CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

I can fly ...


I can fly …

Luar sem telha, casas sem telhado,
Coração vidraça, prova de mudança
Dentro o meu pensar, total o caos,
Rarefeito ar, meu pensamento hélio,

Luar sem telha, casa sem telhado,
Rara substância, mudo de ser eu,
Cada noite mais escuro, cada dia
Mais breu, a prova-minha covardia,

Coragem sumida, assumo o luar,
Assomo estrelas quase extintas
Por decreto, sol morto, labirinto,
Sala de jantar, vinho sem gosto,

Luar sem telha, casa sem telhado,
Partida a taça, hálito é vácuo o resto
É existir como se aqui o além fosse
Fragmento, e o que assomo, lugar

Que ainda preciso pra dispersar
Na morte os membros próximos
Do voar, can I fly, flor d’cimento,
Lugar sem peso, natural o medo,

Voar artificial e falso o que penso,
Luar sem telha, casa sem telhado,
Asfalto, folha ao vento, façam-me
Estátua vulgar, branco pra ser ave

“I can fly”, imperioso ser-se vento,
Pra que se possa voar í’preso.

Joel Matos (05/2018)
http://joel-matos.blogspot.com

Submited by

sexta-feira, junho 8, 2018 - 10:44

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

Joel

imagem de Joel
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 3 semanas 19 horas
Membro desde: 12/20/2009
Conteúdos:
Pontos: 41021

Comentários

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Joel

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Ministério da Poesia/Geral Sem nada … 2 257 07/07/2021 - 15:16 Português
Poesia/Geral A tenaz negação do eu, 2 186 07/01/2021 - 16:31 Português
Poesia/Geral Sou minha própria imagem, 2 260 07/01/2021 - 12:50 Português
Poesia/Geral Há um vão à minha espera 2 212 07/01/2021 - 12:50 Português
Poesia/Geral leve 4 1.839 06/28/2021 - 15:39 Português
Poesia/Geral Feliz como poucos … 1 552 06/24/2021 - 11:53 Português
Poesia/Geral Deus Ex-Machina, “Anima Vili” ... 1 614 06/24/2021 - 11:38 Português
Poesia/Geral Da significação aos sonhos ... 1 567 06/22/2021 - 10:01 Português
Ministério da Poesia/Geral Sonho sem fim, nem fundo ... 1 621 06/21/2021 - 16:27 Português
Ministério da Poesia/Geral Absurdo e Sem-Fim… 1 1.040 06/21/2021 - 16:26 Português
Ministério da Poesia/Geral A Rua ao meu lado ou O Valor do riso... 1 891 06/21/2021 - 16:25 Português
Ministério da Poesia/Geral Rua dos Douradores 30 ... 1 727 06/21/2021 - 16:25 Português
Ministério da Poesia/Geral Excerto “do que era certo” 1 645 06/21/2021 - 16:25 Português
Ministério da Poesia/Geral Ladram cães à distância, Mato o "Por-Matar" ... 2 773 06/21/2021 - 16:22 Português
Ministério da Poesia/Geral Morri lívido e nu ... 1 731 06/21/2021 - 16:22 Português
Ministério da Poesia/Geral Sou "O-Feito-Do-Primeiro-Vidente" 1 707 06/21/2021 - 16:21 Português
Ministério da Poesia/Geral Pedra, tesoura ou papel..."Do que era certo" 1 889 06/21/2021 - 16:21 Português
Ministério da Poesia/Geral Nada se parece comigo 1 682 06/21/2021 - 16:20 Português
Ministério da Poesia/Geral Quantos Césares fui eu !!! 1 777 06/21/2021 - 16:20 Português
Ministério da Poesia/Geral "Sic est vulgus" 1 1.124 06/21/2021 - 16:19 Português
Ministério da Poesia/Geral Como morre um Rei de palha... 1 704 06/21/2021 - 15:44 Português
Ministério da Poesia/Geral Vivo do oficio das paixões 1 933 06/21/2021 - 15:44 Português
Ministério da Poesia/Geral Patchwork... 2 986 06/21/2021 - 15:44 Português
Poesia/Geral A síndrome de Savanah 1 1.017 06/21/2021 - 15:43 Português
Poesia/Geral A sucessão dos dias e a sede de voyeur ... 1 650 06/21/2021 - 15:42 Português