Espírito de um Natal bem humano...

Que o Espírito do Natal
Esteja sempre presente em nossos lares,
Em nossas mentes e corações

Trazendo a paz e a harmonia,
Sensibilidade em perceber as diferenças
Sabedoria ao fazer nossas escolhas

Irradiando luz em nossos caminhos
Solidariedade para ajudar os necessitados
Serenidade para aceitar as mudanças

Renovando a energia de nossas baterias físicas
Recarregue as vibrações positivas
Apazigue os nossos espíritos inquietos

Saudando a cada um dos presentes, como irmão
Alimente com o vinho e o pão,
A sagrada ceia da noite de Natal

Vivendo no limite das possibilidades modernas
Descarregue agora o fardo dos nossos dias cansados
Doe o que tem de mais precioso: o gesto de amor.

Presentes abertos, lágrimas e sorrisos
Lembranças queridas, aperto no peito
Mas, sempre uma vida que re-nasce

A todos nós, um brinde fraterno
E um humilde agradecimento
Pelo fato de:

Sermos o que deveras somos,
Humanos, demasiado humanos

De querermos mais do que necessitamos
Humanos, demasiado humanos

De suportarmos o que padecemos
Humanos, demasiado humanos

De vivermos o que podemos,
Humanos, demasiado humanos

De lutarmos pelo que acreditamos
Humanos, demasiado humanos

Goiânia, 24 de dezembro de 2010.

AjAraújo, poema de Natal, inspirado em Charles Dickens e em G. F. Nietszche.

Submited by

Friday, December 24, 2010 - 23:41

Poesia :

No votes yet

AjAraujo

AjAraujo's picture
Offline
Title: Membro
Last seen: 1 year 20 weeks ago
Joined: 10/29/2009
Posts:
Points: 15584

Add comment

Login to post comments

other contents of AjAraujo

Topic Title Replies Views Last Postsort icon Language
Poesia/Thoughts Todo problema é, em essência... (Hans Jonas) 0 2.010 11/09/2012 - 11:31 Portuguese
Poesia/Intervention Eu não Quero o Presente, Quero a Realidade (Fernando Pessoa) 1 2.830 11/05/2012 - 20:48 Portuguese
Poesia/Acrostic Estrada real: caminho dourado da colônia 0 613 11/04/2012 - 11:17 Portuguese
Poesia/Meditation A vida segue seu curso 0 1.282 11/04/2012 - 11:02 Portuguese
Videos/Music Guilty (Barbra Streisand & Barry Gibb - Bee Gees) 1 5.497 10/09/2012 - 10:58 English
Poesia/Intervention De tudo quanto fui 0 906 09/26/2012 - 01:27 Portuguese
Poesia/Poetrix Sonho de criança 0 1.737 09/26/2012 - 01:27 Portuguese
Poesia/Haiku Monte das Oliveiras 0 1.062 09/26/2012 - 01:25 Portuguese
Poesia/Intervention Há uma urgência 0 1.950 09/22/2012 - 14:30 Portuguese
Poesia/Joy A benção das folhas 0 1.810 09/22/2012 - 14:29 Portuguese
Poesia/Meditation Quem chora por Teus filhos? 0 954 09/22/2012 - 14:24 Portuguese
Poesia/Intervention Quando estou só... e sem rumo! 0 817 09/02/2012 - 20:16 Portuguese
Poesia/Meditation Temores 0 1.196 09/02/2012 - 20:14 Portuguese
Poesia/Poetrix Tercetos de Vida - I 0 1.388 09/02/2012 - 20:12 Portuguese
Poesia/Poetrix Mouro 0 1.514 08/01/2012 - 12:08 Portuguese
Poesia/Poetrix A montanha e o peregrino 0 1.082 08/01/2012 - 12:07 Portuguese
Poesia/Poetrix Tragédia olímpica 0 1.450 08/01/2012 - 12:07 Portuguese
Poesia/Acrostic Sorrir 2 1.768 07/14/2012 - 23:27 Portuguese
Poesia/Meditation O primeiro passo em busca da felicidade 1 1.534 07/13/2012 - 23:43 Portuguese
Poesia/Meditation Curta passagem 0 0 07/13/2012 - 11:41 Portuguese
Poesia/Intervention A trilha do novo caminho 2 1.393 07/13/2012 - 03:16 Portuguese
Poesia/Thoughts Ausência & Insônia (Caderno de Pensamentos: II) 0 1.263 07/11/2012 - 01:21 Portuguese
Poesia/Joy Canção de despertar 0 787 07/11/2012 - 01:21 Portuguese
Poesia/Thoughts Utopia & Cotovia (Caderno de Pensamentos: I) 0 728 07/11/2012 - 01:19 Portuguese
Poesia/Intervention A chegada da caixa de abelhas (Sylvia Plath) 1 2.114 07/09/2012 - 08:43 Portuguese