CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

JÁ NÃO CHORAM OS MEUS OLHOS


Meus dedos o lenço seco amassam
Pois o choro, já aos olhos não vem
Nasçam as rugas nasçam!
Já não choram meus olhos por ninguém.
Andam caídos em agonia
Às vezes se esforçam por chorar
O rosto se contrai perdeu luz que esplendia
E meus dedos continuam a amassar.

Dentro dos meus pensamentos moram
Aqueles que tanto amei
Por eles sim, meus olhos choram
A saudade que no coração guardei.

A saudade às vezes
Me vence de tão severa
Conspira por me esmagar
Nas asas do pensamento trago a quimera
Por ela me deixo enfeitiçar.
Quero pensar claro e tudo é nevoento
Como se caminhasse no fundo do mar
Onde tudo é abafado, cinzento
Carrego meus olhos tristes,
toldado o olhar.

Já só quero os pensamentos aquietar
Ultrapassar qualquer amarga sensação
Quero as lágrimas de volta,
Preciso de chorar!?
Para acalmar este tonto coração.
 

natalia nuno

Submited by

sexta-feira, janeiro 7, 2011 - 20:48

Poesia :

No votes yet

natalianuno

imagem de natalianuno
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 32 semanas 4 dias
Membro desde: 12/17/2009
Conteúdos:
Pontos: 697

Comentários

imagem de Henrique

a quimera

Se os olhos já não choram

é porque a alma deixou de beber a água que a vida lhe jorra...

(Henrique Fernandes)

imagem de natalianuno

Só mesmo no  poema não

Só mesmo no  poema não choram!

Choram com o tempo que os consome

Na hora em que o sol se apaga e as

flores se inclinam.

Grata amigo

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of natalianuno

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Desilusão adeus ao que não volta mais... 1 322 07/23/2019 - 17:47 Português
Fotos/História Templo de Ho Che Minh/Camboja 0 450 07/23/2019 - 15:41 Português
Fotos/Cidades Hong Kong 0 377 07/23/2019 - 15:33 Português
Poesia/Geral palavras d'água... 0 347 04/07/2019 - 13:18 Português
Poesia/Desilusão foi ao espelho e nunca mais voltou... 0 416 04/14/2016 - 17:46 Português
Poesia/Desilusão não matem os pássaros 0 547 04/14/2016 - 17:41 Português
Poesia/Desilusão pequena prosa poética 0 508 04/07/2016 - 00:11 Português
Poesia/Amor palavras por dizer... 0 481 04/05/2016 - 18:25 Português
Poesia/Amor passo o tempo a desejar-te 0 479 04/05/2016 - 18:18 Português
Poesia/Desilusão já não me sei... 2 521 04/05/2016 - 18:13 Português
Poesia/Geral tantas ilusões... 0 518 04/02/2016 - 17:29 Português
Poesia/Geral um resto de sonho... 0 712 01/25/2013 - 12:29 Português
Fotos/Cidades MOSCOVO-METRO 0 1.270 01/23/2013 - 01:13 Português
Fotos/História CHINA-MURALHA 0 1.348 01/23/2013 - 01:06 Português
Poesia/Meditação sonho dum momento só meu 6 870 01/23/2013 - 00:19 Português
Poesia/Geral desafio o silêncio 4 1.279 01/22/2013 - 00:58 Português
Poesia/Amor MEU AMOR 5 1.094 01/21/2013 - 16:36 Português
Poesia/Dedicado gosto de coisas simples 1 1.108 08/11/2012 - 20:19 Português
Poesia/Desilusão NO EXÍLIO DA MEMÓRIA 3 984 06/01/2012 - 19:44 Português
Poesia/Desilusão ESPELHO D'ÁGUA 1 815 04/26/2012 - 23:04 Português
Poesia/Tristeza ENTRE O SONHO E O VAZIO 5 928 04/19/2012 - 22:13 Português
Poesia/Geral GOTAS DE ORVALHO 3 801 04/17/2012 - 19:03 Português
Poesia/Geral ALGUÉM ME ABRIU OS BRAÇOS 4 679 04/17/2012 - 18:53 Português
Fotos/Monumentos CATEDRAL D'UOMO MILÃO 0 4.339 04/13/2012 - 15:27 Português
Fotos/Monumentos Catedral de Milão 0 1.487 04/13/2012 - 15:22 Português