CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Não quero palavras

Adormeci palavras
embaladas no peito
aprisionei frases
encerrei com algemas ás emoções.

Não as quero sentir
nem dar-lhes liberdade,
ecos vazios
sem vínculo
sem aroma
despidos de realidade.

Quero ser mariposa
beijar as flores
embriagar-me do seu néctar,
sentir o vento
numa efémera vida colorida,
tocar as estrelas
beber o seu brilho
mergulhar
em cascatas de agua fresca
que escorre em montanhas verdes
engalanadas pelo dourado do sol.

Não quero palavras
pintadas de negro numa tela branca,
naufraguei-as no fundo do mar,
perdi o verbo não sei soletrar.

Quero somente planar
no universo azul
onde não sei escrever.

Submited by

segunda-feira, maio 18, 2009 - 22:01

Poesia :

No votes yet

AnaCoelho

imagem de AnaCoelho
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 7 anos 13 semanas
Membro desde: 11/14/2008
Conteúdos:
Pontos: 1789

Comentários

imagem de IsabelPinto

Re: Não quero palavras

Um poema que vale mais do que mil palavras :-)
Gostei imenso quando abriste as asas e voaste
Bjs
IC

imagem de Henrique

Re: Não quero palavras

Um adormecer em palavras
que nos despertam a atenção
para o que está para além das palavras!!!

Belo!!!

:-)

imagem de mariamateus

Re: Não quero palavras

Quero somente planar
no universo azul
onde não sei escrever.

Muito Bom!
Beijo, para si Ana ;-)

imagem de AlexandraMCosta

Re: Não quero palavras

... e mariposa serás...
Belas imagens que nos transmites.

imagem de jopeman

Re: Não quero palavras

Sonhar às vezes não é palpável, "Quero somente planar"
Gostei imenso
Bjo

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of AnaCoelho

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Meditação Densidade do olhar 2 1.769 03/15/2018 - 09:38 Português
Poesia/Amor Contigo aprendi a sonhar 2 1.710 03/15/2018 - 09:37 Português
Poesia/Meditação Onde as nuvens pousam 1 1.303 11/07/2015 - 11:14 Português
Poesia/Meditação Lágrimas quentes 0 1.338 12/22/2012 - 20:02 Português
Poesia/Amor Juntos galgaremos as margens 0 1.838 12/20/2012 - 02:10 Português
Poesia/Aforismo Há uma pauta aberta 0 1.227 10/08/2012 - 06:36 Português
Poesia/Intervenção Fazer das letras os gestos 0 1.920 07/21/2012 - 21:14 Português
Poesia/Meditação Os vales da realidade 3 1.280 07/09/2012 - 08:10 Português
Poesia/Meditação Um oásis que flutua 0 855 06/25/2012 - 16:33 Português
Poesia/Dedicado Não há lábios nem lágrimas 0 1.482 06/24/2012 - 12:16 Português
Poesia/Meditação Num grito estagnado 1 1.496 06/21/2012 - 18:21 Português
Poesia/Amizade Amigo...preenchimento do verbo amar 1 1.550 06/20/2012 - 20:54 Português
Poesia/Meditação Cadências cálidas 1 1.322 06/14/2012 - 10:10 Português
Poesia/Meditação Esquina da palavra 1 2.130 06/13/2012 - 08:40 Português
Poesia/Intervenção Pura ilusão cega 3 1.414 04/15/2012 - 17:35 Português
Poesia/Meditação Esquina de cada utopia 1 1.602 01/06/2012 - 17:32 Português
Poesia/Meditação Os braços sonham ser asas 0 1.885 12/31/2011 - 01:49 Português
Poesia/Meditação Mar de nada 1 1.584 12/11/2011 - 19:44 Português
Poesia/Meditação Traição do destino 0 1.613 12/04/2011 - 22:41 Português
Poesia/Meditação Caminho aberto 0 1.551 11/30/2011 - 22:23 Português
Poesia/Meditação Desígnios da vida 0 1.377 11/29/2011 - 21:06 Português
Poesia/Amor Amor entre poetas 2 2.623 10/20/2011 - 13:08 Português
Poesia/Dedicado Agora Setembro Renasce 0 3.151 09/23/2011 - 05:35 Português
Poesia/Meditação Os argumentos de um poema 0 2.308 09/22/2011 - 03:49 Português
Poesia/Meditação EXCERTOS DA ALMA 1 2.103 09/19/2011 - 15:25 Português