Águas de Março (Tom Jobim & Elis Regina)

Águas de Março
 

(Composição: Tom Jobim)


É pau, é pedra, é o fim do caminho
É um resto de toco, é um pouco sozinho
É um caco de vidro, é a vida, é o sol
É a noite, é a morte, é o laço, é o anzol

É peroba do campo, é o nó da madeira
Caingá, candeia, é o MatitaPereira
É madeira de vento, tombo da ribanceira
É o mistério profundo, é o queira ou não queira

É o vento ventando, é o fim da ladeira

É a viga, é o vão, festa da cumeeira
É a chuva chovendo, é conversa ribeira
Das águas de março, é o fim da canseira

É o pé, é o chão, é a marcha estradeira
Passarinho na mão, pedra de atiradeira
É uma ave no céu, é uma ave no chão
É um regato, é uma fonte, é um pedaço de pão

É o fundo do poço, é o fim do caminho
No rosto o desgosto, é um pouco sozinho
É um estrepe, é um prego, é uma ponta, é um ponto
É um pingo pingando, é uma conta, é um conto

É um peixe, é um gesto, é uma prata brilhando
É a luz da manhã, é o tijolo chegando
É a lenha, é o dia, é o fim da picada
É a garrafa de cana, o estilhaço na estrada

É o projeto da casa, é o corpo na cama
É o carro enguiçado, é a lama, é a lama
É um passo, é uma ponte, é um sapo, é uma rã
É um resto de mato, na luz da manhã

São as águas de março fechando o verão
É a promessa de vida no teu coração

É uma cobra, é um pau, é João, é José
É um espinho na mão, é um corte no pé

São as águas de março fechando o verão,
É a promessa de vida no teu coração

É pau, é pedra, é o fim do caminho
É um resto de toco, é um pouco sozinho
É um passo, é uma ponte, é um sapo, é uma rã
É um belo horizonte, é uma febre terçã

São as águas de março fechando o verão
É a promessa de vida no teu coração
pau, pedra, fim, caminho
resto, toco, pouco, sozinho
caco, vidro, vida, sol, noite, morte, laço, anzol

São as águas de março fechando o verão
É a promessa de vida no teu coração.

Submited by

Monday, January 10, 2011 - 15:54

Videos :

No votes yet

AjAraujo

AjAraujo's picture
Offline
Title: Membro
Last seen: 1 year 39 weeks ago
Joined: 10/29/2009
Posts:
Points: 15584

Add comment

Login to post comments

other contents of AjAraujo

Topic Title Replies Views Last Postsort icon Language
Poesia/Poetrix Poemas - de "Magma" (Guimarães Rosa) 2 18.177 06/11/2019 - 10:48 Portuguese
Videos/Music Ave Maria - Schubert (Andre Rieu & Mirusia Louwerse) 1 24.295 06/11/2019 - 10:02 English
Poesia/Fantasy Cabelos de fogo 0 1.657 04/28/2018 - 20:38 Portuguese
Poesia/Dedicated A criança dentro de ti 0 1.029 04/28/2018 - 20:20 Portuguese
Poesia/Thoughts O porto espiritual 0 921 04/28/2018 - 20:00 Portuguese
Poesia/Dedicated Ano Novo (Ferreira Gullar) 1 951 02/20/2018 - 18:17 Portuguese
Prosas/Drama Os ninguéns (Eduardo Galeano) 0 1.187 12/31/2017 - 18:09 Portuguese
Poesia/Dedicated Passagem de ano (Carlos Drummond de Andrade) 0 1.417 12/31/2017 - 17:59 Portuguese
Prosas/Contos Um conto de dor e neve (AjAraujo) 0 2.116 12/20/2016 - 10:42 Portuguese
Prosas/Contos Conto de Natal (Rubem Braga) 0 1.418 12/20/2016 - 10:28 Portuguese
Prosas/Contos A mensagem na garrafa - conto de Natal (AjAraujo) 0 2.593 12/04/2016 - 12:46 Portuguese
Poesia/Intervention Educar não é... castigar (AjAraujo) 0 1.016 07/07/2016 - 23:54 Portuguese
Poesia/Intervention Dois Anjos (Gabriela Mistral) 0 2.674 08/04/2015 - 22:50 Portuguese
Poesia/Dedicated Fonte (Gabriela Mistral) 0 1.626 08/04/2015 - 21:58 Portuguese
Poesia/Meditation O Hino Cotidiano (Gabriela Mistral) 0 1.710 08/04/2015 - 21:52 Portuguese
Poesia/Thoughts As portas não são obstáculos, mas diferentes passagens (Içami Tiba) 0 2.039 08/02/2015 - 22:48 Portuguese
Poesia/Dedicated Pétalas sobre o ataúde - a história de Pâmela (microconto) 0 2.941 03/30/2015 - 10:56 Portuguese
Poesia/Dedicated Ode para a rendição de uma infância perdida 0 1.629 03/30/2015 - 10:45 Portuguese
Poesia/Sadness Entre luzes e penumbras 0 1.958 03/30/2015 - 10:39 Portuguese
Poesia/Sadness No desfiladeiro 1 3.016 07/25/2014 - 23:09 Portuguese
Poesia/Intervention Sinais da história 0 1.772 07/16/2014 - 23:54 Portuguese
Poesia/Fantasy E você ainda acha pouco? 0 2.670 07/16/2014 - 23:51 Portuguese
Poesia/Aphorism Descanso eterno 2 3.225 07/03/2014 - 21:28 Portuguese
Poesia/Intervention Paisagem (Charles Baudelaire) 0 2.351 07/03/2014 - 02:16 Portuguese
Poesia/Meditation Elevação (Charles Baudelaire) 0 2.296 07/03/2014 - 02:05 Portuguese