CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Vou Continuar

vou continuar, da mesma forma que sou,
- simples e discreto - a gostar de ti

vou continuar a querer o teu pescoço
para poder beijar a pele descoberta
ou beijar-te com um olhar envergonhado

vou continuar os dias por longos e
largos caminhos a respirar o teu ar,
fechar os olhos depois de te cruzar

vou continuar a mexer nas nuvens até
parecer existente um desenho meu e teu
afixado num lugar clandestino no céu

vou continuar a tocar-me pensando
na lingua a percorrer-te e a tocar-te:
desejo para além do pensamento

vou continuar a levar comigo
o sabor do teu cheiro morto nos lábios,
epicentro deste terramoto

devastador é quando o telefone não toca
e nada chama pelo nosso nome,
pela nossa incongruente presença

vou continuar continuamente...a continuar,
só assim consigo suster a bala
mortalmente pronta a atingir o objectivo

vou continuar a regar as flores
que plantei em teu redor, nos sonhos
mais singelos e inocentes

vou continuar a deixar consumir-me pelo
rato roedor que vive dentro de mim,
atiçando os nervos consequentes da tua indiferença

vou continuar até que nada me seja imposto,
enquanto a morte me permite ser eu
e deixe que continue a sentir-te

o telefone não toca e
nada chama pelo meu nome,
pela minha incongruente presença

Hugo Sousa

Submited by

terça-feira, março 18, 2008 - 09:11

Poesia :

No votes yet

HugoSousa

imagem de HugoSousa
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 9 anos 28 semanas
Membro desde: 03/09/2008
Conteúdos:
Pontos: 243

Comentários

imagem de Henrique

Re: Vou Continuar

Boa meditação, a vida é o pano de fundo do sonho…

:-)

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of HugoSousa

Tópico Título Respostasícone de ordenação Views Last Post Língua
Poesia/Geral Vou Continuar 0 661 11/17/2010 - 19:29 Português
Poesia/Geral Não Sei, O Medo 0 569 11/17/2010 - 19:29 Português
Prosas/Outros Árvores de Sanguessugas - I 0 537 11/18/2010 - 23:39 Português
Prosas/Outros Árvore de Sanguessugas - III / Companhia de Sensações - I 0 436 11/18/2010 - 23:39 Português
Fotos/ - Eu há uns bons aninhos. 0 722 11/24/2010 - 00:34 Português
Fotos/ - Outro eterno amor. 0 695 11/24/2010 - 00:34 Português
Fotos/ - 119 0 882 11/24/2010 - 00:34 Português
Fotos/ - 118 0 772 11/24/2010 - 00:34 Português
Fotos/ - 117 0 951 11/24/2010 - 00:34 Português
Poesia/Geral Caminhos Perdido E O Que Fomos, Esquecidos 1 395 02/23/2010 - 19:55 Português
Poesia/Soneto Enterro 1 523 02/07/2010 - 15:03 Português
Poesia/Geral Não Sei, O Medo 1 394 02/24/2010 - 02:42 Português
Poesia/Geral Restou Um Espaço Por Ocupar 1 335 02/23/2010 - 20:18 Português
Poesia/Geral Incógnita Do Amor, Não Sei Do Quê 1 478 03/13/2008 - 18:24 Português
Poesia/Geral Morreu O Titulo 1 433 02/24/2010 - 02:47 Português
Poesia/Geral Até Na Água, És Tu 1 390 02/23/2010 - 20:14 Português
Poesia/Geral Na Desistência Está A Virtude Quando Nada Vale A Pena 1 451 02/24/2010 - 02:46 Português
Poesia/Geral As Outras Coisas Que Faço Em Pensamento 1 338 02/23/2010 - 20:13 Português
Poesia/Geral Ode Às Horas De Espera Na Noite Que Tudo Aniquila 1 255 02/23/2010 - 20:12 Português
Poesia/Geral A Liberdade Do Medo Não Acaba 1 368 02/14/2010 - 20:02 Português
Poesia/Geral Bocados De Um Dia, Bocados De Vida 1 332 02/14/2010 - 20:01 Português
Poesia/Geral Não Quero Ser Como Todos 1 426 02/14/2010 - 19:57 Português
Poesia/Geral Suicídio 1 281 03/17/2008 - 14:43 Português
Poesia/Geral Quando Aquele Amigo, Que Pouco Conhecia, Morreu 1 484 02/21/2010 - 14:10 Português
Poesia/Geral Por Vezes Sim 1 350 02/25/2010 - 23:31 Português