CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Respirava os gritos das gaivotas


A noite aproximou-se de mansinho
deitou-se nos braços
do horizonte,
o sol estendeu o fogo
nas linhas sedentas
do meu olhar.

O espelho do amor
respirava os gritos das gaivotas,
as minhas palavras
voaram nos aros redondos
do pensamento
…sereno
das paisagens!

Glaciar que o dia
enrolou nas horas paradas
do ponteiro esguio…

O oceano cantava
nos ecos das ondas
que me beijavam os pés
…o rosto orvalhado
aquecia as vozes
um hino de alegria
que se despedia
defronte ao mar!

Os teus passos marcados
no areal
repetiram o regresso
no véu da minha sede
…com as mãos apertadas
voltamos à planície do nosso olhar!

Submited by

sexta-feira, março 4, 2011 - 05:06

Poesia :

No votes yet

AnaCoelho

imagem de AnaCoelho
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 6 anos 11 semanas
Membro desde: 11/14/2008
Conteúdos:
Pontos: 1789

Comentários

imagem de Susan

A noite aproximou-se de

A noite aproximou-se de mansinho 

o céu sob gaivotas , o mar a balouçar 

trouxe-me o teu carinho ....

Lindo !!!!

Beijos

Susan

imagem de MarneDulinski

Respirava os gritos das gaivotas

Ana Coelho!

Lindo seu poema, gostei muito, da serenidade, do mar, das gaivotas...

Destaco o texto final:

Os teus passos marcados
no areal
repetiram o regresso
no véu da minha sede
…com as mãos apertadas
voltamos à planície do nosso olhar!

Meus parabéns,

MarneDulinski

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of AnaCoelho

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Meditação Densidade do olhar 2 1.302 03/15/2018 - 09:38 Português
Poesia/Amor Contigo aprendi a sonhar 2 1.327 03/15/2018 - 09:37 Português
Poesia/Meditação Onde as nuvens pousam 1 802 11/07/2015 - 11:14 Português
Poesia/Meditação Lágrimas quentes 0 1.052 12/22/2012 - 20:02 Português
Poesia/Amor Juntos galgaremos as margens 0 1.380 12/20/2012 - 02:10 Português
Poesia/Aforismo Há uma pauta aberta 0 934 10/08/2012 - 06:36 Português
Poesia/Intervenção Fazer das letras os gestos 0 1.617 07/21/2012 - 21:14 Português
Poesia/Meditação Os vales da realidade 3 819 07/09/2012 - 08:10 Português
Poesia/Meditação Um oásis que flutua 0 533 06/25/2012 - 16:33 Português
Poesia/Dedicado Não há lábios nem lágrimas 0 1.110 06/24/2012 - 12:16 Português
Poesia/Meditação Num grito estagnado 1 1.099 06/21/2012 - 18:21 Português
Poesia/Amizade Amigo...preenchimento do verbo amar 1 1.088 06/20/2012 - 20:54 Português
Poesia/Meditação Cadências cálidas 1 905 06/14/2012 - 10:10 Português
Poesia/Meditação Esquina da palavra 1 1.616 06/13/2012 - 08:40 Português
Poesia/Intervenção Pura ilusão cega 3 997 04/15/2012 - 17:35 Português
Poesia/Meditação Esquina de cada utopia 1 1.208 01/06/2012 - 17:32 Português
Poesia/Meditação Os braços sonham ser asas 0 1.592 12/31/2011 - 01:49 Português
Poesia/Meditação Mar de nada 1 1.274 12/11/2011 - 19:44 Português
Poesia/Meditação Traição do destino 0 1.270 12/04/2011 - 22:41 Português
Poesia/Meditação Caminho aberto 0 1.150 11/30/2011 - 22:23 Português
Poesia/Meditação Desígnios da vida 0 1.032 11/29/2011 - 21:06 Português
Poesia/Amor Amor entre poetas 2 2.188 10/20/2011 - 13:08 Português
Poesia/Dedicado Agora Setembro Renasce 0 2.577 09/23/2011 - 05:35 Português
Poesia/Meditação Os argumentos de um poema 0 1.911 09/22/2011 - 03:49 Português
Poesia/Meditação EXCERTOS DA ALMA 1 1.696 09/19/2011 - 15:25 Português