CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Ramos de apogeu

A sombra
Pousa na janela
Num punhado de sono insípido
No silêncio das paredes alvas
Uma luz ténue
Estendida de uma estrela
Em ramos de apogeu
Emoldurado em prata apurada

A voz do vento
Escuta-se ao longo das montanhas
No vale de húmidas planícies
Em assobios dilatados
Nas mãos de um momento
Suspenso no espaço
Com um escasso salto de audácia

Submited by

segunda-feira, fevereiro 15, 2010 - 21:23

Poesia :

No votes yet

AnaCoelho

imagem de AnaCoelho
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 6 anos 6 semanas
Membro desde: 11/14/2008
Conteúdos:
Pontos: 1789

Comentários

imagem de Henrique

Re: Ramos de apogeu

Poema audaz e emoldurado numa poesia bonita!!!

:-)

imagem de Manuelaabreu

Re: Ramos de apogeu

Ana um bom poema trouxes-te
parabéns!
bjos :-)

imagem de MarneDulinski

Re: Ramos de apogeu

LINDO POEMA, GOSTEI MUITO!
Meus parabéns,
Marne

imagem de RobertoEstevesdaFonseca

Re: Ramos de apogeu

Lindo este poema.

Gostei muito.

Grande abraço,
Roberto

imagem de Librisscriptaest

Re: Ramos de apogeu

E o sonho q pelos lábios doces das tuas letras flui sempre mais belo...
Sempre deleite puro!
Beijinho em ti!
Inês

imagem de jopeman

Re: Ramos de apogeu

pedaços de sonho, de vida, suspensos na audácia de um momento

gostei imenso

bjos

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of AnaCoelho

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Meditação Densidade do olhar 2 1.251 03/15/2018 - 08:38 Português
Poesia/Amor Contigo aprendi a sonhar 2 1.279 03/15/2018 - 08:37 Português
Poesia/Meditação Onde as nuvens pousam 1 755 11/07/2015 - 10:14 Português
Poesia/Meditação Lágrimas quentes 0 1.018 12/22/2012 - 19:02 Português
Poesia/Amor Juntos galgaremos as margens 0 1.343 12/20/2012 - 01:10 Português
Poesia/Aforismo Há uma pauta aberta 0 920 10/08/2012 - 05:36 Português
Poesia/Intervenção Fazer das letras os gestos 0 1.599 07/21/2012 - 20:14 Português
Poesia/Meditação Os vales da realidade 3 773 07/09/2012 - 07:10 Português
Poesia/Meditação Um oásis que flutua 0 525 06/25/2012 - 15:33 Português
Poesia/Dedicado Não há lábios nem lágrimas 0 1.071 06/24/2012 - 11:16 Português
Poesia/Meditação Num grito estagnado 1 1.061 06/21/2012 - 17:21 Português
Poesia/Amizade Amigo...preenchimento do verbo amar 1 1.048 06/20/2012 - 19:54 Português
Poesia/Meditação Cadências cálidas 1 865 06/14/2012 - 09:10 Português
Poesia/Meditação Esquina da palavra 1 1.605 06/13/2012 - 07:40 Português
Poesia/Intervenção Pura ilusão cega 3 950 04/15/2012 - 16:35 Português
Poesia/Meditação Esquina de cada utopia 1 1.187 01/06/2012 - 16:32 Português
Poesia/Meditação Os braços sonham ser asas 0 1.581 12/31/2011 - 00:49 Português
Poesia/Meditação Mar de nada 1 1.244 12/11/2011 - 18:44 Português
Poesia/Meditação Traição do destino 0 1.208 12/04/2011 - 21:41 Português
Poesia/Meditação Caminho aberto 0 1.130 11/30/2011 - 21:23 Português
Poesia/Meditação Desígnios da vida 0 1.010 11/29/2011 - 20:06 Português
Poesia/Amor Amor entre poetas 2 2.150 10/20/2011 - 12:08 Português
Poesia/Dedicado Agora Setembro Renasce 0 2.552 09/23/2011 - 04:35 Português
Poesia/Meditação Os argumentos de um poema 0 1.867 09/22/2011 - 02:49 Português
Poesia/Meditação EXCERTOS DA ALMA 1 1.661 09/19/2011 - 14:25 Português