CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

QUADRAS SEM VOZ

Deixei florisse a saudade
Na hora que está a passar
À memória fulgor da mocidade
Na saudade me deixo ficar.

- Por onde terei andado?
Tão depressa aqui cheguei
Nem dei por ter abalado!?
- Lá do sítio que deixei.

Fui sucumbindo pelo caminho
E agora despertei dum sonho
Não há roseiras sem espinho
- Não sou diferente suponho!

Meu Deus a Vida a passar!?
Porquê nos olhos o espanto?
- Cegaram de tanto brilhar!
Queimados de tanto pranto.

- Hoje sou moinho cansado
Velho, no seu moer brando
Cantamos os dois nosso fado
E parece estarmos chorando.

Já me arrasto tanto assim?
Naufrago em temporal perdido?
Negra nuvem se solta por fim.
- Simples troféu esquecido.

-Sei que hei-de partir um dia
Tudo mais mentira e ilusão
Hei-de partir p'rá terra fria
Apagado, feito nada o coração.

Uma só verdade encontrada
Deixo neste verso gentil
As memórias da vida são nada
Mas as minhas são mais de mil.

natalia nuno

Submited by

quinta-feira, dezembro 30, 2010 - 20:17

Poesia :

No votes yet

natalianuno

imagem de natalianuno
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 23 semanas 5 dias
Membro desde: 12/17/2009
Conteúdos:
Pontos: 697

Comentários

imagem de Susan

Um poema sentido  dizendo

Um poema sentido  dizendo muito sobre a saudade que mata ,

e deixa o peito gasto ...

Beijo

Susan

imagem de natalianuno

agradecimento

São simples quadras, escritas há algum tempo

Sabes eu venho do povo, nasci numa humilde aldeia

e me comovo sempre que a minha inspiração me leva à criação

de quadras. Faz tempo que só criava quadras e me orgulho muito

pois tenho algumas muito belas.

Beijinho amiga

Tens que me fazer um favor Susan, dizer-me como se comenta, ainda não consegui descortinar

Quando puderes aqui ou no face.

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of natalianuno

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Desilusão adeus ao que não volta mais... 1 254 07/23/2019 - 17:47 Português
Fotos/História Templo de Ho Che Minh/Camboja 0 339 07/23/2019 - 15:41 Português
Fotos/Cidades Hong Kong 0 284 07/23/2019 - 15:33 Português
Poesia/Geral palavras d'água... 0 294 04/07/2019 - 13:18 Português
Poesia/Desilusão foi ao espelho e nunca mais voltou... 0 385 04/14/2016 - 17:46 Português
Poesia/Desilusão não matem os pássaros 0 480 04/14/2016 - 17:41 Português
Poesia/Desilusão pequena prosa poética 0 454 04/07/2016 - 00:11 Português
Poesia/Amor palavras por dizer... 0 435 04/05/2016 - 18:25 Português
Poesia/Amor passo o tempo a desejar-te 0 449 04/05/2016 - 18:18 Português
Poesia/Desilusão já não me sei... 2 482 04/05/2016 - 18:13 Português
Poesia/Geral tantas ilusões... 0 483 04/02/2016 - 17:29 Português
Poesia/Geral um resto de sonho... 0 671 01/25/2013 - 12:29 Português
Fotos/Cidades MOSCOVO-METRO 0 1.204 01/23/2013 - 01:13 Português
Fotos/História CHINA-MURALHA 0 1.261 01/23/2013 - 01:06 Português
Poesia/Meditação sonho dum momento só meu 6 810 01/23/2013 - 00:19 Português
Poesia/Geral desafio o silêncio 4 1.243 01/22/2013 - 00:58 Português
Poesia/Amor MEU AMOR 5 1.033 01/21/2013 - 16:36 Português
Poesia/Dedicado gosto de coisas simples 1 1.062 08/11/2012 - 20:19 Português
Poesia/Desilusão NO EXÍLIO DA MEMÓRIA 3 959 06/01/2012 - 19:44 Português
Poesia/Desilusão ESPELHO D'ÁGUA 1 785 04/26/2012 - 23:04 Português
Poesia/Tristeza ENTRE O SONHO E O VAZIO 5 884 04/19/2012 - 22:13 Português
Poesia/Geral GOTAS DE ORVALHO 3 773 04/17/2012 - 19:03 Português
Poesia/Geral ALGUÉM ME ABRIU OS BRAÇOS 4 602 04/17/2012 - 18:53 Português
Fotos/Monumentos CATEDRAL D'UOMO MILÃO 0 4.226 04/13/2012 - 15:27 Português
Fotos/Monumentos Catedral de Milão 0 1.403 04/13/2012 - 15:22 Português