CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Fluxo em desassossego

Todos os pensamentos
Dissolvem-se em sons do vento
Em palavras gastas
Talvez também em castos verbos
Na desordem dos versos

Todas as metáforas
São intempéries
Com intemporais do tempo
São inúmeras questões
O fluxo em desassossego

Para quem
No ar respira flores
Nas flores encontra
Fragrâncias para lá do imaginário comum

Caminhar
E na leveza dos passos
Encontrar pedras soltas
Para contar
À inquieta mente

Que soletra tempos
Em retratos pintados nas letras
Correm a chorar
A cantar
E a sorrir
Num virgem papel
Vestido de branco
E caí de prazer
No desassossego do poeta
Que em mais um poema sossega...

Submited by

sábado, fevereiro 27, 2010 - 11:36

Poesia :

No votes yet

AnaCoelho

imagem de AnaCoelho
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 6 anos 6 semanas
Membro desde: 11/14/2008
Conteúdos:
Pontos: 1789

Comentários

imagem de jessebarbosa27

Re: Fluxo em desassossego

e que como este fluxo
exerce um grande feitiço em ti,
fazendo com que tu concebas uma poesia majestosa.

imagem de Henrique

Re: Fluxo em desassossego

Todos os pensamentos
Dissolvem-se em sons do vento
No desassossego do poeta
Que em mais um poema sossega...

Isto é poesia!!!

Foste fantástica mais uma vez!!!

:-)

imagem de MarneDulinski

Re: Fluxo em desassossego

LINDO POEMA, GOSTEI MUITO!

Que soletra tempos
Em retratos pintados nas letras
Correm a chorar
A cantar
E a sorrir
Num virgem papel
Vestido de branco
E caí de prazer
No desassossego do poeta
Que em mais um poema sossega...

Meus parabéns poetisa, gostei muito1
Um abraço,
Marne

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of AnaCoelho

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Meditação Densidade do olhar 2 1.226 03/15/2018 - 08:38 Português
Poesia/Amor Contigo aprendi a sonhar 2 1.269 03/15/2018 - 08:37 Português
Poesia/Meditação Onde as nuvens pousam 1 740 11/07/2015 - 10:14 Português
Poesia/Meditação Lágrimas quentes 0 1.003 12/22/2012 - 19:02 Português
Poesia/Amor Juntos galgaremos as margens 0 1.338 12/20/2012 - 01:10 Português
Poesia/Aforismo Há uma pauta aberta 0 916 10/08/2012 - 05:36 Português
Poesia/Intervenção Fazer das letras os gestos 0 1.596 07/21/2012 - 20:14 Português
Poesia/Meditação Os vales da realidade 3 767 07/09/2012 - 07:10 Português
Poesia/Meditação Um oásis que flutua 0 521 06/25/2012 - 15:33 Português
Poesia/Dedicado Não há lábios nem lágrimas 0 1.065 06/24/2012 - 11:16 Português
Poesia/Meditação Num grito estagnado 1 1.049 06/21/2012 - 17:21 Português
Poesia/Amizade Amigo...preenchimento do verbo amar 1 1.027 06/20/2012 - 19:54 Português
Poesia/Meditação Cadências cálidas 1 861 06/14/2012 - 09:10 Português
Poesia/Meditação Esquina da palavra 1 1.598 06/13/2012 - 07:40 Português
Poesia/Intervenção Pura ilusão cega 3 943 04/15/2012 - 16:35 Português
Poesia/Meditação Esquina de cada utopia 1 1.183 01/06/2012 - 16:32 Português
Poesia/Meditação Os braços sonham ser asas 0 1.578 12/31/2011 - 00:49 Português
Poesia/Meditação Mar de nada 1 1.242 12/11/2011 - 18:44 Português
Poesia/Meditação Traição do destino 0 1.190 12/04/2011 - 21:41 Português
Poesia/Meditação Caminho aberto 0 1.127 11/30/2011 - 21:23 Português
Poesia/Meditação Desígnios da vida 0 997 11/29/2011 - 20:06 Português
Poesia/Amor Amor entre poetas 2 2.128 10/20/2011 - 12:08 Português
Poesia/Dedicado Agora Setembro Renasce 0 2.541 09/23/2011 - 04:35 Português
Poesia/Meditação Os argumentos de um poema 0 1.858 09/22/2011 - 02:49 Português
Poesia/Meditação EXCERTOS DA ALMA 1 1.655 09/19/2011 - 14:25 Português