CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Nêsperas do meu encanto…

Nespereiras, o meu encanto…
Entendo mal todo o pomar,
Nespereiras do meu encanto,
Folhas pregadas a um tronco,

Firmes, sossegadas, nenhuma
Se destaca, o meu pensar não
Também, fez-me “Soba” o circular
Sono e as folhas tapam o solo

Nu, postiça a sensação de paz,
Remota a glória que me coroa não
E às vespas douradas pretas,
Entendo mal o sacro pomar só,

Faz-me falta o ar liso, a vigília
Morro sem razão concreta, aparente
Ou epidémica, pregado ao tronco,
Decorativo, sossegado, perpétuo

Nespereiras do meu encanto
Que despidas nunca pude admirar
Escuta-as débil o ouvido meu
E é só…

Entendo mal o pomar todo
De perto poderiam representar
Um sentido oculto antigo que
Eu quero sentir, mas não,

Nespereiras do meu encanto,
Folhas pregadas ao tronco
Impedidas de abalar do mundo
Assim eu, humano rude, manco, feio,

Nespereiras do meu encanto,
Nêsperas, o meu canto…

Joel Matos (09/2017)
http://joel-matos.blogspot.com

Submited by

quinta-feira, fevereiro 8, 2018 - 10:01

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

Joel

imagem de Joel
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 4 horas 44 minutos
Membro desde: 12/20/2009
Conteúdos:
Pontos: 40692

Comentários

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Joel

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Geral Na minha terra não há terra, 0 60 06/02/2020 - 16:16 Português
Poesia/Geral A sucessão dos dias e a sede de voyeur ... 0 23 06/02/2020 - 16:09 Português
Poesia/Geral O Amor é uma nação em risco, 1 329 05/03/2020 - 00:37 Português
Ministério da Poesia/Geral Ninguém me distingue de quem sou eu ... 1 135 04/20/2020 - 23:34 Português
Ministério da Poesia/Geral A um Deus pouco divino … 1 187 04/19/2020 - 12:02 Português
Poesia/Geral “Hic sunt dracones”, A dor é tudo … 4 346 04/15/2020 - 16:25 Português
Poesia/Geral A Morte não é Bem-Vinda ... 2 293 04/15/2020 - 15:46 Português
Poesia/Geral Objectos próximos, 0 426 04/15/2020 - 12:06 Português
Poesia/Geral Daniel Faria, excerto “Do que era certo” 0 369 04/15/2020 - 11:58 Português
Ministério da Poesia/Geral O avesso do espelho... 5 163 03/01/2020 - 21:02 Português
Poesia/Geral A síndrome de Savanah 0 208 03/01/2020 - 20:26 Português
Ministério da Poesia/Geral O Estado da Dúvida 2 168 01/24/2020 - 21:05 Português
Ministério da Poesia/Geral Patchwork... 0 260 01/08/2020 - 14:05 Português
Ministério da Poesia/Geral Vivo do oficio das paixões 0 249 01/08/2020 - 13:55 Português
Ministério da Poesia/Geral Como morre um Rei de palha... 0 159 01/08/2020 - 13:50 Português
Ministério da Poesia/Geral "Sic est vulgus" 0 225 01/08/2020 - 12:47 Português
Ministério da Poesia/Geral Quantos Césares fui eu !!! 0 180 01/08/2020 - 12:40 Português
Ministério da Poesia/Geral Nada se parece comigo 0 193 01/08/2020 - 12:34 Português
Ministério da Poesia/Geral Pedra, tesoura ou papel..."Do que era certo" 0 189 01/08/2020 - 12:27 Português
Ministério da Poesia/Geral Sou "O-Feito-Do-Primeiro-Vidente" 0 147 01/08/2020 - 12:11 Português
Ministério da Poesia/Geral Morri lívido e nu ... 0 208 01/08/2020 - 12:03 Português
Ministério da Poesia/Geral Ladram cães à distância, Mato o "Por-Matar" ... 0 233 01/08/2020 - 11:45 Português
Ministério da Poesia/Geral Excerto “do que era certo” 0 223 01/08/2020 - 11:38 Português
Ministério da Poesia/Geral Rua dos Douradores 30 ... 0 234 01/08/2020 - 11:32 Português
Ministério da Poesia/Geral A Rua ao meu lado ou O Valor do riso... 0 144 01/08/2020 - 11:24 Português