CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Sujeito a uma forma

Teu nome obscuro, oh, sujeito sem forma
Compilo a ti, junto a mim em um assomo
Dando classes, dando lances que não lançam
Tua verdadeira forma.

Vislumbraste a escuridão da inocência
E perdestes a incandescência de outrora
Navegas sem rumo e sem princípios
Em tua ausente forma.

Das regências menos usadas procuraste a mais solicita
A moldar tua intransitividade forma
Na ausência de esclarecer-te procurei a mais implícita
A te envolver.

Do chamamento mais usado, desprezaste o vocativo
E na ausência do teu choro, abandonaste o vazio aposto
Que te enumerava.

Colhas, agora, dos jardins a mais chorosa das formas
E precipite sobre teu vazio nome não circundado
Pouco cingido, pouco embebido, pouco ungido
Neste pequeno, cale-se!
Cálice de cicuta.

E não brade, nem vocifere teus amargos anseios
Imersos em um amor não vislumbrado
Colheste da redoma o que havia plantado
Antes de ceifado pela última aurora.

Agora, do que te cabes, nada menos que um predicado
Do que poderia ser propriamente um teu sujeito
Que perambulastes das classes menos robustas
E se tornaste oculto, inexistente e indefinido.

Como o caso passageiro da mais doce rosa
Que da beleza sucumbiu a um profano anseio
Ficaste a ausência de um vazio  inteiro
Pouco embebido e não preenchido.
Determinado, seria ele, o teu sujeito
Mas preferiste a indeterminação das formas
E ficaste tu, oh, nesta ausente forma
A buscar a completude do que não foi.

Não foi tua essência dissipada por completo
Mas sei que teu vazio me incomodava
Achava como companhia o indireto
Objeto que te completava.

Submited by

quarta-feira, dezembro 4, 2019 - 19:11

Poesia :

No votes yet

ntistacien

imagem de ntistacien
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 6 dias 9 horas
Membro desde: 04/22/2010
Conteúdos:
Pontos: 277

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of ntistacien

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Geral Sem forma 0 20 01/15/2020 - 02:16 Português
Poesia/Geral Esparso amor 0 101 12/04/2019 - 19:14 Português
Poesia/Geral Sujeito a uma forma 0 52 12/04/2019 - 19:11 Português
Fotos/Outros Girassol 0 335 02/23/2019 - 03:04 Português
Poesia/Aforismo É na solidão do auto conflito que se molda a mais nobre alma. 0 324 01/22/2019 - 03:40 Português
Poesia/Geral Aula de Português. 0 258 01/22/2019 - 03:36 Português
Poesia/Aforismo ntistacien 0 300 01/22/2019 - 03:19 Português
Poesia/Aforismo O que fazemos ou deixamos de fazer hoje surte efeitos na posteridade. 0 240 01/20/2019 - 06:31 Português
Poesia/Aforismo Ame como se de amor tu foste, deseje como se tua essência dependesse disto, mas jamais se curve ao que lhe foi negado. ntistacien 0 339 01/20/2019 - 06:27 Português
Poesia/Aforismo Há muito confundimos o amor com a posse, este gera um misto de segurança e dor se correspondido ou não, aquele gera paz. 0 257 01/20/2019 - 06:26 Português
Poesia/Pensamentos Feliz mesmo é poder olhar para os céus e contemplar teu olhar. Embriagar-se de amor e, ainda assim, continuar sóbrio. 0 397 01/15/2019 - 14:56 Português
Poesia/Pensamentos Foi a ingenuidade de seu olhar que desarmou meu nefasto coração. 0 135 01/15/2019 - 14:55 Português
Poesia/Geral A filosofia do lagarto: Autotomia 0 274 01/15/2019 - 14:51 Português
Poesia/Geral Silencioso grito a Brasiliana 0 242 01/14/2019 - 03:46 Português
Poesia/Geral Tempo 0 314 01/14/2019 - 03:02 Português
Poesia/Meditação Em pedaços 0 208 01/14/2019 - 02:50 Português
Poesia/Aforismo ntistacien 0 275 01/13/2019 - 05:47 Português
Poesia/Aforismo ntistacien 0 255 01/13/2019 - 05:45 Português
Poesia/Aforismo A virtude reside sob a máscara que admite existência em outrem. 0 301 01/13/2019 - 05:43 Português
Poesia/Desilusão Em pedaços 0 263 01/10/2019 - 02:15 Português
Poesia/Meditação Avulso 0 326 01/10/2019 - 01:55 Português
Poesia/Aforismo ntistacien 0 447 11/10/2018 - 18:26 Português
Poesia/Amor Para um colibri 0 418 11/10/2018 - 17:32 Português
Poesia/Geral Flores de abril 0 449 11/10/2018 - 17:21 Português
Poesia/Geral Vazio poema 1 540 11/14/2013 - 12:46 Português