CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

POSEIDON (crônica)

     Nunca desisti de gostar. Mas, nunca insisti em gostar de quem não gosta de mim. Simples assim: você não gosta de mim, eu não vou insistir.É como quando largamos o cigarro: você termina, desiste. De repente vem a vontade. Mas sabe que não vai te fazer bem e ele - a despeito de você acreditar que era legal - só lhe trouxe prejuízos.

     Então, com o passar do tempo, chega a hora de encarar a ansiedade. E ela chega forte. E com ela os distúrbios alimentares, os questionamentos, as críticas realizadas em frente ao espelho. Deus, como eu odiei meu reflexo naqueles dias!

     Então você começa a decidir qual pergunta irá responder primeiro: continuo? Paro por aqui? Levanto a cabeça? Entrego os Pontos? Tudo ao mesmo tempo, sem lhe dar sequer a chance de preparar-se.

     Nunca desisti de tentar entender. Mas, desisti de procurar respostas em meio a agonia da espera das mensagens que nunca chegaram. Na tristeza daquelas frases curtas e informais, esvaziadas de sentimento. Na impossibilidade.

    Então você transforma a espera em munição para a grande arma da vingança. O que era admiração vira ódio. O rancor se transforma no café da manhã. A mágoa lhe visita durante a tarde, enquanto tenta escapar da realidade navegando em algum site sobre viagens. Como se pudesse sumir desse lugar e reaparecer em algum destino turístico bacana.

    Você se esquiva. Você não quer encarar. Você não quer procurar. Mas, busca qualquer pista tentando entender porque. E então, como num passe de mágica, você descobre que do outro lado as coisas não estão indo bem. Tudo está desmoronando. E o grande anjo negro da vingança retorna ao ser lar. Satisfeito com o que viu.

     E então você segue pela rua. As referências do passado estão ali: cada lugar, o velho muro, o velho apartamento. Mas, as coisas agora são diferentes. Seu passo é mais lento, você respira melhor. Seu peito já não dói e as lágrimas secaram.

     As músicas foram esquecidas, as mensagens deletadas e você tem certeza que lá longe o mesmo foi feito com relação a você - só que muito antes. É o primeiro resultado. Mas, algo não está certo. Você está lutando com a sua consciência. Você quer ser lembrado por ser um cara bom. E não um vetor vingativo.

     Aí, a sua memória toma as rédeas e lhe mostra aquela velha dor. E você lembra da rejeição. E de todos os detalhes que te deixaram assim. Pronto! Está feito! Está terminado. Pelo menos, assim você tenta acreditar.

     Nunca desisti. Mas, cansei de tentar me mostrar como um cara legal. O que era bom em mim, será privilégio de quem merece.

     Nunca desisti de você. Mas, agora, não posso desistir de mim.

Submited by

quinta-feira, setembro 25, 2014 - 11:26

Prosas :

Average: 5 (1 vote)

Daniel Kobra

imagem de Daniel Kobra
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 1 ano 41 semanas
Membro desde: 08/20/2013
Conteúdos:
Pontos: 859

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Daniel Kobra

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Amor deixa 0 1.256 06/21/2018 - 17:54 Português
Poesia/Dedicado Esses dias... 0 1.238 06/18/2018 - 12:41 Português
Fotos/Pessoais Fazendo musica... por aí 0 648 06/18/2018 - 12:22 Português
Fotos/Pessoais Detalhes 0 992 06/18/2018 - 12:21 Português
Fotos/Pessoais Palcos da vida - V 0 963 06/18/2018 - 12:20 Português
Fotos/Pessoais Palcos da vida - IV 0 907 06/18/2018 - 12:20 Português
Fotos/Pessoais Palcos da vida III 0 951 06/18/2018 - 12:19 Português
Fotos/Pessoais retrato 0 1.471 06/15/2018 - 20:51 Português
Poesia/Amor eu desejo... 0 807 06/15/2018 - 12:41 Português
Fotos/Pessoais Nos palcos da vida - II 0 780 06/15/2018 - 12:37 Português
Fotos/Pessoais Nos palcos da vida 0 849 06/15/2018 - 12:36 Português
Poesia/Pensamentos O Retorno 2 1.022 06/14/2018 - 18:38 Português
Prosas/Outros NÃO É NÃO! 0 939 06/14/2018 - 18:31 Português
Fotos/Pessoais Calçadas, ruas e praças 0 1.141 06/14/2018 - 18:12 Português
Fotos/Pessoais Sob as luzes 0 732 06/14/2018 - 18:11 Português
Fotos/Outros Por ai 0 1.034 06/14/2018 - 18:10 Português
Fotos/Pessoais Nos palcos da vida 0 1.115 06/14/2018 - 18:09 Português
Prosas/Outros ICARO (Crônica) 0 1.715 10/14/2014 - 15:25 Português
Poesia/Tristeza AUSÊNCIA 0 1.589 10/10/2014 - 15:57 Português
Prosas/Outros 4.4 (crônica) 0 1.257 10/10/2014 - 15:48 Português
Prosas/Outros UM TEXTO (crônica) 0 1.104 10/10/2014 - 15:24 Português
Poesia/Fantasia LUA INVEJOSA 0 1.319 10/07/2014 - 20:30 Português
Prosas/Contos NOSSA ETERNA FOME DE AFETO GENUÍNO 0 1.711 10/06/2014 - 19:10 Português
Prosas/Outros QUAL É O TEU SIGNO? (crônica) 0 1.044 10/03/2014 - 21:25 Português
Prosas/Contos A GRANDE FESTA DO PORCOS 0 1.859 10/02/2014 - 13:20 Português