Contrariei

Tentei contrariar minhas vontades num instante,
remei contra o vento,
impermeabilizei a chuva,
agasalhei o frio,
fiz frente à tempestade,
aqueci me ao lume,
asfixei o meu ar,
para te dizer e afirmar que a água precipitada cai em mim quase turva,
que o vento...me empurra sozinho
e me apaga o caminho,
que o frio ateia a fogueira
e a tempestade contraria, impulsos, desejos, vontades, sentimentos...
rompe forças delinquentes,
agrava me os pensamentos,
fere me por dentro,
mesmo que eu não queira.
Fechei todas as portas,
cerrei todos os caminhos que poderia cruzar,
para ficar presa aos teus momentos.
E desses momentos, outrora ameaçados,
por fugidas,
ou raptos planeados,
me apanharam de surpresa,
me enrolaram
me inquietaram
e sem razão aparente quero viver te.
De nada vale voltar a contrariar.
Eu contrariei minhas vontades instantes,
e de nada valeu...
De nada vale eu te negar...

Sandra Vieira

Submited by

Friday, April 9, 2010 - 22:09

Poesia :

No votes yet

Sandroska

Sandroska's picture
Offline
Title: Membro
Last seen: 8 weeks 1 day ago
Joined: 04/09/2010
Posts:
Points: 77

Comments

mariamateus's picture

Re: Contrariei

olá :-)

Bom texto!

Bem-vinda ao WAF....

Espero ler-te mais vezes ;-)

Abraço para ti!

mm

Henrique's picture

Re: Contrariei

Poema bonito!

Bela entrada no WAF...

Bem vinda!

:-)

Librisscriptaest's picture

Re: Contrariei

Em primeiro lugar deixa-me dar-te as boas vindas ao Waf!
Fiquei presa ao teu poema desde o primeiro verso... Gostei imenso das tuas metaforas...
Beijinho em ti
Inês Dunas

Add comment

Login to post comments

other contents of Sandroska

Topic Title Replies Views Last Postsort icon Language
Poesia/Love As pedras que me pisam 1 183 02/18/2020 - 16:48 Portuguese
Fotos/Profile 3435 0 390 11/24/2010 - 00:55 Portuguese
Ministério da Poesia/General Eu escrevo 0 379 11/19/2010 - 19:30 Portuguese
Ministério da Poesia/Dedicated perguntei ao tempo 0 429 11/19/2010 - 19:30 Portuguese
Ministério da Poesia/Fantasy Cinza de mim 0 419 11/19/2010 - 19:30 Portuguese
Poesia/Sadness olhar que nada sou 1 379 05/30/2010 - 16:04 Portuguese
Poesia/Thoughts Metade de mim 2 234 05/03/2010 - 00:33 Portuguese
Poesia/Aphorism Sou o que não sou 2 250 04/29/2010 - 22:54 Portuguese
Poesia/Thoughts Passos lentos 1 236 04/28/2010 - 00:34 Portuguese
Poesia/Thoughts Menina mulher 2 255 04/27/2010 - 22:22 Portuguese
Poesia/Aphorism Memória passada 1 248 04/27/2010 - 19:33 Portuguese
Poesia/Dedicated música adormecida 1 192 04/26/2010 - 03:17 Portuguese
Poesia/Passion O poeta morre 1 218 04/21/2010 - 17:36 Portuguese
Poesia/Sadness Cinza de mim 1 240 04/21/2010 - 17:06 Portuguese
Poesia/Sadness Memória de mim 1 221 04/21/2010 - 17:00 Portuguese
Poesia/Passion Contrariei 3 256 04/19/2010 - 11:13 Portuguese
Poesia/Aphorism procurei ao tempo 1 226 04/18/2010 - 01:25 Portuguese