CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Sinto

Sinto
A realidade gritante dos dias de primavera
Longínquos
Sinto
A dor muda que afoga o peito
Sinto
A voz estonteante do espelho
A imagem envelhecida pelo tempo
Sem sedução
Sinto
O calor desértico deste verão chuvoso
Onde baloiçam as nuvens
Sinto e pressinto
A levitação do chão
Onde dormem os pés
Cansados de caminhar
Sinto
A rouca razão que não quero escutar
Espanto o vento
Na esperança de não ver a nu
As rugas de um corpo que nada desperta
Sinto
Que tudo é mortal
Neste temporal de emoções
Que sinto sem querer sentir
Fantasmas reais
Envoltos de mistérios perdidos
Encobertos pelos olhos cegos
Dos sonhos inacabados
Em memórias
Sinto
Acordar
Tudo que desejo adormecido

Mas ainda assim
Sinto
Todo o amor profundo
Inconfundível
Que nada pode apagar

Sinto
As lágrimas molhadas
No rosto triste
Na tristeza de saber chorar…
Quando só quero sorrir…

Submited by

sexta-feira, julho 3, 2009 - 23:45

Poesia :

No votes yet

AnaCoelho

imagem de AnaCoelho
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 6 anos 19 semanas
Membro desde: 11/14/2008
Conteúdos:
Pontos: 1789

Comentários

imagem de jopeman

Re: Sinto

Um poema sentido :-)
Sentindo o que se vê, o que se sonha, o que se quer sentir e o não se deseja sentir
Gostei
Bjos

imagem de KeilaPatricia

Re: Sinto

Es uma poetisa com grande sensibilidade...
ficou sublime...

:-)

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of AnaCoelho

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Meditação Densidade do olhar 2 1.449 03/15/2018 - 09:38 Português
Poesia/Amor Contigo aprendi a sonhar 2 1.463 03/15/2018 - 09:37 Português
Poesia/Meditação Onde as nuvens pousam 1 940 11/07/2015 - 11:14 Português
Poesia/Meditação Lágrimas quentes 0 1.151 12/22/2012 - 20:02 Português
Poesia/Amor Juntos galgaremos as margens 0 1.519 12/20/2012 - 02:10 Português
Poesia/Aforismo Há uma pauta aberta 0 990 10/08/2012 - 06:36 Português
Poesia/Intervenção Fazer das letras os gestos 0 1.695 07/21/2012 - 21:14 Português
Poesia/Meditação Os vales da realidade 3 958 07/09/2012 - 08:10 Português
Poesia/Meditação Um oásis que flutua 0 559 06/25/2012 - 16:33 Português
Poesia/Dedicado Não há lábios nem lágrimas 0 1.230 06/24/2012 - 12:16 Português
Poesia/Meditação Num grito estagnado 1 1.222 06/21/2012 - 18:21 Português
Poesia/Amizade Amigo...preenchimento do verbo amar 1 1.204 06/20/2012 - 20:54 Português
Poesia/Meditação Cadências cálidas 1 1.033 06/14/2012 - 10:10 Português
Poesia/Meditação Esquina da palavra 1 1.687 06/13/2012 - 08:40 Português
Poesia/Intervenção Pura ilusão cega 3 1.165 04/15/2012 - 17:35 Português
Poesia/Meditação Esquina de cada utopia 1 1.355 01/06/2012 - 17:32 Português
Poesia/Meditação Os braços sonham ser asas 0 1.662 12/31/2011 - 01:49 Português
Poesia/Meditação Mar de nada 1 1.382 12/11/2011 - 19:44 Português
Poesia/Meditação Traição do destino 0 1.378 12/04/2011 - 22:41 Português
Poesia/Meditação Caminho aberto 0 1.264 11/30/2011 - 22:23 Português
Poesia/Meditação Desígnios da vida 0 1.102 11/29/2011 - 21:06 Português
Poesia/Amor Amor entre poetas 2 2.308 10/20/2011 - 13:08 Português
Poesia/Dedicado Agora Setembro Renasce 0 2.670 09/23/2011 - 05:35 Português
Poesia/Meditação Os argumentos de um poema 0 2.079 09/22/2011 - 03:49 Português
Poesia/Meditação EXCERTOS DA ALMA 1 1.788 09/19/2011 - 15:25 Português