CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

QUANDO SE VIVE FORA DO NOSSO PAÍS... E NOS LEMBRAMOS DO SABOR DO QUE NELE SE COME

É um facto inegável, quanto a mim, quando se vive fora do nosso País, que todo o prato tipicamente Português, que possamos confeccionar, fora de Portugal, tem um sabor diferente daquele a que nos habituámos. Problema climático, problema de água, frescura dos produtos utilizados? Acredito nas duas primeiras hipóteses.

Quando recebo amigos estrangeiros, em minha casa, quase sempre apreciam o que cozinho. À excepção de um único que não achou graça nenhuma ao facto de, na 'Carne de Porco à Alentejana', misturarmos ameijoas com carne de porco, todos os outros apreciam a nossa cozinha. Mas este foi o único em algunas dezenas que passaram por minha casa durante estes bons anos em que tenho vivido fora do meu País. Talvez em Itália, onde vivi também, tivesse conseguido melhores resultados no que se refere ao paladar, do que aqueles que tenho obtido no Reino Unido. É natural, portanto, que durante as minhas visitas a Portugal eu vá ansiosa por comer aquilo que tão bem se faz por lá.

A melhor surpresa que tive, nestes períodos de ausência de Portugal, foi aquela que me reservou uma cliente e amiga de longa data. Ela festejava, com o seu irmão gémeo, os seus 50 anos. Cheguei a Portugal eram 19h e quando estava a meter a chave na porta, em Leça da Palmeira, ouvi o telefone tocar. Era esta amiga que, sabendo que eu chegaria nesse dia, telefonou para convidar-me a ir até à Costa (Aveiro), porque gostava que eu fizesse parte do seu grupo de amigos presentes nessa festa. Eu estava muito cansada. A viagem tinha sido bastante 'tremida' e, mais ainda, estava sem carro. Ela tratou de convencer o meu filho Miguel a levar-me no carro dele e, portanto, seguindo as instruções dela.....

- "Saiem de Aveiro, vão sempre em frente em direcção à Costa e quando virem muita gente numa varanda e muitos carros estacionados, param porque é aí".

Isto foi uma explicação bastante coerente, se pensarmos que esta minha amiga é fora do comum, pensa fora do comum, vive duma forma pouco comum ... e é deliciosamente imprevisível em tudo. Do signo Virgem, tal como eu, não surpreenderá ninguém que estejamos sempre de acordo uma com a outra. Uma diz mata-se e a outra, claro está, diz esfola-se! Estamos sempre prontas para tecer uma aventura.

Não foi difícil chegar ao ponto indicado por ela. Então, saí do carro, olhei para a varanda do 1.º andar da vivenda, e dirigindo-me a um dos onvidados,  perguntei:

- É aqui ....
Ainda não tinha acabado a frase e alguém me respondeu:
- É sim! A senhora é a amiga da Maria Armanda, que vive em Londres?

Bem, amigos, quando cheguei à sala onde todos estavam a petiscar havia já algum tempo, encontro (imaginem!), frente aos meus olhos:

Lagosta - Gambas - Ameijoas à Bulhão Pato - Bolinhos de Bacalhau - Azeitonas daquelas que só de olhar, ficamos "augadinhos" (o termo não é meu) - Chouriço grelhado em álcool - Frango no Churrasco, etc., etc........ tudo rematado com um delicioso Caldo Verde com chouriça de colorau, caseira, e broa de Avintes.

Escusado será dizer que esqueci todo o tipo de respeito pela saúde e pelas minhas 'tendências' vegetarianas. Que se mordam todos os debates travados numa consciência absoluta de que "Nós somos aquilo que comemos". Coincidências destas não acontecem todos os dias para quem vive for do seu País e esta, amigos, até foi cura para o cansaço ... Qual cansaço, qual carapuça!!!

Maria Letra

Submited by

quarta-feira, novembro 28, 2012 - 23:36

Prosas :

No votes yet

Maria Letra

imagem de Maria Letra
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 5 semanas 2 dias
Membro desde: 11/20/2012
Conteúdos:
Pontos: 2218

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Maria Letra

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Prosas/Outros LENTAMENTE... MUITO LENTAMENTE... 2 3.227 12/07/2019 - 21:01 Português
Poesia/Poetrix SE TU AMAS A CRIANÇA 0 958 03/10/2019 - 12:34 Português
Poesia/Desilusão BASTA DE GENTE A MORRER 0 628 03/10/2019 - 12:27 Português
Poesia/Poetrix SOU CONTRA! 0 965 03/10/2019 - 12:10 Português
Poesia/Poetrix É TEMPO DE AGIR 0 1.522 03/08/2019 - 21:13 Português
Poesia/Geral SABER SPERIOR 0 715 03/08/2019 - 20:09 Português
Poesia/Geral MULHR_VOCÊ_É_DIVINA! 0 615 03/08/2019 - 19:32 Português
Poesia/Geral PARA ALÉM DO SUPORTÁVEL 0 812 02/27/2019 - 22:37 Português
Críticas/Outros BAILE DE MÁSCARAS PERMANENTE 0 1.452 02/26/2019 - 00:35 Português
Poesia/Poetrix PRAGA DE CHACAIS 0 831 02/26/2019 - 00:20 Português
Poesia/Soneto TERMOS ESTRAMBÓTICOS 0 1.018 02/24/2019 - 11:14 Português
Poesia/Soneto VALES PELO QUE TENS 0 971 02/24/2019 - 11:07 Português
Poesia/Geral VOOS ALTOS 0 1.065 02/24/2019 - 10:53 Português
Poesia/Meditação SEGUIREI... 0 1.656 12/31/2018 - 11:46 Português
Poesia/Amor TU VIVI IN ME - (Revizione della traduzione: Carla Ghezzo) 0 994 12/28/2018 - 16:22 Português
Poesia/Poetrix QUE FUTURO? 0 1.058 12/16/2018 - 06:14 Português
Poesia/Intervenção O QUE QUERO ESTE NATAL 0 1.211 12/15/2018 - 23:12 Português
Poesia/Intervenção QUERIA O NATAL ASSIM 0 1.048 12/15/2018 - 08:44 Português
Poesia/Geral CORAGEM DE SER 0 960 12/15/2018 - 08:39 Português
Poesia/Geral EXEMPLO DE UM TAUTOGRAMA 0 1.572 12/10/2018 - 22:39 Português
Poesia/Meditação O ALÉM E EU 0 962 12/10/2018 - 19:24 Português
Poesia/Geral NATUREZA EU TE VENERO 0 1.509 12/10/2018 - 17:49 Português
Poesia/Meditação LUTA CONTRA O TEMPO 0 736 12/03/2018 - 23:12 Português
Poesia/Poetrix PUNIÇÃO POR TRAIÇÃO... 0 1.263 11/30/2018 - 18:13 Português
Poesia/Poetrix UNIÃO PERFEITA 0 1.090 11/30/2018 - 17:43 Português