CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Amo porqu’amo…

Amo porqu’amo, pra ser exacto,
E, se criei um tampo e um palco,
Entre a razão e o peito,
É por’c’amo tudo a temp’inteiro,

E, se sei d’amor, o q’este m’ensinou,
Enfim, o resto aprendi , d’vendo
Ao corpo a ilealdade,
Com a qual me complemento,

Embora esta se me não adapte,
Como uma “amigalite” íntima,
(algo que não tenho nem existe)
E ao espírito, no estilo d’escrita.

Não me compete a mim banalizar,
Ainda mais essa coisa,
Que traio no pensamento,
E no copo, fica sempre por acabar,

Mas, quando estou inspirado,
Pespega-me um prazer intenso,
Próximo do orgasmo,
(Doce, mas sem acto)

Dia perdido, vida perdida, indistinta,
Mas, a minha imensa
Desilusão, encontrou um sabor novo,
Pra mim, inédito e físico, Amo…

Não o abstracto, mas o real …

Jorge Santos (02/2011)
Http://joel-matos.blogspot.com

Submited by

segunda-feira, março 5, 2018 - 17:34

Ministério da Poesia :

Your rating: None Average: 5 (1 vote)

Joel

imagem de Joel
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 20 horas 48 minutos
Membro desde: 12/20/2009
Conteúdos:
Pontos: 9262

Comentários

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

Não me compete a mim

Não me compete a mim banalizar,
Ainda mais essa coisa,

imagem de Joel

Não me compete a mim

Não me compete a mim banalizar,
Ainda mais essa coisa,

imagem de Joel

Não me compete a mim

Não me compete a mim banalizar,
Ainda mais essa coisa,

imagem de Joel

Não me compete a mim

Não me compete a mim banalizar,
Ainda mais essa coisa,

imagem de Joel

Não me compete a mim

Não me compete a mim banalizar,
Ainda mais essa coisa,

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Joel

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Ministério da Poesia/Geral Cinza cinza ... 10 51 04/20/2018 - 16:37 Português
Ministério da Poesia/Geral Nada me faz encanto 10 30 04/20/2018 - 16:35 Português
Poesia/Geral Meu coração é lei 10 55 04/20/2018 - 16:33 Português
Poesia/Geral O triunfo dos relógios ... 10 68 04/20/2018 - 16:31 Português
Poesia/Geral Sonho d'Midas ... 10 49 04/19/2018 - 14:09 Português
Ministério da Poesia/Geral AutoGraphya 20 92 04/11/2018 - 10:15 Português
Ministério da Poesia/Geral Posso soltar as asas… 10 36 04/11/2018 - 10:14 Português
Ministério da Poesia/Geral Cansei. 10 36 04/11/2018 - 10:12 Português
Ministério da Poesia/Geral Protagonizar o que me acentua … 10 38 04/11/2018 - 10:10 Português
Ministério da Poesia/Geral Da suavidade. 10 37 04/11/2018 - 10:08 Português
Ministério da Poesia/Geral Dentro de nós, outros… 10 35 04/11/2018 - 10:05 Português
Ministério da Poesia/Geral Não sei se sei, se não…. 10 50 04/11/2018 - 10:03 Português
Ministério da Poesia/Geral Olhos conta-gotas 10 52 04/10/2018 - 16:23 Português
Poesia/Geral (Meu lar é uma taberna) 10 101 04/10/2018 - 16:22 Português
Poesia/Geral (Vive la France) 10 87 04/10/2018 - 09:00 Português
Ministério da Poesia/Geral Homem duplicado… 10 42 04/08/2018 - 20:37 Português
Ministério da Poesia/Geral Mezzo… 10 140 04/06/2018 - 11:06 Português
Poesia/Geral Despertar é desilusão 10 164 04/06/2018 - 10:57 Português
Poesia/Geral Os idos me são saudosos 10 107 04/06/2018 - 09:37 Português
Poesia/Geral A música pára a vida ... 10 117 04/06/2018 - 09:35 Português
Ministério da Poesia/Geral Por amor ao meu país… 10 43 04/06/2018 - 09:34 Português
Ministério da Poesia/Geral Felicitas 10 50 04/02/2018 - 12:11 Português
Poesia/Geral Nêsperas do meu encanto… 10 81 03/31/2018 - 12:20 Português
Ministério da Poesia/Geral No fundo. 10 47 03/31/2018 - 12:18 Português
Ministério da Poesia/Geral Governador de mim… 10 45 03/31/2018 - 12:14 Português