CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Não sei que vida a minha

Não sei se vida é pouco ou demais para mim.
Não sei se sinto demais ou de menos, não sei,
Nem sei se sinto o que sinto e penso ou, se vindo
De mim mesmo me convenço, que penso e que sinto, não sei.

Pertenço a um conceito de vida que não sei se já viveu,
Não que seja seu, o brilho que a minha alma repete,
Mas o dedo e o braço esticado, são do mestre Dantas,
Montado num escadote, tentando unir o céu ao esforço meu.

A vida, não tem norma invicta nem linhagem fixa;
Dispenso-a… e à memória… e ao labirinto, são coisas…
Completo-me com o raciocínio ,
Nem sempre coerente, nem lisivel, é pouco…pouco,

Leva-me a um lugarejo litigado do divino,
Em que alinho letras e letras soltas, envoltas de linho…fino.
Não sei se vida é isto, armazém sem baixas,
Onde me procuro e só encontro desarrumo

Em caixas de cartão amarelado, apodrecido…
Não sei se lá jazz ou me vigia a fraude,
Soerguida da segunda metade humana que me resta,
Ou se o silêncio encerrará, o meu festim de vida. (e de humano em festa)

Joel Matos (01/2011)
http://namastibetpoems.blogspot.com
 

Submited by

quarta-feira, janeiro 12, 2011 - 18:55

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

Joel

imagem de Joel
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 1 semana 5 dias
Membro desde: 12/20/2009
Conteúdos:
Pontos: 40650

Comentários

imagem de Susan

O DESASSOSSEGO DO POETA

O DESASSOSSEGO DO POETA ....

MUITO BOM !!!!!

bEIJOS

Susan

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Joel

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Geral A Morte não é Bem-Vinda ... 1 120 03/22/2020 - 16:33 Português
Ministério da Poesia/Geral O avesso do espelho... 5 58 03/01/2020 - 21:02 Português
Poesia/Geral O Amor é uma nação em risco, 0 73 03/01/2020 - 20:45 Português
Poesia/Geral A síndrome de Savanah 0 63 03/01/2020 - 20:26 Português
Ministério da Poesia/Geral O Estado da Dúvida 2 97 01/24/2020 - 21:05 Português
Ministério da Poesia/Geral Patchwork... 0 152 01/08/2020 - 14:05 Português
Ministério da Poesia/Geral Vivo do oficio das paixões 0 101 01/08/2020 - 13:55 Português
Ministério da Poesia/Geral Como morre um Rei de palha... 0 84 01/08/2020 - 13:50 Português
Ministério da Poesia/Geral "Sic est vulgus" 0 125 01/08/2020 - 12:47 Português
Ministério da Poesia/Geral Quantos Césares fui eu !!! 0 82 01/08/2020 - 12:40 Português
Ministério da Poesia/Geral Nada se parece comigo 0 107 01/08/2020 - 12:34 Português
Ministério da Poesia/Geral Pedra, tesoura ou papel..."Do que era certo" 0 94 01/08/2020 - 12:27 Português
Ministério da Poesia/Geral Sou "O-Feito-Do-Primeiro-Vidente" 0 73 01/08/2020 - 12:11 Português
Ministério da Poesia/Geral Morri lívido e nu ... 0 114 01/08/2020 - 12:03 Português
Ministério da Poesia/Geral Ladram cães à distância, Mato o "Por-Matar" ... 0 118 01/08/2020 - 11:45 Português
Ministério da Poesia/Geral Excerto “do que era certo” 0 125 01/08/2020 - 11:38 Português
Ministério da Poesia/Geral Rua dos Douradores 30 ... 0 145 01/08/2020 - 11:32 Português
Ministério da Poesia/Geral A Rua ao meu lado ou O Valor do riso... 0 73 01/08/2020 - 11:24 Português
Ministério da Poesia/Geral Absurdo e Sem-Fim… 0 107 01/08/2020 - 11:17 Português
Ministério da Poesia/Geral Sonho sem fim, nem fundo ... 0 103 01/08/2020 - 11:01 Português
Poesia/Geral Da significação aos sonhos ... 0 117 01/08/2020 - 10:54 Português
Poesia/Geral Deus Ex-Machina, “Anima Vili” ... 0 86 01/08/2020 - 10:44 Português
Poesia/Geral Feliz como poucos … 0 109 01/08/2020 - 10:32 Português
Ministério da Poesia/Geral As estrelas, os Estrôncios e os Sonhos. 39 897 11/28/2019 - 12:37 Português
Ministério da Poesia/Geral Dreaming Of A Better World 122 421 11/10/2019 - 19:37 Português