CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Neblinas de Outono

Chove no alpendre do olhar
Gritam folhas no ar
Um Outono nebuloso
Vaidades brejeiras
Caídas nas bermas
Sopram surdamente
Navegadores de sonhos

…Empedrados caminhos
Desfiados nas unhas doridas

Caem em lamento
Nas amarras do destino…
Bebem licores envelhecidos
Na penumbra da mente…
Giram pelos quintais
Desvairadas…sem norte,
Na sorte sem rodeios...

Submited by

sábado, novembro 28, 2009 - 10:32

Poesia :

No votes yet

AnaCoelho

imagem de AnaCoelho
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 6 anos 19 semanas
Membro desde: 11/14/2008
Conteúdos:
Pontos: 1789

Comentários

imagem de mariamateus

Re: Neblinas de Outono

Ana, linda :-)

Excelentes frases :-)

Lindo, o teu poema!

Abraço luz
tua fã :-?

imagem de jopeman

Re: Neblinas de Outono

Fabuloso,

"Chove no alpendre do olhar"

Qtos dias de outono nos molham as palpebras com a sede negra das nuvens que encobrem o céu?

Versos desvairados, em lamento, exasperando pela aurora primaveril

Adorei
Bjos

imagem de RobertoEstevesdaFonseca

Re: Neblinas de Outono

Ana Coelho,

Lindo poema. Gostei muito.

Parabéns.

Um abraço,
REF

imagem de analyra

Re: Neblinas de Outono

Lindo poema, profundo, rítmico sonoro. Gostei muito.
Grande abraço.

imagem de FlaviaAssaife

Re: Neblinas de Outono

Ana,

Forte em essência. Mensagem marcante. Reflexiva. Gostei.

imagem de Henrique

Re: Neblinas de Outono

Chove no alpendre do olhar!!!

Magnifico...São estas frases loucas que nos fazem poetas!!!

:pint:

imagem de MarneDulinski

Re: Neblinas de Outono

LINDO POEMA, GOSTEI!
MarneDulinski

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of AnaCoelho

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Meditação Densidade do olhar 2 1.452 03/15/2018 - 09:38 Português
Poesia/Amor Contigo aprendi a sonhar 2 1.467 03/15/2018 - 09:37 Português
Poesia/Meditação Onde as nuvens pousam 1 950 11/07/2015 - 11:14 Português
Poesia/Meditação Lágrimas quentes 0 1.156 12/22/2012 - 20:02 Português
Poesia/Amor Juntos galgaremos as margens 0 1.525 12/20/2012 - 02:10 Português
Poesia/Aforismo Há uma pauta aberta 0 992 10/08/2012 - 06:36 Português
Poesia/Intervenção Fazer das letras os gestos 0 1.698 07/21/2012 - 21:14 Português
Poesia/Meditação Os vales da realidade 3 964 07/09/2012 - 08:10 Português
Poesia/Meditação Um oásis que flutua 0 561 06/25/2012 - 16:33 Português
Poesia/Dedicado Não há lábios nem lágrimas 0 1.233 06/24/2012 - 12:16 Português
Poesia/Meditação Num grito estagnado 1 1.223 06/21/2012 - 18:21 Português
Poesia/Amizade Amigo...preenchimento do verbo amar 1 1.205 06/20/2012 - 20:54 Português
Poesia/Meditação Cadências cálidas 1 1.035 06/14/2012 - 10:10 Português
Poesia/Meditação Esquina da palavra 1 1.688 06/13/2012 - 08:40 Português
Poesia/Intervenção Pura ilusão cega 3 1.169 04/15/2012 - 17:35 Português
Poesia/Meditação Esquina de cada utopia 1 1.358 01/06/2012 - 17:32 Português
Poesia/Meditação Os braços sonham ser asas 0 1.664 12/31/2011 - 01:49 Português
Poesia/Meditação Mar de nada 1 1.386 12/11/2011 - 19:44 Português
Poesia/Meditação Traição do destino 0 1.382 12/04/2011 - 22:41 Português
Poesia/Meditação Caminho aberto 0 1.267 11/30/2011 - 22:23 Português
Poesia/Meditação Desígnios da vida 0 1.106 11/29/2011 - 21:06 Português
Poesia/Amor Amor entre poetas 2 2.309 10/20/2011 - 13:08 Português
Poesia/Dedicado Agora Setembro Renasce 0 2.673 09/23/2011 - 05:35 Português
Poesia/Meditação Os argumentos de um poema 0 2.081 09/22/2011 - 03:49 Português
Poesia/Meditação EXCERTOS DA ALMA 1 1.791 09/19/2011 - 15:25 Português