JUBA DE URTIGAS …

Não ver que mente acender a perfeição.
Invenção de todos os pecados.

Razão de ódio.

Pressa negligente.
Migalha surripiada ao egoísmo.

Personalidade abscôndita em nada.

Luz torcida como um velho cepo
contorcido em brecas ímpias na mente.

Abrigo adverso.

Sol raso.

Dimensão adulterada.

Tensão renhida entre matar e magoar.
Ferida aberta numa imagem babada de vazio.

Multidão destino à solidão.
Amor no esquecimento.

Sentença insana.

Berlinda.

Voz mergulhada em branco.
Silêncio mórbido.

Falta imensa.

Suicídio dos sentidos.
Encandeamento.

Peso infinito.

O pensamento como juba de urtigas.
Distâncias dissolvidas em pranto na escuridão.

Andante morte que ala o tempo
como agulha num palheiro de intenções.

Mão que cala o gesto.
Céu rente ao chão.

Ar inanimado.

Abismo que traz os olhos aos tombos
pelo vento que entorna a alma
para os lumes do inferno.

Dor que doa o sorriso ao inverno.

Inveja …
.
.
.
.

Submited by

Sunday, September 2, 2012 - 22:40

Poesia :

Your rating: None (6 votes)

Henrique

Henrique's picture
Offline
Title: Membro
Last seen: 5 years 15 weeks ago
Joined: 03/07/2008
Posts:
Points: 34817

Add comment

Login to post comments

other contents of Henrique

Topic Title Replies Views Last Postsort icon Language
Poesia/Thoughts DA POESIA 1 5.744 05/26/2020 - 23:50 Portuguese
Videos/Others Já viram o Pedro abrunhosa sem óculos? Pois ora aqui o têm. 1 37.588 06/11/2019 - 09:39 Portuguese
Poesia/Sadness TEUS OLHOS SÃO NADA 1 1.787 03/06/2018 - 21:51 Portuguese
Poesia/Thoughts ONDE O INFINITO SEJA O PRINCÍPIO 4 2.467 02/28/2018 - 17:42 Portuguese
Poesia/Thoughts APALPOS INTERMITENTES 0 2.297 02/10/2015 - 22:50 Portuguese
Poesia/Aphorism AQUILO QUE O JUÍZO É 0 2.150 02/03/2015 - 20:08 Portuguese
Poesia/Thoughts ISENTO DE AMAR 0 4.131 02/02/2015 - 21:08 Portuguese
Poesia/Love LUME MAIS DO QUE ACESO 0 2.949 02/01/2015 - 22:51 Portuguese
Poesia/Thoughts PELO TEMPO 0 1.806 01/31/2015 - 21:34 Portuguese
Poesia/Thoughts DO AMOR 0 1.973 01/30/2015 - 21:48 Portuguese
Poesia/Thoughts DO SENTIMENTO 0 2.523 01/29/2015 - 22:55 Portuguese
Poesia/Thoughts DO PENSAMENTO 0 2.504 01/29/2015 - 19:53 Portuguese
Poesia/Thoughts DO SONHO 0 1.790 01/29/2015 - 01:04 Portuguese
Poesia/Thoughts DO SILÊNCIO 0 3.156 01/29/2015 - 00:36 Portuguese
Poesia/Thoughts DA CALMA 0 2.449 01/28/2015 - 21:27 Portuguese
Poesia/Thoughts REPASTO DE ESQUECIMENTO 0 1.997 01/27/2015 - 22:48 Portuguese
Poesia/Thoughts MORRER QUE POR DENTRO DA PELE VIVE 0 1.998 01/27/2015 - 16:59 Portuguese
Poesia/Aphorism NENHUMA MULTIDÃO O SERÁ 0 2.012 01/26/2015 - 20:44 Portuguese
Poesia/Thoughts SILENCIOSA SOMBRA DE SOLIDÃO 0 3.146 01/25/2015 - 22:36 Portuguese
Poesia/Thoughts MIGALHAS DE SAUDADE 0 1.653 01/22/2015 - 22:32 Portuguese
Poesia/Thoughts ONDE O AMOR SEMEIA E COLHE A SOLIDÃO 0 1.622 01/21/2015 - 18:00 Portuguese
Poesia/Thoughts PALAVRAS À LUPA 0 2.549 01/20/2015 - 19:38 Portuguese
Poesia/Thoughts MADRESSILVA 0 1.566 01/19/2015 - 21:07 Portuguese
Poesia/Thoughts NA SOLIDÃO 0 1.848 01/17/2015 - 23:32 Portuguese
Poesia/Thoughts LÁPIS DE SER 0 1.839 01/16/2015 - 20:47 Portuguese