Os Encalhados

 

 

PaLavras a tua terra
Com esperança de que nela brotem
As frases que sempre quiseste ouvir.
As que semeaste
Em forma de pensamento
Ou de sonho acordado.
Trazes no teu desejo-regador
A água
Que fará nascer o rebento.
E regas
Regas
À espera do momento.
E continuas a regar
A regar
Até te encontrares
Num lamaçal
Onde nada poderá brotar.
Criaste um curral
E continuas a regar
Negando aquilo que não queres ver.
E chegam os porcos
E em porco te tornas.
E rebolas na porcaria
Perdendo a noção do tempo.
É confortável
Ser-se miserável .
Talvez por ser mais fácil.
Quando tudo que tinhas que ter feito
Era procurar outro lugar.
Outro solo.
Outro regar.
Calhou-te o encalhar
E ao calhas encalhaste.
 

Submited by

Sunday, April 24, 2011 - 13:32

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

Outro

Outro's picture
Offline
Title: Membro
Last seen: 3 years 33 weeks ago
Joined: 03/02/2010
Posts:
Points: 884

Comments

MEYRE's picture

Creio que para muitos tudo

Creio que para muitos tudo calha e encalham ...as vezes por que é confortável;tipo o nada ouço nada vejo e nada digo. regam com o desejo-regador(adorei essa parte) e acabam num lamaçal onde nada mais irá brotar,bela construção.abraços

meyre

Outro's picture

Os Encalhados

Para já Obrigado pelo teu comentário Meyre! Um comentário desde que não seja destrutivo é sempre um cafuné.

Quanto ao conforto da miserabilidade é real. O "pseudo-coitado" ou pseudo-miseravel ( poque eu não acredito em coitadismos e acredito que todos somos capazes de tudo ( Paulo Coelhices à parte ) sem querer ferir susceptibilidades porque "gostos não se discutem"), tem sempre argumentos para tudo escondendo-se atrás do escudo da sua pseudomiserabilidade e coitadismo.

Mais uma vez obrigado!

Bjs

Susan's picture

A água de beber está

A água de beber está turva 

já não ´sacia a sede ...

E neste caminho curto não faz a curva ,

está feito possa em mina ....

Um escrita instigante como sempre !!!

Muito bom te ler , já tinha saudade aparece mais vezes wink

Beijos

Susan

Outro's picture

Os Encalhados

Obrigado Susanita!  També m tenho saudades tuas.

Add comment

Login to post comments

other contents of Outro

Topic Title Replies Views Last Postsort icon Language
Poesia/General Ao volante do Chevrolet pela estrada de Sintra- Álvaro de Campos -Poema Pintado- Paint sobre Paint 0 1.402 01/17/2018 - 22:11 Portuguese
Poesia/General O Astro Rei 0 1.337 01/14/2018 - 17:14 Portuguese
Poesia/General Imagina lá tu... 0 2.067 01/14/2018 - 16:54 Portuguese
Poesia/General Alfanumérico 0 1.700 01/13/2018 - 13:56 Portuguese
Poesia/General Raízes 0 1.043 01/11/2018 - 18:45 Portuguese
Poesia/General Inteligência Artificial 0 1.249 01/07/2018 - 19:32 Portuguese
Poesia/General Canção ás Minhas 3 Meninas 0 1.120 01/02/2018 - 11:13 Portuguese
Poesia/General contemplamento 0 1.073 01/01/2018 - 17:27 Portuguese
Poesia/Love Livros 0 1.466 12/15/2017 - 16:06 Portuguese
Poesia/General As Grandes Guerras 2 2.000 07/27/2011 - 14:36 Portuguese
Poesia/General Patetice 4 1.982 07/27/2011 - 14:17 Portuguese
Poesia/General Palavras Caídas 0 1.832 07/27/2011 - 13:45 Portuguese
Poesia/General Palavreados 0 1.695 07/05/2011 - 13:23 Portuguese
Poesia/General Hermético 0 3.149 06/19/2011 - 22:54 Portuguese
Poesia/General Sinapse em Tilt 0 2.857 06/05/2011 - 11:57 Portuguese
Poesia/General Convite Para Lançamento de Livro 0 3.001 05/18/2011 - 18:38 Portuguese
Poesia/General Não Tenho Titulo Para Isto 13 2.407 04/27/2011 - 15:23 Portuguese
Poesia/General Os Encalhados 4 2.925 04/27/2011 - 09:17 Portuguese
Poesia/General Silêncios 4 1.840 04/17/2011 - 23:44 Portuguese
Poesia/General Escrito Por Todos Nós 0 2.381 03/17/2011 - 16:45 Portuguese
Poesia/General In Perfeição 3 1.485 03/15/2011 - 22:50 Portuguese
Poesia/General Valium 1 2.602 03/13/2011 - 00:44 Portuguese
Poesia/General "Tu" 0 2.253 03/12/2011 - 16:37 Portuguese
Poesia/General "Porque a Galinha Atravessa a Estrada?" 0 2.129 03/12/2011 - 15:53 Portuguese
Poesia/General "Eu" 1 1.808 03/11/2011 - 00:51 Portuguese