CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

COISAS DO OUTONO

Dos cinco homens que tivera em sua vida, dois haviam sido muito especiais para ela – e quase a tinham levado ao altar:
O primeiro se chamava Fred – e era músico.
O segundo era dono de uma joalheria – e se chamava Roberval.
 – Fred, meu amor, faz uma música pra mim!
 – Faço!
 – Roberval, meu amor...
A mãe execrara o músico:
– Maria Laura, minha filha, você quer morrer de fome, é?
– Mãe, olhe, isso é preconceito!


Um dia a velha atendeu ao telefone e...
– Moço, fique longe da minha menina!
Fred, sempre bem-humorado, respondeu:
– Se fizer isso eu vou morrer, dona Marta!
– Pois morra, está ouvindo? Morra que já vai tarde!
Maria Laura, enfezada, tomou o aparelho:
– Mãe, eu gosto dele e ele gosta de mim, entende?
Logo, logo, no entanto, a própria Maria Laura poria um termo no relacionamento. Motivo: a música que Fred, por mais que tentasse, não conseguia compor para ela.
– Acho que ele não me amava o bastante – desabafou com uma amiga.
Um ano e meio depois – era o começo da primavera –, ela apareceu em casa com Roberval, quinze anos mais velho, divorciado e com três filhos.
A mãe o recebeu radiante:
– A casa é pobre, mas é nobre. O senhor fique à vontade, viu?
Tudo ia de bem a melhor quando Roberval, na maior molecagem, decidiu voltar para a ex.
Faltava pouco mais de um mês para o casamento...
Maria Laura, claro, ficou arrasada.
– Os homens não prestam mesmo! – arrematou.


Assim como no final do romance com Fred, também era outono...
Folhas amarelas caíam das árvores, misturadas às lágrimas que Maria Laura – abraçada ao seu ursinho de pelúcia – vertia sem parar...

 


 

Submited by

quarta-feira, setembro 21, 2011 - 05:51

Prosas :

No votes yet

Hélio Sena

imagem de Hélio Sena
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 4 anos 25 semanas
Membro desde: 09/12/2011
Conteúdos:
Pontos: 64

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Hélio Sena

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Paixão POSSE 1 506 06/01/2016 - 12:07 Português
Prosas/Contos CONFUSÃO DE AMOR 2 406 05/24/2016 - 02:18 Português
Prosas/Contos CAMINHOS PERIGOSOS 2 634 05/20/2016 - 06:20 Português
Prosas/Contos A CRUZ 0 584 05/13/2016 - 12:25 Português
Prosas/Contos MINGAU PARA DOIS 0 461 05/12/2016 - 14:04 Português
Poesia/Geral CEIA 0 410 04/26/2016 - 15:15 Português
Poesia/Amor MARCA 0 350 04/26/2016 - 15:13 Português
Prosas/Contos COISAS DO OUTONO 0 1.409 09/21/2011 - 05:51 Português
Prosas/Outros A ÚLTIMA PALAVRA 0 529 09/18/2011 - 21:27 Português
Poesia/Geral INSÔNIA 1 538 09/17/2011 - 02:18 Português
Prosas/Contos A COR DA NOITE 0 708 09/16/2011 - 21:31 Português
Prosas/Contos O PECADO DE NOÉ 0 635 09/15/2011 - 04:08 Português
Prosas/Outros ONDE MORAM AS BORBOLETAS 0 1.764 09/15/2011 - 04:03 Português
Prosas/Contos LOS DIABITOS 0 938 09/14/2011 - 05:17 Português
Prosas/Contos À PROCURA DA FLOR 2 654 09/14/2011 - 05:09 Português
Prosas/Contos MEU QUASE ASSASSINATO 0 673 09/13/2011 - 03:50 Português
Prosas/Contos ANTES DA MEIA-NOITE 0 628 09/12/2011 - 05:37 Português