CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

FALA-ME ASSIM DEVAGAR


Fala-me assim devagar...
Que as tuas palavras sejam como rio
Vem, retorna ao teu lugar
Aquecendo meu coração frio.
Fala-me assim devagar...
Com palavras que já não se usam
Que sejam pombos a revoar
Traz-me sonhos que não recusam
Na casa do meu corpo entrar.

Fala-me assim devagar...
Dá-me o abraço que me escapa,
eu espero,
O beijo que se quer esquivar
Nada quero perder, nada quero.
Fala-me assim devagar...
Palavras doces como dantes
Dá tu um nome a este amar!?
Diz...diz que somos amantes.

Fala-me assim devagar...
Diz em que tempo, em que grito!?
Em que chão, em que cidade
Ou se no teu corpo eu habito!?
Nesta hora da saudade.

Que recordações p'ra recordar?!
Acorda-me o corpo, adormecido!
Já não sei quem sou
Nem onde estou.
Levo este doer, ferido,
Sem saber pra onde vou.

natalia nuno
 

Submited by

sexta-feira, janeiro 7, 2011 - 20:44

Poesia :

No votes yet

natalianuno

imagem de natalianuno
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 31 semanas 2 dias
Membro desde: 12/17/2009
Conteúdos:
Pontos: 697

Comentários

imagem de Henrique

Na casa do meu corpo entrar

Daquelas lentidões que nos sorvem com muito prazer!!!

imagem de natalianuno

Agora tudo é um pouco mais

Agora tudo é um pouco mais devagar Henrique,

para que nada se torne fonte de cansaço.

Grata Poeta

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of natalianuno

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Desilusão adeus ao que não volta mais... 1 316 07/23/2019 - 17:47 Português
Fotos/História Templo de Ho Che Minh/Camboja 0 431 07/23/2019 - 15:41 Português
Fotos/Cidades Hong Kong 0 350 07/23/2019 - 15:33 Português
Poesia/Geral palavras d'água... 0 341 04/07/2019 - 13:18 Português
Poesia/Desilusão foi ao espelho e nunca mais voltou... 0 412 04/14/2016 - 17:46 Português
Poesia/Desilusão não matem os pássaros 0 540 04/14/2016 - 17:41 Português
Poesia/Desilusão pequena prosa poética 0 504 04/07/2016 - 00:11 Português
Poesia/Amor palavras por dizer... 0 475 04/05/2016 - 18:25 Português
Poesia/Amor passo o tempo a desejar-te 0 475 04/05/2016 - 18:18 Português
Poesia/Desilusão já não me sei... 2 519 04/05/2016 - 18:13 Português
Poesia/Geral tantas ilusões... 0 517 04/02/2016 - 17:29 Português
Poesia/Geral um resto de sonho... 0 706 01/25/2013 - 12:29 Português
Fotos/Cidades MOSCOVO-METRO 0 1.266 01/23/2013 - 01:13 Português
Fotos/História CHINA-MURALHA 0 1.332 01/23/2013 - 01:06 Português
Poesia/Meditação sonho dum momento só meu 6 867 01/23/2013 - 00:19 Português
Poesia/Geral desafio o silêncio 4 1.278 01/22/2013 - 00:58 Português
Poesia/Amor MEU AMOR 5 1.088 01/21/2013 - 16:36 Português
Poesia/Dedicado gosto de coisas simples 1 1.101 08/11/2012 - 20:19 Português
Poesia/Desilusão NO EXÍLIO DA MEMÓRIA 3 979 06/01/2012 - 19:44 Português
Poesia/Desilusão ESPELHO D'ÁGUA 1 814 04/26/2012 - 23:04 Português
Poesia/Tristeza ENTRE O SONHO E O VAZIO 5 927 04/19/2012 - 22:13 Português
Poesia/Geral GOTAS DE ORVALHO 3 796 04/17/2012 - 19:03 Português
Poesia/Geral ALGUÉM ME ABRIU OS BRAÇOS 4 673 04/17/2012 - 18:53 Português
Fotos/Monumentos CATEDRAL D'UOMO MILÃO 0 4.331 04/13/2012 - 15:27 Português
Fotos/Monumentos Catedral de Milão 0 1.480 04/13/2012 - 15:22 Português