CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Amor defraudado

Eu deixei que os pregos
Jorrados de dentro de ti
Me cravassem o coração
De um amor Imprevisto!
Não julguei então,
Que amar um sonho
Desnudado da selvajaria das paixões
Fosse ainda mais mortal!
Tão distante do que apregoamos!

Senti-me defraudada na descoberta
De ti, perfeito!
Encontrei-te irado na incerteza
De sentimentos menos nobres.
Da tua boca os sons evaporam-se,
Não tens palavras para cantar
Que a flor murchou!

Não há nada de Herculano
Na saudade que negas.
Podias entender que não é assim
O amor que regas,
Mas o desejo ambicioso.
Esse mal que nos comanda
Como um pirata gere a sua embarcação.

12/2006

Submited by

sábado, agosto 1, 2009 - 18:50

Poesia :

No votes yet

MartaBaptista

imagem de MartaBaptista
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 9 anos 28 semanas
Membro desde: 07/05/2009
Conteúdos:
Pontos: 219

Comentários

imagem de Henrique

Re: Amor defraudado

Eu deixei que os pregos
Jorrados de dentro de ti
Me cravassem o coração
De um amor Imprevisto!

Fantástico poema!!!!

:-)

imagem de MarneDulinski

Re: Amor defraudado

MARTABAPTISTA!

GOSTEI, MAS ACHEI UM POEMA TRISTE!

Eu deixei que os pregos
Jorrados de dentro de ti
Me cravassem o coração

MarneDulinski

imagem de MartaBaptista

Re: Amor defraudado

E é de facto, é um poema de desilusão.

Abraço,
Marta

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of MartaBaptista

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Videos/Perfil 591 0 619 11/24/2010 - 22:52 Português
Videos/Perfil 590 0 622 11/24/2010 - 22:52 Português
Fotos/ - 1411 0 1.152 11/24/2010 - 00:39 Português
Prosas/Outros Crónica incompleta: A linha do Douro 0 468 11/18/2010 - 23:51 Português
Poesia/Geral Eu sou feita também dos pássaros 5 495 03/18/2010 - 19:32 Português
Poesia/Geral Eu estou aqui! 3 396 03/18/2010 - 19:12 Português
Poesia/Geral A direcção do rio 5 368 03/14/2010 - 16:30 Português
Poesia/Geral O farol 3 420 03/09/2010 - 02:42 Português
Poesia/Geral O sonho 2 532 03/09/2010 - 02:37 Português
Poesia/Geral Atenta 4 527 11/07/2009 - 20:50 Português
Poesia/Geral As pedras 7 501 11/05/2009 - 22:08 Português
Poesia/Geral És estátua 11 416 10/30/2009 - 23:25 Português
Poesia/Geral A resposta 4 342 10/26/2009 - 00:50 Português
Poesia/Geral O meu maestro 9 455 10/25/2009 - 16:52 Português
Poesia/Geral A eternidade do tempo 7 497 10/24/2009 - 21:25 Português
Poesia/Geral Um Propósito 4 361 10/20/2009 - 20:01 Português
Poesia/Geral Paladar 11 482 10/19/2009 - 23:58 Português
Prosas/Outros Uma carta para alguém- 2º Momento 1 415 10/19/2009 - 04:25 Português
Poesia/Dedicado Dedicatória " O dessasombro" 7 594 10/18/2009 - 23:09 Português
Poesia/Geral Poeta sem talento 6 425 10/17/2009 - 13:22 Português
Poesia/Geral Hoje podia contar-te um segredo 8 410 10/16/2009 - 23:30 Português
Prosas/Outros Uma carta para alguém - 1º momento 1 457 10/16/2009 - 15:55 Português
Poesia/Geral A última viagem 3 489 10/16/2009 - 01:25 Português
Poesia/Geral Ainda perto do Farol 2 339 10/15/2009 - 17:43 Português
Poesia/Geral Não me culpes 3 471 10/15/2009 - 02:37 Português