ASSOCIAÇÃO DOS CRIADORES DE SACI DE BOTUCATU - (Homenagem)

O Pererê
As crianças cantavam numa inocência santa,
mas essa cantiga escondia um segredo: um mantra
que podia atrair pra roda um menino bagunceiro,
que levantava a poeira, quando surgia no terreiro.

Pererê, Pererê, onde está você?
Eu vim aqui só para te ver.
E prosseguiam cantando com veemência tanta,
que girando e pulando nessa roda que encanta,
não viam na brincadeira uma coisa bem funesta,
perigosa, irreal que pode acabar com a festa.

Então surgiu lá na porta, a vozinha muito braba.
O que vocês tão fazendo? É brincadeira “marvada”!
Não se chama o Pererê, ele não respeita ninguém,
ele só faz travessuras, não vale nem um vintém.

Pererê, Pererê, onde está você?
Eu vim aqui só para te ver.
Mas ninguém ouviu a vó, que já estava chateada.
Vamos parando com isso! Vão pra dentro garotada!
O saci já está na roda, chegou e tá brincando agora.
Vocês vão correr de medo, mais ele não vai embora.

Mas, para prender o Pererê, a vó sempre tem um jeito.
Ela pegou seu rosário, e fez um laço bem feito.
Na hora que levantou poeira, girando no remoinho;
ela, então, veio por detrás, jogou o laço de mansinho.

Pererê, Pererê, agora eu prendi você?
Eu não quero mais te ver.
Pererê tá preso no laço, a vó acertou na primeira.
Ele vai se safar dessa, na próxima brincadeira.
A criançada no quarto dorme um sono profundo.
O Pererê só cochila, vai logo estar solto no mundo.

jthamiel - Você já viu o Saci?
13.07.16
22:23h

Submited by

Thursday, July 14, 2016 - 02:31

Poesia :

No votes yet

J. Thamiel

J. Thamiel's picture
Offline
Title: Membro
Last seen: 2 hours 27 min ago
Joined: 05/02/2016
Posts:
Points: 3002

Add comment

Login to post comments

other contents of J. Thamiel

Topic Title Replies Views Last Postsort icon Language
Poesia/General ESTRADA NO MAR 0 2.138 07/20/2017 - 12:10 Portuguese
Poesia/Fantasy HORIZONTE 0 1.173 07/18/2017 - 12:22 Portuguese
Poesia/General ESSE POETA IRRITANTE 0 699 07/15/2017 - 22:15 Portuguese
Poesia/Meditation ORGANIZAÇÃO DIVINA E CAÓTICA 0 586 07/13/2017 - 12:50 Portuguese
Poesia/General DESCABIDO 0 895 07/11/2017 - 13:13 Portuguese
Poesia/Disillusion ESTRANHA ESTÓRIA, NÃO É AMOR? 0 836 07/05/2017 - 22:10 Portuguese
Poesia/General A ESFINGE 0 1.073 06/27/2017 - 16:15 Portuguese
Poesia/Meditation CRUZAMENTO CENTRÍFUGO 0 444 06/21/2017 - 18:28 Portuguese
Poesia/General ÀS VEZES, POESIA 0 661 06/14/2017 - 15:10 Portuguese
Poesia/General PERDIDOS NO TEMPO - (o tempo é o melhor conselheiro) 0 1.139 06/13/2017 - 14:41 Portuguese
Poesia/General E AS VACAS? 0 1.020 06/08/2017 - 16:31 Portuguese
Poesia/General SEGUNDA-FEIRA SEM SENTIDO 0 937 06/06/2017 - 15:47 Portuguese
Poesia/Comedy DITOS NÃO DITOS 0 686 06/02/2017 - 12:59 Portuguese
Poesia/General HÁ TEMPO PARA TUDO 0 655 05/28/2017 - 04:34 Portuguese
Poesia/General A FORÇA 0 439 05/25/2017 - 17:38 Portuguese
Poesia/General T R I L H A S 0 790 05/22/2017 - 15:46 Portuguese
Poesia/Acrostic POETA DO ABC, D, E, F, G... 1 1.276 05/20/2017 - 21:09 Portuguese
Poesia/Disillusion REVOLTA 0 862 05/18/2017 - 12:31 Portuguese
Poesia/Meditation J E S U S 0 513 05/17/2017 - 15:30 Portuguese
Poesia/General FLOR SELVAGEM (Rima livre) 0 960 05/12/2017 - 18:19 Portuguese
Poesia/General P I N T I N H O S 0 1.898 05/11/2017 - 15:15 Portuguese
Poesia/General EU ME TORNEI POETA... 0 861 05/10/2017 - 13:19 Portuguese
Poesia/Fantasy CONCEITOS TRIVIAIS E COISAS TAIS 0 1.574 05/04/2017 - 13:24 Portuguese
Poesia/Dedicated SEM QUERER (Dedicado aos amigos poetas) 0 410 04/27/2017 - 13:12 Portuguese
Poesia/General ESCRAVOS DE JÓ 0 823 04/26/2017 - 14:30 Portuguese