CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Prefiro rosas púrpuras ...

Prefiro rosas púrpuras

Prefiro rosas, papoilas, a morrer por algo
Que não posso definir realmente,
Nem sei explicar o sentido, o modo
E a doçura, o relevo das folhas, o ópio

É a saudade que tenho das roseiras bravas,
Pintadas como se foram curvas figuradas
Dedicados a alguma encarnada Deusa egípcia,
Fazendo de conta que existiu por mim,

E que eu próprio criei, embora seja também
Minha por direito de irmão, a única verdade
São os meus cinco sentidos saudosos,
Daí a lembrança dos espinhos verde-sangue ,

Os que não cultivo e os cultivados,
Menos reais que os pinheiros azuis mansos,
E as cores do campo, únicas e com
Suave gosto a flores sem serem

Realmente isso, é tarde para morrer
De novo de amor humano, tal a minha
Devoção às flores do campo, relvados, tingidas
De vermelhos e brancos, rosas-papoilas,

Mirtilos, framboesas, diospiros,
fresas , Prefiro rosas a morrer por algo fora de mim,
Como se feito malmequeres dos meus instintos,
Guardo-os, guardava-os onde se vissem melhor

Por dentro, assim me vissem ind'agora
Sofrendo do que não sei explicar,
Pode nem ter solução, remédio a esperança
De entendre a vida com a definição das rosas

Púrpuras, se desfazendo uma a uma, sorrindo
Pétala após pétala, ironia do absurdo
Parecer realidade o facto falso e a versão
Fictícia, imitando o natural, o ruido e no fundo

A transcrição exagerada das rosas,
Representa o meu estado real de alma agora,
Despido do que me contraria e do que esqueço,
Do que havia, prefiro rosas púrpuras um cacto.

Jorge Santos (31 de dezembro de 2020)
https://namastibet.wordpress.com
http://namastibetpoems.blogspot.com

Submited by

sábado, janeiro 2, 2021 - 19:13

Ministério da Poesia :

Your rating: None Average: 5 (1 vote)

Joel

imagem de Joel
Online
Título: Membro
Última vez online: há 1 hora 30 minutos
Membro desde: 12/20/2009
Conteúdos:
Pontos: 41014

Comentários

imagem de Joel

obrigado pela leitura

obrigado pela leitura e pela partilha

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Joel

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Geral Há um vão à minha espera 1 29 06/24/2021 - 16:50 Português
Poesia/Geral Feliz como poucos … 1 511 06/24/2021 - 11:53 Português
Poesia/Geral Deus Ex-Machina, “Anima Vili” ... 1 589 06/24/2021 - 11:38 Português
Poesia/Geral Da significação aos sonhos ... 1 502 06/22/2021 - 10:01 Português
Poesia/Geral Sou minha própria imagem, 1 172 06/21/2021 - 21:19 Português
Ministério da Poesia/Geral Sonho sem fim, nem fundo ... 1 580 06/21/2021 - 16:27 Português
Ministério da Poesia/Geral Absurdo e Sem-Fim… 1 1.000 06/21/2021 - 16:26 Português
Ministério da Poesia/Geral A Rua ao meu lado ou O Valor do riso... 1 820 06/21/2021 - 16:25 Português
Ministério da Poesia/Geral Rua dos Douradores 30 ... 1 684 06/21/2021 - 16:25 Português
Ministério da Poesia/Geral Excerto “do que era certo” 1 597 06/21/2021 - 16:25 Português
Ministério da Poesia/Geral Ladram cães à distância, Mato o "Por-Matar" ... 2 704 06/21/2021 - 16:22 Português
Ministério da Poesia/Geral Morri lívido e nu ... 1 680 06/21/2021 - 16:22 Português
Ministério da Poesia/Geral Sou "O-Feito-Do-Primeiro-Vidente" 1 652 06/21/2021 - 16:21 Português
Ministério da Poesia/Geral Pedra, tesoura ou papel..."Do que era certo" 1 819 06/21/2021 - 16:21 Português
Ministério da Poesia/Geral Nada se parece comigo 1 645 06/21/2021 - 16:20 Português
Ministério da Poesia/Geral Quantos Césares fui eu !!! 1 713 06/21/2021 - 16:20 Português
Ministério da Poesia/Geral "Sic est vulgus" 1 1.036 06/21/2021 - 16:19 Português
Ministério da Poesia/Geral Como morre um Rei de palha... 1 655 06/21/2021 - 15:44 Português
Ministério da Poesia/Geral Vivo do oficio das paixões 1 845 06/21/2021 - 15:44 Português
Ministério da Poesia/Geral Patchwork... 2 915 06/21/2021 - 15:44 Português
Poesia/Geral A síndrome de Savanah 1 940 06/21/2021 - 15:43 Português
Poesia/Geral A sucessão dos dias e a sede de voyeur ... 1 572 06/21/2021 - 15:42 Português
Poesia/Geral Daniel Faria, excerto “Do que era certo” 1 794 06/21/2021 - 15:41 Português
Poesia/Geral Objectos próximos, 1 1.043 06/21/2021 - 15:40 Português
Poesia/Geral Na minha terra não há terra, 1 841 06/21/2021 - 15:38 Português