CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Sem ser me são, não sendo…

O meu mote é d’eu vir vindo, mudo
Ao longo desta vida toda, sem vida,
Nada do que vi me fez sentir viver mais vivo,
E assim permaneço, sem ser, rendido

Até que encontre o mundo, de mim viúvo
E eu morto na sorte una a que me uno,
Deixei de contar comigo em pano de fundo,
Do ser mudo, agora que, visto estou morto,

Como Deus uno- façamos juntos a estrada,
Essa sem o limite das precedentes,
Que servirá de modelo aos seguintes nós,
Ainda que mal nos conheçamos,

Somos já poetas mortos, nós todos,
Eu e o meu mote de vir, vindo morto,
Até porque igual a mim nem tudo, nem ninguém
Já que eu sou quem vou inté mais não,

Insto ao regresso que mortos não,
Mortos são sendo, são fieis
Não nós, tardios? Sim talvez, não cedam
Não cedo eu e morto, só o medo

Só o medo da sorte vazia, crua, tardia.

Senão, só restará da vida o que acabou
E aí, sim… eu voltarei a ler, Malraux
Apollinaire do fim ao início
E o meu fiel passo, aprenderá do lento passar

A cor do fundo do passado,

E no fumo do decurso de velhos,
Como quando se lia num livro,
A felicidade de ter nos céus,
Olhos d’outros, ideias soltas e velhas,

Velhas alquimias de dentro de mim tidas,
E agora sei ler e decifrar poetas deitados,
Mortos dormindo em mim, ancoro neles,
Saem dos olhos que me olham d’en’pé,

Soam a meu favor e dos meus sentidos,
Todos eles e do meu coração,
Sem ser me são, não sendo…

Joel matos (12/2014)

Submited by

sexta-feira, fevereiro 23, 2018 - 17:27

Ministério da Poesia :

Your rating: None Average: 5 (1 vote)

Joel

imagem de Joel
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 1 semana 1 dia
Membro desde: 12/20/2009
Conteúdos:
Pontos: 11333

Comentários

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

eu voltarei a ler, Malraux Apollinaire do fim ao início

eu voltarei a ler, Malraux
Apollinaire do fim ao início

imagem de Joel

Somos já poetas mortos, nós todos,

Somos já poetas mortos, nós todos,

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Joel

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Ministério da Poesia/Geral Gostaria de ter um Cadillac novo, 20 317 12/07/2018 - 17:04 Português
Poesia/Geral Sonho d'Midas ... 21 341 12/07/2018 - 17:03 Português
Ministério da Poesia/Geral Que será da nossa viúva sombra, 20 205 12/07/2018 - 17:01 Português
Ministério da Poesia/Geral Sem casas não haveriam ruas ... 17 267 12/03/2018 - 16:54 Português
Ministério da Poesia/Geral Temo as sombras e o burburinho … 21 269 12/03/2018 - 16:53 Português
Poesia/Geral Último Poema 21 1.247 12/03/2018 - 16:51 Português
Poesia/Geral (1820) 23 396 12/03/2018 - 16:50 Português
Ministério da Poesia/Geral Convenço, convencei, convençai… 21 313 12/03/2018 - 16:48 Português
Ministério da Poesia/Geral Cansei. 25 374 12/03/2018 - 16:47 Português
Ministério da Poesia/Geral Eu sou tudo aquilo por onde me perco… 29 211 12/03/2018 - 16:45 Português
Ministério da Poesia/Geral Colossal o Oceano, 15 243 12/03/2018 - 16:44 Português
Ministério da Poesia/Geral Minha alma é um lego 14 277 12/03/2018 - 16:44 Português
Ministério da Poesia/Geral V de Vitória - Revolução - 14 271 12/03/2018 - 16:43 Português
Ministério da Poesia/Geral O Gebo e o Sonho. 11 229 12/03/2018 - 16:42 Português
Ministério da Poesia/Geral "Je ne dis rien, tu m'écoutes" 13 343 12/03/2018 - 16:42 Português
Ministério da Poesia/Geral À dimensão do horto … 12 224 12/03/2018 - 16:40 Português
Ministério da Poesia/Geral Ridículo q.b. 16 387 12/03/2018 - 16:40 Português
Ministério da Poesia/Geral Sofro por não ter falta , 14 271 12/03/2018 - 16:39 Português
Ministério da Poesia/Geral Calmo 30 256 12/03/2018 - 12:04 Português
Poesia/Geral (Vive la France) 39 402 12/03/2018 - 12:00 Português
Ministério da Poesia/Geral O Cavaleiro da Dinamarca. 23 254 12/03/2018 - 11:39 Português
Ministério da Poesia/Geral Frágil 30 370 12/03/2018 - 11:37 Português
Ministério da Poesia/Geral Qual viagem… 29 247 12/03/2018 - 11:26 Português
Ministério da Poesia/Geral Posso soltar as asas… 24 277 12/03/2018 - 11:17 Português
Ministério da Poesia/Geral Por amor ao meu país… 44 309 12/03/2018 - 10:55 Português