CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

inventei-te, sem saber que existes !

.
.
.
.
.
inventei-te numa noite solitária
quando a inspiração me visitou

deitei-me nos lençóis das palavras
bordados de amor, com linhas de ternura
desenhei  teu rosto com fios de luar
e li-te na escuridão da noite
li teu olhar nos meus versos

senti teus dedos
em cada espaço da palavra
acariciarem meu corpo
consultei o mapa do pensamento
encontrei tua boca que me beijava
portento

teu afoito modo de estar
antagónico à calma da madrugada
percorri os becos da imaginação
e senti,senti batidas no coração

inventei-te,sem saber que afinal existes !
pompeio agora a vontade de te mostrar
que já te amava antes de te encontrar.

ana silvestre

Submited by

sexta-feira, junho 27, 2014 - 03:07

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

annay

imagem de annay
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 1 ano 47 semanas
Membro desde: 03/16/2012
Conteúdos:
Pontos: 1384

Comentários

imagem de deborabenvenuti

Inventei-te

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of annay

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Amor Um grito à ausência 3 997 03/28/2021 - 21:23 Português
Poesia/Geral Que coisa mais maluca 0 1.441 07/05/2014 - 01:20 Português
Poesia/Amor inventei-te, sem saber que existes ! 1 1.539 06/28/2014 - 21:18 Português
Poesia/Geral desarrumar a vida,valerá a pena ? 2 1.125 06/27/2014 - 03:12 Português
Poesia/Geral Enrolam-se nos fios de tempo 2 1.590 06/18/2014 - 01:38 Português
Poesia/Geral o tempo perdido 2 2.305 06/17/2014 - 01:22 Português
Poesia/Meditação a razão de todas as razões 0 2.016 05/14/2014 - 01:23 Português
Poesia/Geral tudo se resume á submissão do estar 2 1.382 05/09/2014 - 01:22 Português
Poesia/Geral tecidos fálicos 0 1.115 05/09/2014 - 01:18 Português
Poesia/Geral loucura,esse estado de lucidez 0 1.239 05/03/2014 - 02:47 Português
Poesia/Geral Morre-se devagar 0 1.708 05/02/2014 - 01:39 Português
Poesia/Amor Feminista?não,apenas fêmea 0 1.030 04/23/2014 - 02:42 Português
Poesia/Amor resignar 0 1.356 04/16/2014 - 22:38 Português
Poesia/Geral quando não precisas de ninguém 0 1.411 04/15/2014 - 02:16 Português
Poesia/Geral não ouso 0 1.192 04/02/2014 - 00:35 Português
Poesia/Erótico (cios esquecidos ) 2 1.823 04/02/2014 - 00:26 Português
Poesia/Meditação garras mortíferas 0 1.533 03/28/2014 - 04:11 Português
Poesia/Meditação o nó na garganta 0 1.188 03/28/2014 - 00:48 Português
Poesia/Amor vida insípida 0 1.559 03/27/2014 - 03:55 Português
Poesia/Erótico "para além da razão" 0 1.338 03/26/2014 - 02:16 Português
Poesia/Desilusão ler-me-ás ? 2 1.403 03/25/2014 - 04:06 Português
Poesia/Geral palavras 0 1.295 03/25/2014 - 04:01 Português
Poesia/Geral pensar 0 1.505 03/25/2014 - 02:08 Português
Poesia/Meditação ele há corações... 0 2.143 03/19/2014 - 03:13 Português
Poesia/Amor (especial) hoje 2 1.873 02/18/2014 - 03:25 Português