CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

O som do amor

Escuto harpas a tocar
Os dedos finos a trilhar
Em acordes de um sonho
Onde encontro o teu olhar

A tua voz é uma mágica guitarra
Em sonata de encantar
Nas noites mornas de cetim
Que a mim chega para me acariciar

Para lá onde a bruma surge
Nasce do desejo um lívido violino
Em cantigas antigas, melopeias
Consagradas pelo amor que em ti sei dançar

Submited by

domingo, fevereiro 14, 2010 - 11:07

Poesia :

No votes yet

AnaCoelho

imagem de AnaCoelho
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 6 anos 5 semanas
Membro desde: 11/14/2008
Conteúdos:
Pontos: 1789

Comentários

imagem de IsabelPinto

Re: O som do amor

Olá Ana,

Gostei da carícia instrumental com que impregnaste teu poema:)

Bjs
I

imagem de ÔNIX

Re: O som do amor

Na verdade um poema com um som diferente e belo

beijo

Matilde D'Ônix

imagem de jopeman

Re: O som do amor

A sinfonia de um amor sincero

sempre com grande qualidade

bjos

imagem de Henrique

Re: O som do amor

Para lá onde a bruma surge
Nasce do desejo um lívido violino
Em cantigas antigas, melopeias
Consagradas pelo amor que em ti sei dançar

Uma sonata inesgotável!!!!

;-)

imagem de Mefistus

Re: O som do amor

AnaCoelho;
Genial, sobretudo na força da primeira estrofe.
Melodias e ternas notas musicais, numa clave de ritmos e sabores.

Gostei bastante.

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of AnaCoelho

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Meditação Densidade do olhar 2 1.217 03/15/2018 - 08:38 Português
Poesia/Amor Contigo aprendi a sonhar 2 1.260 03/15/2018 - 08:37 Português
Poesia/Meditação Onde as nuvens pousam 1 731 11/07/2015 - 10:14 Português
Poesia/Meditação Lágrimas quentes 0 1.001 12/22/2012 - 19:02 Português
Poesia/Amor Juntos galgaremos as margens 0 1.335 12/20/2012 - 01:10 Português
Poesia/Aforismo Há uma pauta aberta 0 914 10/08/2012 - 05:36 Português
Poesia/Intervenção Fazer das letras os gestos 0 1.593 07/21/2012 - 20:14 Português
Poesia/Meditação Os vales da realidade 3 759 07/09/2012 - 07:10 Português
Poesia/Meditação Um oásis que flutua 0 519 06/25/2012 - 15:33 Português
Poesia/Dedicado Não há lábios nem lágrimas 0 1.061 06/24/2012 - 11:16 Português
Poesia/Meditação Num grito estagnado 1 1.044 06/21/2012 - 17:21 Português
Poesia/Amizade Amigo...preenchimento do verbo amar 1 1.023 06/20/2012 - 19:54 Português
Poesia/Meditação Cadências cálidas 1 858 06/14/2012 - 09:10 Português
Poesia/Meditação Esquina da palavra 1 1.591 06/13/2012 - 07:40 Português
Poesia/Intervenção Pura ilusão cega 3 941 04/15/2012 - 16:35 Português
Poesia/Meditação Esquina de cada utopia 1 1.179 01/06/2012 - 16:32 Português
Poesia/Meditação Os braços sonham ser asas 0 1.575 12/31/2011 - 00:49 Português
Poesia/Meditação Mar de nada 1 1.239 12/11/2011 - 18:44 Português
Poesia/Meditação Traição do destino 0 1.181 12/04/2011 - 21:41 Português
Poesia/Meditação Caminho aberto 0 1.124 11/30/2011 - 21:23 Português
Poesia/Meditação Desígnios da vida 0 991 11/29/2011 - 20:06 Português
Poesia/Amor Amor entre poetas 2 2.125 10/20/2011 - 12:08 Português
Poesia/Dedicado Agora Setembro Renasce 0 2.538 09/23/2011 - 04:35 Português
Poesia/Meditação Os argumentos de um poema 0 1.852 09/22/2011 - 02:49 Português
Poesia/Meditação EXCERTOS DA ALMA 1 1.652 09/19/2011 - 14:25 Português