CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

DEIXA-ME VIVER!

POEMAS DA MINHA ADOLESCÊNCIA
DEIXA-ME VIVER!
(Tinha 15 anos)

Sem a derrota temer ’stou caminhando
sobre os espinhos que encontro pela estrada.
Intrépido sofrer... mas seguirei lutando
mesmo que acabe virando magoada.

Já não temo a solidão que me devora
estes dias que vivo sem te ver.
Acaba com o que vens parecendo agora.
Pára de mentir! Deixa-me viver.

Eu quero ir comatando a minha dor
até que o meu amor, já moribundo,
me deixe amar o lado bom do mundo.

Se a vida sã é bela e tem valor,
prefiro vivê-la só, mesmo penando,
do que viver contigo, não te amando.

Maria Letr@

Nota: Gostaria que o último verso fosse entendido na sua realidade, não estando na palavra "viver" implícita uma vida a dois aos 15 anos!!! Esse verso escrevi-o projectando-me no futuro. O que vale é que o meu Pai nunca leu isto... penso!  Seria inconcebível, pela educação que me deu, que tal pudesse acontecer. Ainda admiti mudar "viver" para "namorar", mas o poema nunca mais seria fiel ao original.

Submited by

domingo, abril 25, 2021 - 10:41

Poesia :

No votes yet

Maria Letra

imagem de Maria Letra
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 6 horas 37 minutos
Membro desde: 11/20/2012
Conteúdos:
Pontos: 2574

Comentários

imagem de Maria Letra

DEIXA-ME VIVER

Muitíssimo grata pelo seu comentário, Odairjsilva. São registos duma jovem de 15 anos, apaixonada pela vida, que gostava de expressar os seus sentimentos através do recurso à poesia. Tive m Pai muito consciente e um educador excelente que estava sempre muito atento... Desejo-lhe uma boa noite.

imagem de Odairjsilva

Que maravilha!

Olá minha querida amiga. Amei os seus versos dos 15 anos. Eles contam uma história muito apaixonada e sonhos que eram construídos em uma realidade distante da nossa. Mostra, também, ao meu ver, como o amor supera o tempo. Que bacana você pontuar o olhar de seu pai. Isso poderia ser uma outra história. Gostei muito! Parabéns!!!

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Maria Letra

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Desilusão ESPECTRO DO QUE ME RESTA 0 25 05/07/2021 - 00:10 Português
Poesia/Soneto QUERIA SER POMBA COM ASAS DE ESTANHO 0 19 05/06/2021 - 22:29 Português
Poesia/Soneto DEIXA-ME VIVER! 2 137 04/27/2021 - 21:40 Português
Poesia/Tristeza MUITOS FORAM OS QUE PARTIRAM 0 122 04/25/2021 - 11:42 Português
Poesia/Intervenção REVOLUÇÃO 0 46 04/25/2021 - 09:39 Português
Poesia/Dedicado UM HINO À NOITE 0 42 04/23/2021 - 00:15 Português
Prosas/Outros A MINHA PERPECTIVA SOBRE ALGUMAS DAS DIFERENTES CLASSES SOCIAIS-COM A COLABORAÇÃO DE MIGUEL LETRA 0 69 04/13/2021 - 13:14 Português
Poesia/Meditação ESPERO_POR_TI_MADRUGADA 2 105 04/07/2021 - 21:34 Português
Poesia/Desilusão A NOVA PÁSCOA 0 50 04/04/2021 - 08:09 Português
Poesia/Geral O QUE SERIA DE MIM 0 83 03/28/2021 - 03:54 Português
Poesia/Soneto TEMPOS DE AFLIÇÃO 2 161 03/27/2021 - 00:34 Português
Poesia/Geral ESPERANDO PELA MARÉ ALTA 0 149 03/26/2021 - 00:45 Português
Poesia/Geral MULHER-ESCRITORA 0 107 03/25/2021 - 17:28 Português
Poesia/Tristeza RECOMEÇAR 0 67 03/25/2021 - 02:32 Português
Poesia/Desilusão O VAZIO DA MINHA ALMA 0 643 03/11/2021 - 13:51 inglês
Poesia/Geral O GRITO DO INDÍGENA 2 244 03/10/2021 - 22:31 Português
Poesia/Tristeza TERRAS DE DESAMOR 0 153 03/09/2021 - 22:04 Português
Poesia/Intervenção VIOLÊNCIA 0 97 03/09/2021 - 21:46 Português
Poesia/Geral A MULHER E O OBVERSO DO IRREVERSÍVEL 0 76 03/08/2021 - 22:30 Português
Poesia/Poetrix MARCAS BRANCAS 0 167 03/06/2021 - 22:38 Português
Poesia/Poetrix O REVÉS DA TUA IMAGEM 0 118 03/03/2021 - 19:48 Português
Poesia/Meditação CAMINHADA DE AMOR 0 149 03/03/2021 - 16:16 Português
Poesia/Tristeza TAMBÉM SE MORRE DE SAUDADE! 0 86 03/02/2021 - 20:58 Português
Poesia/Tristeza QUANTO DARIA_AMOR! 2 243 02/28/2021 - 21:25 Português
Poesia/Geral IN PANDEMIA MODE 0 150 02/28/2021 - 13:12 Português