CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Cães e Avelãs

O meu cão apaixonou-se por uma avelã que um dia passou pela esquina onde o esquinado deposita a urina. O meu cão nessa altura andava agonizado e enfeitiçado pelo patrão que o obrigava a varrer as ruas e vielas onde a avelã deixava a sua presença. A avelã apaixonou-se pelo meu quatro patas e dez unhas, mas ele não consentiu que os avanços dela travassem o conceituado sacrifício, aquele, o de varrer depósitos, um minuto importante e noutro minuto deixado ao soalho calcado por alguma marca de sola.

Ela, a avelã, na sua inocência feminina descascou como sabia um sabor que o meu cão trincou com os dentes errados, e errados os juízos dele perante a avelã, bela, carente e fascinada pelo quatro patas que o meu cão alberga e ela não…o meu cão, estúpido, respondeu-lhe na mesma esquina onde deposita tudo e tudo, o burro animal que nada entende de avelãs depositou um cheiro na esquina, cheiro esse letal. Ela não gostou. Entristecida e amêndoada, foi ela esquinada, um tipo de génio atropelado e resignado, uma estrela fora de órbita, como o meu cão, esse animal lerdo, que se enche de pulmão e ego uma parte de nós que não nos pertence enquanto seres desta coisa semi-redonda, chamada terra, onde todos somos quase iguais independentemente da estrela que se nos guia ou não, a uns mais que a outros e não porque são mais merecedores dela, mas porque a ponta do anzol para lá dançou, ao vento da corrente, sempre aleatória, porque o peixe não escolhe ser pescado para ser melhor saboreado e que bom é temperado a nosso gosto.
Meu cão e minha avelã, não se separem na reciclagem do desentendimento, são iguais na sua reutilização.

Submited by

terça-feira, março 23, 2010 - 23:31

Poesia :

No votes yet

Benedita

imagem de Benedita
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 9 anos 28 semanas
Membro desde: 02/03/2010
Conteúdos:
Pontos: 537

Comentários

imagem de Henrique

Re: Cães e Avelãs

Ela, a avelã, na sua inocência feminina descascou como sabia um sabor que o meu cão trincou com os dentes errados...

A tua inspiração é de génio!!!

:-)

imagem de RobertoEstevesdaFonseca

Re: Cães e Avelãs

Parabéns pelo belo poema.

Gostei.

Um abraço,
Roberto

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Benedita

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Videos/Perfil 969 0 1.030 11/24/2010 - 23:07 Português
Fotos/ - 3497 0 1.760 11/24/2010 - 00:54 Português
Prosas/Pensamentos Muitos Cavalos 0 1.168 11/19/2010 - 00:03 Português
Prosas/Tristeza Pascola 0 1.197 11/19/2010 - 00:03 Português
Prosas/Contos O Prédio 0 996 11/19/2010 - 00:03 Português
Prosas/Contos O Joel Disse 0 907 11/19/2010 - 00:02 Português
Prosas/Contos As Outras 0 1.290 11/19/2010 - 00:02 Português
Prosas/Pensamentos Contra-Não 0 1.182 11/19/2010 - 00:02 Português
Prosas/Contos Mulheres Baixas 0 1.196 11/19/2010 - 00:02 Português
Prosas/Contos Fumo ou Vapor? 0 801 11/19/2010 - 00:02 Português
Prosas/Contos Soraya 0 1.222 11/19/2010 - 00:02 Português
Prosas/Contos Hiper Activo 0 863 11/19/2010 - 00:02 Português
Prosas/Contos Dia dos Namorados 0 720 11/19/2010 - 00:02 Português
Prosas/Contos Despedida 0 768 11/19/2010 - 00:02 Português
Prosas/Contos Que dia é Hoje? 0 451 11/19/2010 - 00:02 Português
Prosas/Contos A"S"sombra 0 736 11/19/2010 - 00:02 Português
Poesia/Pensamentos Lantejoulas 2 636 04/01/2010 - 19:20 Português
Poesia/Pensamentos Idoso Criminoso 3 727 04/01/2010 - 18:16 Português
Poesia/Pensamentos Paredes do Miocárdio 2 689 04/01/2010 - 18:12 Português
Poesia/Pensamentos A Parte de Trás do Meu Cão 3 507 03/30/2010 - 17:38 Português
Poesia/Pensamentos Cavalheira 4 929 03/30/2010 - 17:18 Português
Poesia/Pensamentos És Cólica 1 991 03/27/2010 - 17:39 Português
Poesia/Pensamentos Torre de Controlo 1 600 03/27/2010 - 17:38 Português
Poesia/Pensamentos Ninho 1 771 03/27/2010 - 17:35 Português
Poesia/Pensamentos Morte Lenta 4 597 03/26/2010 - 16:30 Português