CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Não é tarde

Ela me usa e me ama
Quando quer ela chama
Se não quer não faz drama
É menina e mulher na cama

Sempre a tive, mas nunca por completo
Sempre perto, de mor vivia repleto
Cheia de encantos ela administra medos
De múltiplas faces ela é incontrolável
Ela é única e admirável

Sei que a tive por pouco tempo
Mas foi o suficiente acredito
Quando nos tocamos, nos beijamos
É amor puro, digo, insisto e repito

Ainda tenho medo de te olhar
Porque fico perplexo ao te admirar
Seu cheiro me faz sonhar
Foi seu sorriso que me fez apaixonar

Sei que perdi um grande amor
Sei que não perdi todo ele ainda
Sei que fiz o que tive vontade
Sei que essa é minha sina e verdade

Ainda há tempo? – pergunta o coração.
O corpo insiste
A alma resiste
E mais uma vez perco a razão

Meu medo é sofrer novamente
Meu medo é perder finalmente
Revolto-me por tudo que quis
Revolto-me por aquilo que não fiz
Anseio ter feito a escolha certa no momento errado
Mas ainda há tempo pra tomar uma atitude correta
Creio ainda dar certo, ou já teria dado?

Não é tarde afirma o coração.
Não é tarde para amar.
Não é tarde pra sonhar.
Não é tarde pra deixar rolar.
Não é tarde!
Basta um beijo pra que tudo possa mudar!
 

Submited by

sábado, janeiro 29, 2011 - 01:42

Poesia :

No votes yet

L.S. Paiva

imagem de L.S. Paiva
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 8 anos 18 semanas
Membro desde: 01/28/2011
Conteúdos:
Pontos: 526

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of L.S. Paiva

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Aforismo Eterno teatro 7 1.057 06/03/2019 - 21:22 Português
Anúncios/Outros - Oferece-se Fragmentos - Uma nova forma de poesia... (1º Livro do Autor) 0 1.085 03/08/2011 - 04:18 Português
Poesia/Aforismo Suindara' 4 1.587 02/25/2011 - 15:31 Português
Poesia/Aforismo Voluntários 2 1.005 02/17/2011 - 15:15 Português
Poesia/Dedicado Impossível tradução 2 975 02/17/2011 - 15:11 Português
Poesia/Dedicado Não é tarde 2 923 02/17/2011 - 15:09 Português
Poesia/Dedicado Desabafo 2 733 02/17/2011 - 15:07 Português
Poesia/Geral Um novo desafio 4 981 02/17/2011 - 15:04 Português
Poesia/Geral Reflexos e reflexões 1 994 02/17/2011 - 05:56 Português
Poesia/Dedicado Pequeno presente 2 1.020 02/17/2011 - 05:16 Português
Poesia/Dedicado Abraço coletivo 2 958 02/17/2011 - 05:14 Português
Poesia/Dedicado Revelação 2 633 02/17/2011 - 05:00 Português
Poesia/Dedicado Revelação 2 705 02/17/2011 - 04:54 Português
Poesia/Geral É quando o jogo vira 2 938 02/17/2011 - 04:46 Português
Poesia/Aforismo A vida e seus conceitos 2 873 02/17/2011 - 04:44 Português
Poesia/Aforismo O que move o poeta 2 816 02/17/2011 - 04:42 Português
Poesia/Geral Não insista 2 735 02/17/2011 - 04:40 Português
Poesia/Geral Erros... 2 801 02/17/2011 - 04:37 Português
Poesia/Dedicado Esta declaração se procede 2 803 02/17/2011 - 04:33 Português
Poesia/Dedicado Surpresas 2 752 02/17/2011 - 04:30 Português
Poesia/Dedicado Surpresas 2 819 02/17/2011 - 04:28 Português
Poesia/Amor Inestimável é o poder de amar 2 810 02/17/2011 - 04:26 Português
Poesia/Geral Antecipação 2 972 02/17/2011 - 04:22 Português
Poesia/Geral A pior dor humana 2 665 02/17/2011 - 04:20 Português
Poesia/Dedicado Espero-te 2 832 02/17/2011 - 04:17 Português