CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Na cegueira de olhos abertos


Os ruídos da mente
mentem
penetram nos poros infindos,
absorvem o silêncio
…calam a consciência
destroem a lucidez.

A consciência no meio da azáfama
da mente inquieta
busca para lá de si
as razões que quer envolver
(resolver sem ver)

Distraí-se…

Abstraí-se…

Da realidade com luz.

As raízes brotam do escuro
e à claridade
ofertam as pétalas de veludo
os aromas aprazíveis,
elevados ao azul celeste
que cobre todos os universos

Mas nem todos
o observam…
Na cegueira de olhos abertos
amarrados à cintura
com o peso alquímico
das pedras sem filosofia…

Na distracção constante
dos elos mais importantes
(imponentes)
aqueles que sustem a vida
a paz em amor pleno e genuíno.

 

Submited by

sábado, abril 9, 2011 - 00:51

Poesia :

No votes yet

AnaCoelho

imagem de AnaCoelho
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 6 anos 12 semanas
Membro desde: 11/14/2008
Conteúdos:
Pontos: 1789

Comentários

imagem de antonioduarte

Olá Ana Coelho, Um texto

Olá Ana Coelho,

Um texto com a profundidade de varios sentidos.

Gostei. Os meus parabéns.

abraço.

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of AnaCoelho

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Meditação Densidade do olhar 2 1.325 03/15/2018 - 09:38 Português
Poesia/Amor Contigo aprendi a sonhar 2 1.349 03/15/2018 - 09:37 Português
Poesia/Meditação Onde as nuvens pousam 1 831 11/07/2015 - 11:14 Português
Poesia/Meditação Lágrimas quentes 0 1.061 12/22/2012 - 20:02 Português
Poesia/Amor Juntos galgaremos as margens 0 1.402 12/20/2012 - 02:10 Português
Poesia/Aforismo Há uma pauta aberta 0 936 10/08/2012 - 06:36 Português
Poesia/Intervenção Fazer das letras os gestos 0 1.628 07/21/2012 - 21:14 Português
Poesia/Meditação Os vales da realidade 3 837 07/09/2012 - 08:10 Português
Poesia/Meditação Um oásis que flutua 0 537 06/25/2012 - 16:33 Português
Poesia/Dedicado Não há lábios nem lágrimas 0 1.129 06/24/2012 - 12:16 Português
Poesia/Meditação Num grito estagnado 1 1.115 06/21/2012 - 18:21 Português
Poesia/Amizade Amigo...preenchimento do verbo amar 1 1.111 06/20/2012 - 20:54 Português
Poesia/Meditação Cadências cálidas 1 921 06/14/2012 - 10:10 Português
Poesia/Meditação Esquina da palavra 1 1.625 06/13/2012 - 08:40 Português
Poesia/Intervenção Pura ilusão cega 3 1.030 04/15/2012 - 17:35 Português
Poesia/Meditação Esquina de cada utopia 1 1.226 01/06/2012 - 17:32 Português
Poesia/Meditação Os braços sonham ser asas 0 1.600 12/31/2011 - 01:49 Português
Poesia/Meditação Mar de nada 1 1.290 12/11/2011 - 19:44 Português
Poesia/Meditação Traição do destino 0 1.291 12/04/2011 - 22:41 Português
Poesia/Meditação Caminho aberto 0 1.165 11/30/2011 - 22:23 Português
Poesia/Meditação Desígnios da vida 0 1.040 11/29/2011 - 21:06 Português
Poesia/Amor Amor entre poetas 2 2.205 10/20/2011 - 13:08 Português
Poesia/Dedicado Agora Setembro Renasce 0 2.592 09/23/2011 - 05:35 Português
Poesia/Meditação Os argumentos de um poema 0 1.935 09/22/2011 - 03:49 Português
Poesia/Meditação EXCERTOS DA ALMA 1 1.702 09/19/2011 - 15:25 Português