CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

QUANTO DARIA_AMOR!

QUANTO DARIA_AMOR!

Avizinhei-me do local onde, um dia, te beijava.
Sabia que não te encontraria. O farol que outrora
me levou ali e se fez guia de tudo o que sonhava
transformando cada amanhã, num breve agora,
irradiava tristeza, uma tristeza sombria, densa...
Já nada me prendia àquela praia, como antigamente.
Abraçava-me somente a saudade da tua presença.
Procurei algo que iluminasse a minha mente
e me convidasse a estar, a reviver, a recordar,
mas a minha alma nada reconhecia. Faltavas tu.
Imaginei o cenário que vivi ali, o sol, o mar,
o odor a maresia... Um todo errado, rígido, cru.

Quanto daria, Amor, por um minuto apenas
abraçada a ti. Quanto mal me faz não ver-te,
não sentir-te, não reviver aquelas noites serenas
em que gerei mil sonhos... mas nunca o de perder-te.

Maria Letr@
2021-02-28

Submited by

domingo, fevereiro 28, 2021 - 02:11

Poesia :

No votes yet

Maria Letra

imagem de Maria Letra
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 31 semanas 10 horas
Membro desde: 11/20/2012
Conteúdos:
Pontos: 2604

Comentários

imagem de J. Thamiel

Coment

Só verdadeiros poetas
sabe desenvolver uma
narrativa prosa-poética
com esta maestria.

Parabéns. J. Thamiel

Em tempo:
Algumas pessoas neste site
postam prosas pensando que
estão fazendo poesias.
Lamento.

imagem de Maria Letra

QUANTO DARIA_AMOR!

Muito grata pelo seu comentário, J. Thamiel. A minha poesia obedece mais a uma cadência agradável que pretendo manter em cada verso - em relação aos restantes - do que, propriamente, obedecer a regras que foram preestabelecidas pelos mestres na arte de escrever poesia. Sou um tanto uma "fora de lei" nesse aspecto.

Quanto à diferença entre poesia e a chamada "prosa poética" a que eu prefiro chamar "prosa melódica", lembra-me um pouco quando alguém põe uma série de pormenores românticos (ou não), na embalagem de um presente que oferece e um outro que o oferece embalado com alguma ternura mas sem quaisquer pormenores especiais. Os presentes podem valer exactamente o mesmo, mas um deles carece de alguns nada que valem muito. Será, depois, uma questão de preferências. Tanto para definir, à minha maneira e conforme sinto, a diferença entre poesia e prosa poética. Por exemplo, há casais românticos e casais nada românticos, mas isso não significa que amem mais ou menos. A diferença está, quanto a mim, apenas na forma como "embalam" as suas demonstrações de afecto um pelo outro. Não saberei se estará correcta a minha forma de sentir estas diferenças, mas sei que as sinto desta forma, preferindo distingui-las muito bem.
Boa semana, poeta!

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Maria Letra

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Tristeza O FLAGELO DA PERDA 1 299 06/17/2021 - 15:23 Português
Poesia/Geral NA MIRA DE GENTE FALSA 0 228 06/13/2021 - 20:41 Português
Poesia/Intervenção SOCIALIZAR_OU NÃO? 0 165 06/13/2021 - 20:36 Português
Poesia/Geral RENOVAÇÃO 0 375 05/27/2021 - 16:34 Português
Poesia/Intervenção AUTO DA SUBSERVIÊNCIA 0 281 05/25/2021 - 00:03 Português
Poesia/Soneto LUZ E DESAIRE 0 285 05/21/2021 - 17:32 Português
Poesia/Desilusão ESPECTRO DO QUE ME RESTA 0 362 05/06/2021 - 23:10 Português
Poesia/Soneto QUERIA SER POMBA COM ASAS DE ESTANHO 0 311 05/06/2021 - 21:29 Português
Poesia/Soneto DEIXA-ME VIVER! 2 462 04/27/2021 - 20:40 Português
Poesia/Tristeza MUITOS FORAM OS QUE PARTIRAM 0 404 04/25/2021 - 10:42 Português
Poesia/Intervenção REVOLUÇÃO 0 375 04/25/2021 - 08:39 Português
Poesia/Dedicado UM HINO À NOITE 0 392 04/22/2021 - 23:15 Português
Prosas/Outros A MINHA PERPECTIVA SOBRE ALGUMAS DAS DIFERENTES CLASSES SOCIAIS-COM A COLABORAÇÃO DE MIGUEL LETRA 0 456 04/13/2021 - 12:14 Português
Poesia/Meditação ESPERO_POR_TI_MADRUGADA 2 258 04/07/2021 - 20:34 Português
Poesia/Desilusão A NOVA PÁSCOA 0 267 04/04/2021 - 07:09 Português
Poesia/Geral O QUE SERIA DE MIM 0 281 03/28/2021 - 02:54 Português
Poesia/Soneto TEMPOS DE AFLIÇÃO 2 399 03/26/2021 - 23:34 Português
Poesia/Geral ESPERANDO PELA MARÉ ALTA 0 330 03/25/2021 - 23:45 Português
Poesia/Geral MULHER-ESCRITORA 0 276 03/25/2021 - 16:28 Português
Poesia/Tristeza RECOMEÇAR 0 296 03/25/2021 - 01:32 Português
Poesia/Desilusão O VAZIO DA MINHA ALMA 0 1.183 03/11/2021 - 12:51 inglês
Poesia/Geral O GRITO DO INDÍGENA 2 481 03/10/2021 - 21:31 Português
Poesia/Tristeza TERRAS DE DESAMOR 0 456 03/09/2021 - 21:04 Português
Poesia/Intervenção VIOLÊNCIA 0 291 03/09/2021 - 20:46 Português
Poesia/Geral A MULHER E O OBVERSO DO IRREVERSÍVEL 0 305 03/08/2021 - 21:30 Português