CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Foi Assim Será

Não sei porquê bem,
Todos esperam que
Digamos alguma coisa,
Embora nem por isso (ás vezes)

As palavras são as mesmas,
De há cem,duzentos anos,
Apenas as cruzamos doutro modo,
Na presunção de dizer diferente.

Todos os nove anos,
Elas dão fruto, como a natureza,
E nós não,
Não sei bem como nem porquê,

Tememos ser fortes,
Como a mesma,
Embora tremamos no peito,
Como uma folha ao vento,

Que tem todas as certezas,
E não espera,
Que esperemos por que ela,
Assim seja.

Às vezes não sei bem porquê,
O sentir assim, de mim e você…

Jorge Santos (01/2015)
http://namastibetpoems.blogspot.com

Submited by

sexta-feira, fevereiro 23, 2018 - 16:35

Ministério da Poesia :

Your rating: None Average: 5 (1 vote)

Joel

imagem de Joel
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 1 semana 1 dia
Membro desde: 12/20/2009
Conteúdos:
Pontos: 11333

Comentários

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

Todos esperam que Digamos alguma coisa

Eu de mim não espero mais nada

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Joel

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Ministério da Poesia/Geral Gostaria de ter um Cadillac novo, 20 317 12/07/2018 - 17:04 Português
Poesia/Geral Sonho d'Midas ... 21 341 12/07/2018 - 17:03 Português
Ministério da Poesia/Geral Que será da nossa viúva sombra, 20 205 12/07/2018 - 17:01 Português
Ministério da Poesia/Geral Sem casas não haveriam ruas ... 17 267 12/03/2018 - 16:54 Português
Ministério da Poesia/Geral Temo as sombras e o burburinho … 21 268 12/03/2018 - 16:53 Português
Poesia/Geral Último Poema 21 1.247 12/03/2018 - 16:51 Português
Poesia/Geral (1820) 23 396 12/03/2018 - 16:50 Português
Ministério da Poesia/Geral Convenço, convencei, convençai… 21 312 12/03/2018 - 16:48 Português
Ministério da Poesia/Geral Cansei. 25 373 12/03/2018 - 16:47 Português
Ministério da Poesia/Geral Eu sou tudo aquilo por onde me perco… 29 211 12/03/2018 - 16:45 Português
Ministério da Poesia/Geral Colossal o Oceano, 15 243 12/03/2018 - 16:44 Português
Ministério da Poesia/Geral Minha alma é um lego 14 276 12/03/2018 - 16:44 Português
Ministério da Poesia/Geral V de Vitória - Revolução - 14 271 12/03/2018 - 16:43 Português
Ministério da Poesia/Geral O Gebo e o Sonho. 11 228 12/03/2018 - 16:42 Português
Ministério da Poesia/Geral "Je ne dis rien, tu m'écoutes" 13 343 12/03/2018 - 16:42 Português
Ministério da Poesia/Geral À dimensão do horto … 12 224 12/03/2018 - 16:40 Português
Ministério da Poesia/Geral Ridículo q.b. 16 387 12/03/2018 - 16:40 Português
Ministério da Poesia/Geral Sofro por não ter falta , 14 271 12/03/2018 - 16:39 Português
Ministério da Poesia/Geral Calmo 30 256 12/03/2018 - 12:04 Português
Poesia/Geral (Vive la France) 39 402 12/03/2018 - 12:00 Português
Ministério da Poesia/Geral O Cavaleiro da Dinamarca. 23 254 12/03/2018 - 11:39 Português
Ministério da Poesia/Geral Frágil 30 370 12/03/2018 - 11:37 Português
Ministério da Poesia/Geral Qual viagem… 29 247 12/03/2018 - 11:26 Português
Ministério da Poesia/Geral Posso soltar as asas… 24 276 12/03/2018 - 11:17 Português
Ministério da Poesia/Geral Por amor ao meu país… 44 309 12/03/2018 - 10:55 Português