CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Imitar a Vida

Após representar seu precioso papel uma flor se despede
Deleita-se ao chão junto às folhas secas, suas companheiras, onde é seu lugar
Cai sem alardes, sem drama, simplesmente o faz.
Cumpre o seu papel e adormece, para nunca mais voltar
E mesmo sem receber nada em troca não se faz impedimento, reina
Realiza sua importante função, renova forças, traz o avivamento

O que dizer dos pássaros?
Ah se fosse possível enumerar sua grandiosa quantidade
Bom seria se possível fosse testar ou medir sua capacidade
Ser pássaro e ser livre aprendamos com eles a nos libertar
Aprendamos a viver nossos sonhos, aprendamos voar
Estar aberto ao novo a cada dia e encantar

Felicidade encontra-se em ser árvore, ser imponente
Que em sua “sinergia” diária não questiona
Age conforme a estação normalmente
Que pela ação humana sofre profundo desgosto, mas contorna
Não desanima faz do sol sua força, alegra-se e retorna
Ser que por gotículas de água tem motivos para sorrir
Encanta com sua magnitude e capacidade de florir

Guia-me por tuas veredas, oh vida cruel
Oh essência singela e admirável laça-me com teus aromas
Você que magnetiza olhares com uma beleza inefável
Você que comove e conquista sem esforço
Que faz da rotina um brinquedo sem relevância, uma matéria póstuma
Que faz tudo com estrondosa simplicidade
Age em silêncio fazendo-me fugir da realidade
Oh vida única e irreversível:
“Com teus lírios vem me seduzir, sou todo teu faz teus planos prosseguir.”

Submited by

sábado, janeiro 29, 2011 - 17:37

Poesia :

No votes yet

L.S. Paiva

imagem de L.S. Paiva
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 8 anos 17 semanas
Membro desde: 01/28/2011
Conteúdos:
Pontos: 526

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of L.S. Paiva

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Aforismo Eterno teatro 7 1.053 06/03/2019 - 21:22 Português
Anúncios/Outros - Oferece-se Fragmentos - Uma nova forma de poesia... (1º Livro do Autor) 0 1.082 03/08/2011 - 04:18 Português
Poesia/Aforismo Suindara' 4 1.586 02/25/2011 - 15:31 Português
Poesia/Aforismo Voluntários 2 1.003 02/17/2011 - 15:15 Português
Poesia/Dedicado Impossível tradução 2 975 02/17/2011 - 15:11 Português
Poesia/Dedicado Não é tarde 2 921 02/17/2011 - 15:09 Português
Poesia/Dedicado Desabafo 2 731 02/17/2011 - 15:07 Português
Poesia/Geral Um novo desafio 4 981 02/17/2011 - 15:04 Português
Poesia/Geral Reflexos e reflexões 1 993 02/17/2011 - 05:56 Português
Poesia/Dedicado Pequeno presente 2 1.019 02/17/2011 - 05:16 Português
Poesia/Dedicado Abraço coletivo 2 958 02/17/2011 - 05:14 Português
Poesia/Dedicado Revelação 2 633 02/17/2011 - 05:00 Português
Poesia/Dedicado Revelação 2 705 02/17/2011 - 04:54 Português
Poesia/Geral É quando o jogo vira 2 936 02/17/2011 - 04:46 Português
Poesia/Aforismo A vida e seus conceitos 2 873 02/17/2011 - 04:44 Português
Poesia/Aforismo O que move o poeta 2 813 02/17/2011 - 04:42 Português
Poesia/Geral Não insista 2 732 02/17/2011 - 04:40 Português
Poesia/Geral Erros... 2 800 02/17/2011 - 04:37 Português
Poesia/Dedicado Esta declaração se procede 2 803 02/17/2011 - 04:33 Português
Poesia/Dedicado Surpresas 2 752 02/17/2011 - 04:30 Português
Poesia/Dedicado Surpresas 2 818 02/17/2011 - 04:28 Português
Poesia/Amor Inestimável é o poder de amar 2 809 02/17/2011 - 04:26 Português
Poesia/Geral Antecipação 2 971 02/17/2011 - 04:22 Português
Poesia/Geral A pior dor humana 2 664 02/17/2011 - 04:20 Português
Poesia/Dedicado Espero-te 2 832 02/17/2011 - 04:17 Português