CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

RECOLHO AS PALAVRAS


Trago as palavras gastas
as rimas doentes
Chegam a mim indiferentes
fatigadas
Recolho-as no muro da tarde
fracassadas
Pousadas na saudade.

Sedentas de cumprir o seu papel
Entregam-se como o polen à abelha
Ou como a abelha se entrega ao mel
Soam secas, são como alimento
humilde
Amargam o meu tempo
Aumentam os meus medos,
a minha loucura de recordar.
Mas são a minha esperança de continuar,
a ouvir as minhas gargalhadas
a escutar as minhas passadas.
De me sentir no campo uma cotovia
em liberdade.
Dia a dia...
De morrer e renascer
com infinita saudade.

Palavras são a única voz que me resta
Gastas, indiferentes fatigadas,
como manhãs nubladas,
onde o sol é apenas fresta.
Que eu viva ou morra pouco importa!
As palavras atordoam a minha alma hora a hora
Abrem porta...ao meu peito
Invadem a solidão do meu leito
São testemunhas do meu desalento
Mas nada disto é em vão!
Pois elas são o meu sustento
O sustento do meu coração.

natalia nuno
rosafogo

Submited by

sábado, abril 7, 2012 - 21:50

Poesia :

Your rating: None (2 votes)

natalianuno

imagem de natalianuno
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 2 semanas 2 dias
Membro desde: 12/17/2009
Conteúdos:
Pontos: 686

Comentários

imagem de Nostalgia

Cada poema que leio seu, é um

Cada poema que leio seu, é um deleite.
Parabéns querida amiga, por esta obra prima e, p.f. continue a escrever.
Bjs

imagem de natalianuno

O meu obrigada

Fico feliz que assim seja, talvez porque o nosso sentir, as nossas esperanças,
e o muito que já temos para recordar seja semelhante, pois eu também gosto muito da maneira como te expressas.

Bjs e obrigada p'la leitura.

imagem de natalianuno

As palavras

As palavras não se esgotam, para moldar as nossas alegrias ou as nossas desilusões,
É um modo de manter sossegado o coração o escrevê-las sempre que nos vem a vontade.

Abraço Henrique grata pela leitura.

imagem de Henricabilio

palavras

Mesmo que tudo o mais
se desvaneça
nos infinitos ais,
que o destino ofereça,
estados de graça com a vida
quando a palavra convida!

Uma temática envolvente
em todo o coração que sente!

Paz_coa Feliz!

Abilio

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of natalianuno

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Geral palavras d'água... 0 40 04/07/2019 - 13:18 Português
Poesia/Desilusão foi ao espelho e nunca mais voltou... 0 255 04/14/2016 - 17:46 Português
Poesia/Desilusão não matem os pássaros 0 215 04/14/2016 - 17:41 Português
Poesia/Desilusão pequena prosa poética 0 204 04/07/2016 - 00:11 Português
Poesia/Amor palavras por dizer... 0 247 04/05/2016 - 18:25 Português
Poesia/Amor passo o tempo a desejar-te 0 320 04/05/2016 - 18:18 Português
Poesia/Desilusão já não me sei... 2 356 04/05/2016 - 18:13 Português
Poesia/Geral tantas ilusões... 0 378 04/02/2016 - 17:29 Português
Poesia/Geral um resto de sonho... 0 534 01/25/2013 - 12:29 Português
Fotos/Cidades MOSCOVO-METRO 0 911 01/23/2013 - 01:13 Português
Fotos/História CHINA-MURALHA 0 967 01/23/2013 - 01:06 Português
Poesia/Meditação sonho dum momento só meu 6 520 01/23/2013 - 00:19 Português
Poesia/Geral desafio o silêncio 4 471 01/22/2013 - 00:58 Português
Poesia/Amor MEU AMOR 5 795 01/21/2013 - 16:36 Português
Poesia/Dedicado gosto de coisas simples 1 863 08/11/2012 - 20:19 Português
Poesia/Desilusão NO EXÍLIO DA MEMÓRIA 3 827 06/01/2012 - 19:44 Português
Poesia/Desilusão ESPELHO D'ÁGUA 1 654 04/26/2012 - 23:04 Português
Poesia/Tristeza ENTRE O SONHO E O VAZIO 5 563 04/19/2012 - 22:13 Português
Poesia/Geral GOTAS DE ORVALHO 3 626 04/17/2012 - 19:03 Português
Poesia/Geral ALGUÉM ME ABRIU OS BRAÇOS 4 419 04/17/2012 - 18:53 Português
Fotos/Monumentos CATEDRAL D'UOMO MILÃO 0 3.717 04/13/2012 - 15:27 Português
Fotos/Monumentos Catedral de Milão 0 894 04/13/2012 - 15:22 Português
Poesia/Geral HEI-DE SER LEMBRANÇA 4 463 04/11/2012 - 20:14 Português
Poesia/Geral SÚPLICA Á PRIMAVERA 2 450 04/11/2012 - 20:10 Português
Poesia/Geral RECOLHO AS PALAVRAS 4 681 04/11/2012 - 15:24 Português