CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

PORQUE ME OLHAM?!


Um pouco de tudo, um pouco de nada
Vou à frente, vou cansada.
Espero a vez...
Porque me olham? Ah sei... talvez!?
Porque nenhum de vós conhece a caminhada.
Cada dia é um milagre a acontecer
E o coração começa a apertar-se
Mas eu quero escrever, escrever...
Até sentir a morte a mim a chegar-se.

Vai longe o passo da partida
Aproxima-se o passo da chegada
Caminhei tão distraída!?
Que cheguei em menos de nada.

Trago comigo a dor da saudade
Mas enquanto escrevo sou imortal
Mesmo agora que já é tarde
Escrevo, escrevo e afasto o mal.
Escrevo, ignoro para quém
Escrevo palavras despretenciosas
Quem sabe não haja alguém!?
Que sinta nelas o odor das rosas.

Eu sei que vivo de ilusões
Mas trago ainda a coragem
Ao escrever, passam todas as aflições
E até esqueço que estou de passagem.
Esta escrita não me dá tréguas, tenho de escrever
Podeis até rir à vontade
Hei-de escrever até morrer
Depois? Depois podeis tudo rasgar!
Enquanto me der saudade
De tudo quanto amei e hei-de amar
Cantarei, até à loucura,
Tal é minha necessidade.
Desta doença sem cura.

 

natalia nuno

Submited by

quinta-feira, dezembro 30, 2010 - 23:16

Poesia :

No votes yet

natalianuno

imagem de natalianuno
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 38 semanas 1 dia
Membro desde: 12/17/2009
Conteúdos:
Pontos: 697

Comentários

imagem de vitor

Caminharei até que me

Caminharei até que me dôa

irei ao fundo do destino

até ao fim se for caminho

e dentro, mesmo que sofra

serei como sigo

não serei outra...

 

Vitor

imagem de natalianuno

É sem dúvida assim, serei

É sem dúvida assim, serei como sigo, não serei outra.

Vou soltando minha melancolia, em versos que têm muito de

mim.

Grata Vitor

Abraço

imagem de Gabriela .

Agora posso entender. E

Agora posso entender.

E poder saber como é ler algo

que pareça ser como o que faço.

Gabriela Dias

imagem de natalianuno

agradecimento

Obrigada Gabriela, pela visita, como vês

é simples minha poesia, e melancólica, quem sabe não sejamos

poetas destinadas a poetar a tristeza?!

Beijo amiga

imagem de Gabriela .

Por incrivel que pareça,

Por incrivel que pareça, escrevendo assim

me sinto bem.

Acho que é o que nos

resta...

Beijo!

imagem de natalianuno

Tens razão, também não sei

Tens razão, também não sei expressar-me de outro modo,

para além do mais poesia que não envolva sentimento, não

me diz rigorosamente nada.

Beijinho

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of natalianuno

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Desilusão adeus ao que não volta mais... 1 357 07/23/2019 - 17:47 Português
Fotos/História Templo de Ho Che Minh/Camboja 0 508 07/23/2019 - 15:41 Português
Fotos/Cidades Hong Kong 0 443 07/23/2019 - 15:33 Português
Poesia/Geral palavras d'água... 0 394 04/07/2019 - 13:18 Português
Poesia/Desilusão foi ao espelho e nunca mais voltou... 0 454 04/14/2016 - 17:46 Português
Poesia/Desilusão não matem os pássaros 0 568 04/14/2016 - 17:41 Português
Poesia/Desilusão pequena prosa poética 0 548 04/07/2016 - 00:11 Português
Poesia/Amor palavras por dizer... 0 505 04/05/2016 - 18:25 Português
Poesia/Amor passo o tempo a desejar-te 0 503 04/05/2016 - 18:18 Português
Poesia/Desilusão já não me sei... 2 542 04/05/2016 - 18:13 Português
Poesia/Geral tantas ilusões... 0 541 04/02/2016 - 17:29 Português
Poesia/Geral um resto de sonho... 0 731 01/25/2013 - 12:29 Português
Fotos/Cidades MOSCOVO-METRO 0 1.320 01/23/2013 - 01:13 Português
Fotos/História CHINA-MURALHA 0 1.385 01/23/2013 - 01:06 Português
Poesia/Meditação sonho dum momento só meu 6 904 01/23/2013 - 00:19 Português
Poesia/Geral desafio o silêncio 4 1.295 01/22/2013 - 00:58 Português
Poesia/Amor MEU AMOR 5 1.139 01/21/2013 - 16:36 Português
Poesia/Dedicado gosto de coisas simples 1 1.138 08/11/2012 - 20:19 Português
Poesia/Desilusão NO EXÍLIO DA MEMÓRIA 3 1.008 06/01/2012 - 19:44 Português
Poesia/Desilusão ESPELHO D'ÁGUA 1 835 04/26/2012 - 23:04 Português
Poesia/Tristeza ENTRE O SONHO E O VAZIO 5 973 04/19/2012 - 22:13 Português
Poesia/Geral GOTAS DE ORVALHO 3 835 04/17/2012 - 19:03 Português
Poesia/Geral ALGUÉM ME ABRIU OS BRAÇOS 4 701 04/17/2012 - 18:53 Português
Fotos/Monumentos CATEDRAL D'UOMO MILÃO 0 4.393 04/13/2012 - 15:27 Português
Fotos/Monumentos Catedral de Milão 0 1.544 04/13/2012 - 15:22 Português