CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

andorinhão

Pulquerio o andorinhão
o vendedor de palavras

Pulquério de poucas sílabas,
Muita imaginação,
Corre ,voa nas madrugadas
Tardias, nas manhãs atrasadas
Nas densas nuvens lembrando mar
A cobrir indeléveis, douradas ,
A Serra mãe de mil e uma alvoradas
Do Poleiro diário assistia
Quase sempre
Ao ausente registo
De ilhas talvez terrenas
Muitas vezes eternas
Realidades fractais,
Singularidades cósmicas,
Às mudanças de estação
Apesar de sempre vistas,
Aquele indecifrável momento
Colocava-o sempre em êxtase.

Filho de pai Carteiro
E outras profissões
Passava noites e serões
Lendo o que para destinatários
Só letras era,
Nunca uma só carta distribuiu
Para si tudo guardara ,
Era tamanha a fixação
Que com todas ficou.
Tantas estorias
Exactamente ...Todas as palavras
Pulquério consigo guardou
Numa caixinha para
Mais tarde vender
...A retalho
Eram Palavras notáveis
Como saudade
Um e dois ...
Três e quatro
Sambas, rumbas
Fados, ritmos latinos
Notas musicais ,
Ofertas de trabalho ,
Grandes e pequenos destinos ,
Até obsessão por dançar ,
Escalar ,subir correr, amar,
Mais tarde tudo vendeu ,
Foi-se o legado de seu Pai ,
Correu Mundo ,
Vendeu tudo ,
Sem nada ficou
Morreu surdo e mudo….
Um conselho:
Dá as palavras ,
Mas com os lábios fechados ,
Como num beijo profundo,
a alma aberta
Mas guarda sempre uma
Para ti……
A última
A certa

Jorge Santos

Submited by

segunda-feira, dezembro 21, 2009 - 16:49

Ministério da Poesia :

No votes yet

Joel

imagem de Joel
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 5 dias 9 horas
Membro desde: 12/20/2009
Conteúdos:
Pontos: 40693

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Joel

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Geral Na minha terra não há terra, 0 434 06/02/2020 - 16:16 Português
Poesia/Geral A sucessão dos dias e a sede de voyeur ... 0 192 06/02/2020 - 16:09 Português
Poesia/Geral O Amor é uma nação em risco, 1 445 05/03/2020 - 00:37 Português
Ministério da Poesia/Geral Ninguém me distingue de quem sou eu ... 1 226 04/20/2020 - 23:34 Português
Ministério da Poesia/Geral A um Deus pouco divino … 1 413 04/19/2020 - 12:02 Português
Poesia/Geral “Hic sunt dracones”, A dor é tudo … 4 451 04/15/2020 - 16:25 Português
Poesia/Geral A Morte não é Bem-Vinda ... 2 402 04/15/2020 - 15:46 Português
Poesia/Geral Objectos próximos, 0 510 04/15/2020 - 12:06 Português
Poesia/Geral Daniel Faria, excerto “Do que era certo” 0 455 04/15/2020 - 11:58 Português
Ministério da Poesia/Geral O avesso do espelho... 5 266 03/01/2020 - 21:02 Português
Poesia/Geral A síndrome de Savanah 0 376 03/01/2020 - 20:26 Português
Ministério da Poesia/Geral O Estado da Dúvida 2 228 01/24/2020 - 21:05 Português
Ministério da Poesia/Geral Patchwork... 0 374 01/08/2020 - 14:05 Português
Ministério da Poesia/Geral Vivo do oficio das paixões 0 349 01/08/2020 - 13:55 Português
Ministério da Poesia/Geral Como morre um Rei de palha... 0 238 01/08/2020 - 13:50 Português
Ministério da Poesia/Geral "Sic est vulgus" 0 404 01/08/2020 - 12:47 Português
Ministério da Poesia/Geral Quantos Césares fui eu !!! 0 263 01/08/2020 - 12:40 Português
Ministério da Poesia/Geral Nada se parece comigo 0 291 01/08/2020 - 12:34 Português
Ministério da Poesia/Geral Pedra, tesoura ou papel..."Do que era certo" 0 311 01/08/2020 - 12:27 Português
Ministério da Poesia/Geral Sou "O-Feito-Do-Primeiro-Vidente" 0 247 01/08/2020 - 12:11 Português
Ministério da Poesia/Geral Morri lívido e nu ... 0 279 01/08/2020 - 12:03 Português
Ministério da Poesia/Geral Ladram cães à distância, Mato o "Por-Matar" ... 0 314 01/08/2020 - 11:45 Português
Ministério da Poesia/Geral Excerto “do que era certo” 0 279 01/08/2020 - 11:38 Português
Ministério da Poesia/Geral Rua dos Douradores 30 ... 0 332 01/08/2020 - 11:32 Português
Ministério da Poesia/Geral A Rua ao meu lado ou O Valor do riso... 0 254 01/08/2020 - 11:24 Português