CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Estadias Contribuídas

Entro no reluzente cristalino automóvel do Diogo Luís. Era tanto o calor que fazia derreter qualquer coração. Não ligava o ar-condicionado. Há que poupar o que não se gasta.

DL: ó Bé, caramba, não tens notado que eu é que me tenho chegado à frente em todas as estadias em que estivemos? - expressão preocupada de quem está às portas da fome.

Benedita: bem, se não te importares e já agora peço tesouros de desculpas por não ter reparado em tal falha minha, no mínimo atingi a escala seis ou sete. Não tinha reparado que te tinha "abanado" tanto. Eu dou-te a parte que te pertence, cêntimo a cêntimo no final da viagem/passeio de estudo. Fazemos as contas e dividimos no final. É assim tão complicado?

DL: achas que vou andar com dinheiro vivo comigo ou em casa? Pensei que percebias que tens que contribuir na altura, alternadamente ou a meias, mas na ocasião.

Benedita: e porque não? dá jeito andar com notas, nem que seja para teres que as doar a algum inesperado assaltante, ou se não houver caixas de Multibanco por perto, ou se o cartão falhar. Qual o drama de eu te pagar em notas?

DL: não! eu não ando com dinheiro. Para a próxima por favor pagas tu as restantes estadias. Já sabes: comigo é tudo a meias.

O homem é o quê? Alguma instituição bancária? Com este calor e com esta chamada de atenção entre a igualdade dos sexos, senti-me ainda mais a ferver, quase capaz de o fazer derreter como um rebuçado, assim lentamente. Devo ter cometido várias injustiças com esta personagem na vida passada. Digo e repito! Ele terá sido um indigente e ao final do dia acumulava dinheiro das esmolas e eu abocanhava-o, mas em troca prometia-lhe comida. Levava-o a minha casa e entregáva-lhe à língua um naco de pão seco. Terei feito atrocidades dessas? Ainda lhe dizia "afinal quem te trata como um rei, quem? Ai, tens tanta sorte comigo."

À chegada da próxima estação dormitória, fui levantar o pouco dinheiro que já tinha. Paguei daí para a frente as restantes noites.

DL: ai Bé, não entendo. Tens algum problema com o dinheiro, és sumítica e falas sempre dele...

Agora os raios solares afunilaram todos em sua direcção. Estão a provocar naquela cabeça o efeito das pastilhas que os adolescentes engolem.

Seguimos viagem com os lábios colados (não um no outro, Deus mo livre!). Eu, ansiosa por esmagar com o dedo uma mosca, mesmo no vidro ou no tablier, que ele ainda não viu ali a esvoaçar no seu mausoléum.

Submited by

quinta-feira, março 4, 2010 - 18:43

Prosas :

No votes yet

Benedita

imagem de Benedita
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 8 anos 30 semanas
Membro desde: 02/03/2010
Conteúdos:
Pontos: 537

Comentários

imagem de mariacarla

Re: Estadias Contribuídas

Esse teu personagem é mesmo um sovina! Tudo a meias?!

Agora como Diogo Luís, vai divertindo quem lê as tuas fantásticas histórias, real, ou não. Demais!

Pela manhã, então!!! :-)

Beijinho

Carla

imagem de robsondesouza

Re: Estadias Contribuídas

Texto de complexo entendimento, Benedita!

Preferes pagar às meias ou acionar o ar condicionado o carro? Tanto faz, não? Visto que tanto o ar quanto a estadia dependem da sua decisão ( e que se dane o tal DL! :hammer: )

Abraços, Robson!

P.S: Eu não desisto dos meus (textos) assim tão facilmente!

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Benedita

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Videos/Perfil 969 0 892 11/24/2010 - 23:07 Português
Fotos/ - 3497 0 1.335 11/24/2010 - 00:54 Português
Prosas/Pensamentos Muitos Cavalos 0 1.052 11/19/2010 - 00:03 Português
Prosas/Tristeza Pascola 0 1.027 11/19/2010 - 00:03 Português
Prosas/Contos O Prédio 0 853 11/19/2010 - 00:03 Português
Prosas/Contos O Joel Disse 0 729 11/19/2010 - 00:02 Português
Prosas/Contos As Outras 0 1.149 11/19/2010 - 00:02 Português
Prosas/Pensamentos Contra-Não 0 1.063 11/19/2010 - 00:02 Português
Prosas/Contos Mulheres Baixas 0 1.083 11/19/2010 - 00:02 Português
Prosas/Contos Fumo ou Vapor? 0 617 11/19/2010 - 00:02 Português
Prosas/Contos Soraya 0 1.078 11/19/2010 - 00:02 Português
Prosas/Contos Hiper Activo 0 742 11/19/2010 - 00:02 Português
Prosas/Contos Dia dos Namorados 0 616 11/19/2010 - 00:02 Português
Prosas/Contos Despedida 0 588 11/19/2010 - 00:02 Português
Prosas/Contos Que dia é Hoje? 0 348 11/19/2010 - 00:02 Português
Prosas/Contos A"S"sombra 0 600 11/19/2010 - 00:02 Português
Poesia/Pensamentos Lantejoulas 2 487 04/01/2010 - 19:20 Português
Poesia/Pensamentos Idoso Criminoso 3 550 04/01/2010 - 18:16 Português
Poesia/Pensamentos Paredes do Miocárdio 2 545 04/01/2010 - 18:12 Português
Poesia/Pensamentos A Parte de Trás do Meu Cão 3 387 03/30/2010 - 17:38 Português
Poesia/Pensamentos Cavalheira 4 755 03/30/2010 - 17:18 Português
Poesia/Pensamentos És Cólica 1 829 03/27/2010 - 17:39 Português
Poesia/Pensamentos Torre de Controlo 1 505 03/27/2010 - 17:38 Português
Poesia/Pensamentos Ninho 1 662 03/27/2010 - 17:35 Português
Poesia/Pensamentos Morte Lenta 4 449 03/26/2010 - 16:30 Português